Competições

Patenses com excelentes resultados na Volta Gasol 52 anos

Volta Gasol 52 anos
Volta Gasol 52 anos

No último domingo aconteceu a 52ª edição da Volta Gasol. A prova quebrou o recorde de premiação no ciclismo brasileiro distribuindo um total de R$ 52.200,00 aos vencedores da competição.
Acompanhe como foram as duas etapas com informações do CiclismoBrasil.com.br.
1a ETAPA
Todos esperavam uma quebra de pelotão, mas apenas 17 ciclistas conseguiram executar o plano de se manter sempre na ponta. Já nos primeiros 15 Kms, o pelotão foi dizimado pela forte escalera da frente quando Scott e Pinda, além da equipe americana ZMotion, impuseram um forte ritmo que, adicionado ao vento lateral do cerrado, partiu o pelotão. Marconi Soares e Luciano Mineiro foram os únicos brasilienses nesse pequeno grupo.
José Gonçalves foi o 5º colocado na Master 30/39
José Gonçalves foi o 5º colocado na Master A 30/39

O grupo entra no SMLN e a diferença para o pelotão de trás aumenta. Apenas quando Brenno Sidotti e Magno Prado abrem uma fuga no eixinho norte,  as equipes Scott e Pinda diminuem o ritmo, parecendo já querer garantir as duas primeiras colocações e R$ 15.000,00 em prêmios. Calixto (ZMotion) ainda tentou saltar nos dois escapados, mas não teve pernas. Depois disso, com o consentimento do pequeno grupo da frente, o pelotão perseguidor  que vinha atrás, contendo ciclistas da Scott, Pinda, Padaria Real, Assis e equipes do DF se juntou ao grupo da frente.
Com uma fuga espetacular na 1a etapa, que colocou mais de 4 minutos de vantagem sobre o Pelotão, Breno Sidotti e Magno Prado construíram os alicerces para vencer a Volta Gasol 52 anos.
2a ETAPA
Alguns dos patenses que participaram da prova
Alguns dos patenses que participaram da prova

Liderada principalmente pelo argentino Matias Médici, a Scott tomou a ponta logo nos primeiros kms e assim permaneceu até a subida do Colorado. Na subida do CCBB, o trem da Scott colocou incríveis 55 km/h e provocou uma grande quebra no pelotão, que ainda resistia e permanecia à frente após as subidas da JK e Matinha.
A escalada do Colorado foi palco da decisão final da Volta Gasol. A Scott começou fazendo a seleção dos ciclistas ainda no pé da subida e depois, nos 3 kms finais, também foi ela quem começou os primeiros ataques. Magno Prado, sedento pela vitória,  foi um dos primeiros a atacar o grupo de 10 ciclistas líderes nos 2 kilômetros finais. Morandi, o número 31 da Scott, demonstrando a autoridade do capitão da maior equipe de ciclismo do Brasil para a Volta Gasol, deu o golpe de misericórdia e fez o ataque final para a vitória.
André Carlos Leréia foi o 4º colocado na open
André Carlos Leréia foi o 4º colocado na open

Entretanto, foi Breno Sidotti que levou a melhor, quando colocou alguns segundos de vantagem sobre Magno Prado nos metros finais da prova, vencendo a edição 2010 da Volta Gasol. Pindamonhangaba é a bicampeã da Volta Gasol, uma competição eletrizante, capaz de agradar aos mais exigentes fãs do ciclismo e deixar o gosto de quero mais para a edição 2011.
RESULTADOS DOS PATENSES
José Gonçalves – 5º colocado na Master 30/39
André Carlos Leréia – 4º colocado na Open
Weslen Janjão – 22º colocado na Elite
Ivo de Lima Dias – 7º na Master 40/49
Rodrigo Caetano – 19º na Master 30/39
Ronaldo Tora Gonçalves – 19º na Master 30/39
Dheime Galvão – 69º na Elite

Previous ArticleNext Article

4 Comments

  1. Esse Dheime e o tal Weslen são os mais corajosos… Elite não é pra qualquer um. Não é atoa que o Dheime tá ganhando tudo por aí em patos!!

  2. Valeu galera!!!
    Vcs representaram bem o ciclismo patense mais uma vez!!!
    Parabéns a todos que participaram.
    Vamos treinar cada dia mais forte para elevar cada vez mais o ciclismo na nossa região.
    Abraços.

  3. PARABÉNS AOS CORAJOSOS QUE PARTICIPARAM NÃO DE UMA PROVA DE CICLÍSMO, MAS DE UM VERDADEIRO DESAFIO. OS PARTICIPANTES SÃO MUITOS E A MÉDIA É MUITO ALTA.
    FICAR EM 5º NA MÁSTER A E EM 7º NA MÁSTER B, JOSÉ GONÇALVES E IVO DE LIMA, RESPECTIVAMENTE, NÃO É PARA QUALQUER UM, VALEU MESMO.
    SÓ NÃO ENTENDI UMA COISA: COMO O TORA E O RODRIGUINHO FICARAM NA MESMA POSIÇÃO (empataram até nos milésimos de segundos)?
    Abs.
    talvez na próxima eu crio coragem e participe também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *