Conecte conosco

Oi, o que você está procurando?

Blog

Só Deus para proteger os ciclistas

Ciclovia defronte à Igreja Matriz de Santo Antônio

Ciclovia defronte à Igreja Matriz de Santo Antônio


Enquanto as grandes metrópoles no mundo têm resolvido seus problemas de trânsito reduzindo os espaços dos carros e privilegiando as bicicletas, aqui em Patos acontece o contrário. Mesmo sendo uma das poucas cidades brasileiras provida de ciclo faixas e ciclovias, a prefeitura, órgão responsável pela sinalização de trânsito da cidade, parece não se importar nem um pouco com a vida dos ciclistas. Durante o período natalino, na Rua General Osório, a nossa ciclo faixa vira estacionamento dos carros e os ciclistas têm que se arriscar transitando no meio da rua, que por sinal não é nada larga.
Pior ainda é próximo às duas igrejas situadas na Av. Getúlio Vargas, pois lá a falta de respeito pela vida dos ciclistas ocorre durante todo o ano. Para o simples conforto dos fiéis, que não podem estacionar seus carros a mais de 100 metros das portas das igrejas, a Prefeitura colocou placas de sinalização de trânsito, permitindo estacionar sobre as ciclo faixas em determinados horários, obrigando os ciclistas a entrarem na frente dos carros que transitam pela Av. Getúlio Vargas nesses horários.
Ciclovia defronte à Primeira Igreja Presbiteriana de Patos de Minas

Ciclovia defronte à Primeira Igreja Presbiteriana de Patos de Minas


Com esta ação, a prefeitura está privilegiando as pessoas que vão  às igrejas de carro e, pelo jeito, os ciclistas que se danem ou morram, o que não pode são os frequentadores das igrejas andarem a pé 50, 100, 200 ou 300 metros até chegarem às igrejas após estacionarem seus veículos. E olha que aos sábados e domingos o que não falta é vaga para estacionar no centro da cidade. Não somos contra a qualquer igreja, pelo contrário, também somos frequentadores das igrejas, o que queremos é que respeitem o maior de todos os bens que Deus nos deu, a vida.
Aqui vai a nossa dica à Prefeitura de Patos de Minas. Cidades como Nova Iorque, Paris e Amsterdã, entre outras grandes cidades de países considerados de primeiro mundo e até mesmo Bogotá na Colômbia, estão resolvendo em parte os problemas de trânsito, reduzindo os espaços dos carros, aumentado os espaços das bicicletas e investido em um transporte coletivo de qualidade, com combustível limpo e a preços acessíveis. Com isso, as pessoas vão deixar seus veículos automotores em casa e começarem a andar de ônibus ou de bicicleta. O resultado é um trânsito menos congestionado, uma população mais saudável e um meio ambiente mais limpo.
Vagas disponíveis a menos de 100 metros da Igreja Matriz

Vagas disponíveis a menos de 50 metros da Igreja Matriz


Mas, por enquanto, o que nos resta é rezar e pedir a Deus que proteja os ciclistas que transitam pela Av. Getúlio Vargas nos horários de celebração, iluminar a consciência dos fiéis, para que AMEM SEU PRÓXIMO (ciclista) e estacionem fora da ciclo faixa, ou ainda, dar coragem às pessoas que detêm o poder de fazer as coisas certas a serem menos politiqueiras e mais sensatas.
Confira mais fotos:
[nggallery id=51]

22 Comentários

22 Comments

  1. alexs

    17 de janeiro de 2010 em 23:51

    Problema e muito maior q parece, esse problema e cultural, se não haver uma concientização da população esse patamar nunca mudára, e ainda falta tb fiscalização por parte da policia e bom senso da PREFEITURA. Deploravel essas imagens q fieis são esses q não conseguem nem respeitar as leis de transito. Bando de sem noção.

  2. Heleno

    18 de janeiro de 2010 em 09:45

    Muito boa a matéria.
    Essa sinalização do entorno da Catedral realmente é uma lástima.
    A vida do ciclista vale menos no fim de semana?
    Matérias denúncia como essa sobre o estado das nossas ciclovias e ciclofaixas são uma ótima idéia. Muitas delas estão em mal estado de conservação(vide JK) ou são perigosas como a da fátima porto, onde tem barranco caindo ou arvores sem poda, que fazem o ciclista ir pra pista dos carros. E assim, existem vários outros casos.

  3. Flavim

    18 de janeiro de 2010 em 11:05

    Infelizmente temos que presenciar mais um fato desse em nossa cidade, vendo que o respeito com o proximo estar bem longe e podemos ver pela propria igreja que junto com a prefeitura colocou essas placas ai ha anos só para poder “ajudar” alguns barrão da sociedade que não podem andar nem 100m a pé pq tem que mostrar os seus carros importados para a sociedade, se nao alguem ver o bonito chegando a pé e pega mal para eles…

  4. Marcelo

    18 de janeiro de 2010 em 12:42

    Ótima observação de vocês. O trânsito de Patos está péssimo e nas grandes cidades é incentivado o uso de bicicletas. E Patos parece que esqueceu disso.

