Cinco motivos para pedalar na CIMTB Levorin em São João del-Rei

17297135323_840c60636d_o
Foto: Bruno Fernandes

1 – Possui excelente estrutura
A CIMTB Levorin oferece tudo o que um atleta precisa para se sentir seguro em uma competição. Como por exemplo, o Serviço Neutro da Shimano, no qual experientes mecânicos da Shimano fazem reparos nas bikes dos atletas, independente de categoria ou patrocinador. Além disso, o lava-bike e ações da PUROIL irá garantir que sua bike fique limpa mesmo depois da competição ou treino. A CIMTB Levorin também oferece áreas de hidratação e apoio no trajeto, atendimento médico com equipe de resgate com apoio da Prefeitura. A pista bem sinalizada faz com que a competição flua tranquilamente. Cerca de 200 voluntários estarão no evento para auxiliar atleta e público. O atleta também encontra no evento a área de alimentação e ainda uma das maiores feiras de produtos de mountain bike do país. Em frente a UFSJ é preparado uma grande área de estacionamento gratuito e a Polícia Militar dá todo o apoio no trecho da estrada e no evento.
2 – Percurso Técnico
O trajeto elaborado pela organização da CIMTB Levorin busca tudo o que o mountain bike precisa para ter uma competição inesquecível. O percurso é técnico e forte, mas não é perigoso. Durante a trilha o atleta leva com ele uma mistura de adrenalina e diversão.
3 – Categorias variadas
Com diversas categorias, a CIMTB Levorin consegue atender diferentes perfis de atletas. São quase 25 categorias para todas as idades, desde Mirim até Over 60. E não para por aí. Este ano, a categoria Peso Pesado irá estrear em São João del-Rei e vai levar atletas acima de 95 kg a competir de igual para igual. Além disso, existe uma categoria específica para para-atletas, a PNE. Ou seja, não tem desculpa pra ninguém!
4- Custo-benefício
As inscrições da CIMTB Levorin tem um ótimo custo-benefício para os atletas. Para quem for competir na Copa Amadores, o preço é de R$ 80. Para os atletas das categorias Mirim, R$ 20. Over 60 e PNE, o valor é de R$ 65. Para atletas que vão competir Cross Country Olímpico (XCO), a taxa é de R$ 130 para todas as categorias da CIMTB Levorin e os atletas da Super Elite que forem correr no Cross Country Elimnator (XCE) o valor é de R$ 50.
5- Turismo através do esporte
Unir o esporte com viagem é o sonho de todo amante de mountain bike. E esta é uma grande oportunidade. São João del-Rei faz parte do circuito turístico chamado ‘Estrada Real’, já que tem na história a marca da extração do ouro. E para quem quer viajar no tempo, a cidade oferece um passeio turístico de Maria Fumaça até Tiradentes. Além disso, a cidade conta com uma forte rede de hotéis e pousadas que atende a todos os gostos e bolsos.

CIMTB Levorin inclui UCI Junior Series na programação de São João del-Rei

Ciente da responsabilidade de realizar pela primeira vez no Brasil uma das 17 provas da UCI Junior Series, a organização da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike anuncia ajustes na programação da etapa de São João del-Rei para incluir a competição. Enquanto a prova feminina fará parte da 1ª largada, às 8h da manhã do domingo (18), os homens vão à pista às 12h na 3ª largada. A categoria Júnior reúne ciclistas com idades entre 17 e 18.

CIMTB Levorin inclui UCI Junior Series na programação de São João delirei. Foto: Bruno Senna
CIMTB Levorin inclui UCI Junior Series na programação de São João delirei. Foto: Bruno Senna