  5. motorista

    18 de janeiro de 2010 em 14:04

    Me digam algum acidente ocorrido na porta dessas igrejas envolvendo ciclistas…

  6. alexs

    18 de janeiro de 2010 em 14:41

    MOTORISTA:
    Bahh temos esperar q aconteça acidentes com ciclistas para depois tomar providençias. Isso mostra apenas a falta de respeito com o proximo. Tb sou motorista e respeito as leis de transito e respeito mais ainda os ciclistas pq eles são o elo mais fraco do transito junto com os pedestres.

  7. Ricardo

    18 de janeiro de 2010 em 14:44

    Grande Motorista. Pode ser o que aconteceu comigo? Raramente um acidente envolvendo ciclista gera notícia. Por isso você não deve ter ficado sabendo de outros. É um grande desrespeito.

  8. Hebinho

    18 de janeiro de 2010 em 14:50

    É um absurdo! Pasmém! Liberar o estacionamento para veículos onde a ciclovia passa. Gostaria de parabenizar os responsáveis por essa idéia inteligente?!?
    Deve ter sido a mesma pessoa que fez aquela OBRINHA na Av. Fátima Porto.

  9. Cilas

    18 de janeiro de 2010 em 14:55

    Eu trabalho aqui na General Osório e sempre venho de bicicleta. No natal nao teve como eu vir, pois além de o transito que estava um caos, eu nao tinha ciclovia para andar. Com isso foi mais um carro para deixar o transito pior. Isso precisa ser revisto. Patos nao pode deixar de ser a cidade das bicicletas.

  10. Cintia

    18 de janeiro de 2010 em 14:57

    É mesmo alex. nao podemos deixar acontecer um acidente para tomar providencia. sera que tem alguem responsavel pelo transito que lê esse site?

  11. Jordana

    18 de janeiro de 2010 em 17:05

    Que sacanagem!
    Porque não fazem igaul das cidades grandes?

  12. Matheus

    18 de janeiro de 2010 em 22:24

    Motorista
    Vai no regional que voce vai presenciar vários casos de acidentes com ciclistas naquela área.
    Muito boa a matéria e fica ai mais uma critica aos nossos órgãos públicos e que quem sabe UM DIA seja atendida.
    o NPD já fez o pedal solidário, porque não fazer um “Pedal protesto”, é um direito da classe ciclistica e devemos reividicalo.

  13. Fulano

    19 de janeiro de 2010 em 08:56

    O galema tem q causar esse transtorno todo apenas por causa disso???????
    galera vamos relevar pois o problema é apenas quando tem missa,é dificil fazer esse sacrificil apenas nos dias de missa????????????
    sobe no passeio e empurra a bike ate o final da ciclovia onde acabam os carros,é dificil fazer isso??
    axo que tem coisa mais importante pra se preocupar do que isso em galera…

  14. Gilmar Santos

    19 de janeiro de 2010 em 11:45

    Muito boa a matéria.
    Acho que voces devem programar um protesto, agendar uma data favorável e conclamar adeptos, usuários comuns e sair às ruas, faixas, cartazes, etc. Penso que deveria ser já, para aproveitar a repercusão desta matéria.
    Não desistam!
    Um abraço.

  15. Paulo

    19 de janeiro de 2010 em 18:32

    Presenciei acidente com ciclista na corrente do pátio de estacionamento da Catedral Stº. Antonio (placa de sinalização inadequada). Acho que à partir deste assunto abordado está sendo dado o pontapé inicial para alertar as autoridades e comunidade da necessidade de olhar para o ciclismo com mais resperito e responsabilidade.

  16. Renato Amaral

    20 de janeiro de 2010 em 15:26

    Acho que, enquanto não há providências por parte da Prefeitura, os ciclistas poderiam elaborar um panfleto e deixar no carro para os motoristas que estacionassem nas ciclovias.

  17. jorge

    21 de janeiro de 2010 em 10:45

    Acho que primeiro teria que educar os ciclistas de Patos, pois como todos sabem os mesmos não respeitam a legislação, pois se utilizam via publica e tem rodas teriam sim que trafegar como todo veiculo normal. Mas o que acontece é que para se atravessar uma rua em Patos alem de vc ter que olhar para a mão normal temos que nos preocupar com a contra mão pois sempre vem um louco de bicicleta para quem sabe nos atropelar, outro ponto referente a ciclovia cito um exemplo bem visivel. Va na avenida JK que irá constatar a irresponsabilidade do ciclista lá, pois lá não tem uma faixa e sim fizeram uma pista exclusiva para esse ciclistas, mas como sempre ele sempre gostam de andar na contra mão e na pista que pertencem aos veiculos para sim oferecer riscos de acidentes e depois dizem que é SÓ DEUS PARA PROTEJER OS CICLISTA!!! Gente deixa DEUS fora disso e tente primeiro verificar quem realmente está errado.