“A prova masculina será realizada, conforme é costume na Copa Internacional Levorin de MTB, durante a terceira largada e terá quatro voltas. Para as mulheres, optamos pela primeira largada, junto com as meninas do Sub-23 da Copa LM Bike de Amadores, com duas voltas”, justifica Rogério Bernardes, organizador do evento. “Antes a Feminina Sub-23 dava apenas uma volta. É muito importante ressaltar essa informação porque a rotina de treinos muda para as atletas desta categoria. Depois da prova vamos avaliar os resultados para ver se esta mudança passará a fazer parte da programação oficial da Feminina Sub-23″, completa.
Com a UCI Junior Series, as duas provas da categoria terão premiação em dinheiro para os ciclistas. Na soma da feminina e masculina, um total de R$ 1.860,00 será entregue em prêmios para os dez primeiros colocados. Cada campeão vai embolsar R$ 200,00.
A Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) estima que a UCI Junior Series XCO receberá atletas do Brasil e de países vizinhos da América do Sul. A pontuação para o ranking é diferenciada para as etapas do Junior Series, uma vez que a proposta da União Ciclística Internacional (UCI) é de fomentar ao máximo a categoria. Assim, os 20 primeiros pontuam no ranking mundial.
Na sexta-feira (16) será realizada a tomada de tempo para definição dos finalistas do Sprint Eliminator. No torneio masculino. os 16 melhores participam das quartas de final no sábado, no feminino as oito melhores ciclistas avançam às semifinais. As chaves finais serão realizadas a partir das 9h. Logo após o término do Eliminator, o trecho da pista utilizado para as finais estará livre para treinamento do Cross Country Olímpico em todas as categorias até às 17h. Podem participar do Eliminator atletas da Super Elite (Elite e Sub 23), Elite Feminina e categorias Júnior Feminina e Masculina.
O congresso técnico será logo em seguida, às 17h45, e a corrida noturna CIMTB Pearl Izumi Night Run encerra o segundo dia de atividades, às 19h. No domingo (18) serão realizadas as quatro largadas do XCO, que contarão 60 pontos para os campeões no ranking mundial. Às 8h o dia inicia-se com a Copa LM Bike de Amadores, a segunda e terceira largada serão às 10h e às 12h, respectivamente, e a última às 14h, com Super Elite e Elite feminina.
Drone Virtual permite visualizar a pista de São João del-Rei – Para quem tiver a curiosidade de conhecer o traçado da pista de São João del-Rei, que receberá o Cross Country Olímpico (XCO), com total de 6,1 km, a organização da Copa Internacional Levorin de MTB disponibiliza o Drone Virtual.
O vídeo do Drone Virtual tem a duração aproximada de 1min30 e pode ser assistido pelo endereço: http://cimtb.com.br/etapas/xce-e-xco-sao-joao-del-rei/#passeio. Para tanto, é necessário fazer download do aplicativo Google Earth Plug-in, disponível gratuitamente no link da visualização.
A Copa Internacional de Mountain Bike tem patrocínio da Levorin, o pneu oficial da competição. LM Bike, Shimano e Specialized são os co-patrocinadores do evento que comemora a 19ª edição em 2014.
Programação oficial em São João del-Rei:
Sexta – 16 de maio
13h às 14h: Treino livre XCE – Eliminator na UFSJ (proibido treinar sem equipamentos de segurança)
14h: Tomada de tempo do XCE
Sábado – 17 de maio
9h: Finais do XCE – Eliminator na UFSJ e em seguida premiação da prova
10h: Abertura da secretaria para confirmação das inscrições e credenciamento de apoio
10h às 17h: Treino livre XCO (proibido treinar sem numeral e equipamentos de segurança) – trecho usado pelo XCE – Eliminator estará indisponível para treino durante a competição.
14h: Passeio Ciclístico Sense Bike (Mobilidade, Meio Ambiente e Saúde) saindo da Ophicina Bike Shop
17h45: Congresso Técnico com atletas e equipes
19h: Largada da CIMTB Pearl Izumi Night Run
Domingo – 18 de maio 
08h: 1ª Largada – Copa LM BIKE de Amadores (exceto Segurança Pública + Júnior Feminino)
10h: 2ª Largada – CIMTB Levorin (Sub-45, Sub-17, Sub-50, PNE, Sub-55, Sub-60, Over-60, Segurança Pública (Copa LM BIKE de Amadores) e Sub-15) + Mirim (pista exclusiva)
11h: Premiação das categorias da 1a Largada
12h: 3ª Largada – CIMTB Levorin (Júnior, Sub-30, Sub-35, Sub-40)
13h15: Premiação das categorias da 2ª Largada + Concurso de Redação e Desenho
14h: 4a Largada – CIMTB Levorin (Super Elite e Elite feminina)
14h45: Premiação das categorias da 3ª Largada
16h15: Premiação das categorias da 4ª Largada