  18. Magela

    21 de janeiro de 2010 em 16:07

    Jorge; gostaria de agradecer o seu comentário em nosso site, concordo plenamente com você, temos que educar e muito nossos ciclistas, não só os ciclistas como também os motoristas, motociclistas e pedestres, isto é fato. A matéria acima é uma crítica ao órgão responsável pela sinalização de trânsito da cidade, que cometeu o absurdo de permitir que se estacione sobre as ciclofaixas, o CTB (Código de Trânsito Brasileiro) define que as bicicletas e pedestres tem prioridade sobre os veículos automotores, inclusive transitar sobre a ciclofaixa é infração gravíssima. Se a prefeitura simplesmente acabar com as ciclofaixas da Av. Getúlio Vargas, ficará mais seguro para o ciclista, que terá que transitar pelo lato direito da via, como prevê o CTB, sendo assim não precisará ir para o meio da pista desviando dos carros estacionados sobre a ciclofaixa, pois já estarão transitando ao lado dos veículos estacionados junto ao meio fio do lado direito.
    Em relação a Av. JK, que foi reformada recentemente, é outro descaso com os ciclistas, pois em alguns trechos é mais seguro transitar na pistas dos carros, pois as ciclovias estão intransitáveis, cheias de buracos, além de serem utilizadas por diversos pedestres para a prática da caminhadas. Mas, mais uma vez tenho que concordar com você, em muitos trechos os ciclistas poderiam sim circular pela ciclovia.
    Outro fato que vamos abordar nas próximas semanas e a imprudência dos ciclistas que treinam em alta velocidade na orla da Lagoa Grande, em meio a centenas de pessoas que fazem caminhadas em horários de pico, estes ciclistas deveriam treinar em horários mais seguros para eles e os praticantes de caminhadas.
    Jorge, nosso site esta completado 4 messes e um dos nossos objetivos é contribuir para a educação dos ciclistas no trânsito e melhorar nossa qualidade de vida.
    Continue acessando nosso site e assim que der, venha pedalar com a gente.
    Abraços Magela

  19. Renato

    22 de janeiro de 2010 em 13:50

    Excelente post! Precisamos ficar atentos e cobrar de forma clara e objetiva essas melhorias.

  20. Angel

    22 de janeiro de 2010 em 15:21

    PARABÉNSSSSSSSSSSS AO NOIS PEDALA!!!!Ate que enfim alguem resolveu falar desse assunto q ja não é novidade, muito pelo contrario, ate ja se tornou coisa comum, pois nao é so na porta das igrejas que isso acontece, mas sim em váriossss pontos na cidade, na epoca do natal por exemplo a ciclovia de patos é extinta,ali mesmo proximo a matriz, em frente a Eletrozema o “pessoal reponsavel pelo transito” libera o estacionamento tb na faixa da ciclovia…e assim so nos resta transitar no meio da pista, junto a onibus, carros, motos…E ao contrario do comentario do MOTORISTA, realmente nao acontece acidentes por que nos que andamos de bicicletas acabamos cedendo aos bons motoritas a passagem!!!!!!Quem sabe um dia não temos uma solução ou pelo menos um pouquinho mais de atençao dos responsáveis!E mais uma vez…PARABÉNS pela iniciativa!!!!!!!!!

  21. Dheime Galvão

    22 de janeiro de 2010 em 20:58

    Nos ciclistas e q temos q ser educados??? Será q essas fotos não estão claras. Por algum acaso ha algum ciclista errado ai. Aff me diga, quem mata mais em acidentes somos nos ciclistas ou vcs motoristas. Sobre a JK vc (Jorge)já andou la de bicicleta pra vc ver como esta precaria as condições. Não tentem justificar o erro apenas cumpram a lei.

  22. Sergio pannain

    16 de fevereiro de 2010 em 23:15

    Não vem ao caso se houve ou não um acidente,o sr. como religioso que parece deveria ser o primeiro a obedecer as leis de transito,ou por acaso Cristo pregava a desobediencia as autoridades da epoca?

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Competições

Aconteceu neste sábado o 4º ENDURO CEMIL, pela primeira vez o enduro aconteceu em um sábado à tarde, como o sol estava fervendo, alguns...

Diários de bordo

Bagnères-de-Luchon a Pau, França, Terça-feira – 20/07/10 Desculpem o atraso com o diário de bordo mas é que ontem a internet do hotel não...

Competições

Foi realizado no último domingo (25), o Primeiro Enduro Mountainbike de Regularidade da Cidade de João Pinheiro. Cerca de 50 bikers da região, principalmente...

Artigos

A Bicicleta pedaço a pedaço. Entenda melhor o que cada componente faz e monte uma super bike. Se não quiser montar, você saberá escolher...

Copyright © 2021 Noispedala