Brasileiros dominam competição de Mountain Bike no Chile

Henrique Avancini e Raiza Goulão brilharam na primeira competição internacional da temporada
O ciclista Henrique Avancini, que defende a equipe Caloi Elite Team, e Raiza Goulão, da equipe Soul Rider, dominaram completamente a Copa Chile Internacional de Mountain Bike, disputada neste sábado, 7 de fevereiro, no Chile. Os dois atletas são integrantes da seleção brasileira de Mountain Bike e utilizaram a competição como um teste para avaliar o trabalho realizado na pré-temporada.

Os três brasileiros ocuparam os lugares mais altos no pódio.
Os três brasileiros ocuparam os lugares mais altos no pódio.

A competição, válida pela classe 2 do ranking mundial (UCI), reuniu grandes nomes do Mountain Bike. Na disputa da categoria Elite, os brasileiros mandaram na prova, ocupando as três primeiras posições. Henrique Avancini foi o grande campeão, seguido por Rubens Donizete (Merida/Fox Racing/TPM Embalagens) e Sherman Trezza (Caloi Elite Team).
“O circuito foi bem exigente tecnicamente e fisicamente. As condições no Chile, nesta época do ano, são muito difíceis, com umidade muito baixa, calor e bastante poeira. Apesar de tudo, decidi tentar me desgarrar dos adversários logo no inicio da prova. Assumi a ponta da competição e aos poucos fui abrindo vantagem. A tática deu certo e estou muito feliz. Nesta primeira competição do ano, o mais importante nem era vencer, mas poder realmente avaliar o meu nível após o trabalho de base. Ainda tenho boa margem para trabalhar e evoluir, estou realmente empolgado para fazer uma grande temporada este ano”, destacou Henrique Avancini.
Já entre as mulheres, Raiza Goulão, 22 anos, estreou com o pé direito na elite do Mountain Bike. A atleta que vem da categoria Sub-23, participou da sua primeira prova como Elite e já mostrou muita qualidade ao vencer a competição de ponta a ponta.
Por Assessoria CBC

Campeonato Mundial de MTB: Ricardo Pscheidt fala sobre a pista e sua expectativa

Image (c) BOOGS Photography
Image (c) BOOGS Photography

World Championship South Africa 2013, o Campeonato Mundial de MTB, uma das competições mais fascinantes do ciclismo, este ano será realizado em Pietermarirzburg, na África do Sul e os atletas representantes da Seleção Brasileira já estão concentrados.
O atleta Ricardo Pscheidt, nos contou um pouco sobre sua expectativa para essa competição.
“Estou vindo de uma maratona de competições. São quase 2 meses competindo todos os finais de semana, sendo que no último mês senti o cansaço acumulado da rotina de viagens e competições, mas ao mesmo tempo, depois da etapa da Copa do Mundo no Canadá, senti que meu corpo começou a mostrar sinais de recuperação. Mas o fato de estar aqui na África do Sul representando a Seleção Brasileira é uma motivação a mais. O mountain bike brasileiro, mesmo que devagar, vem demonstrando evolução nos últimos anos. Espero então que eu tenha como expectativa melhorar a minha posição em relação ao mundial do ano passado na Áustria, onde fui o melhor brasileiro colocado na Elite, na 43º posição. Espero que todos os demais atletas da seleção façam ótimos resultados, pois todos vêm de um ritmo muito bom e de resultados expressivos em provas internacionais, neste último ano.”
A temida descida com troncos de árvores atravessados. Na foto: Hélio Vilela
A temida descida com troncos de árvores atravessados. Na foto: Hélio Vilela

Atleta experiente e determinado está confiante para sua participação neste sábado (31). Hoje a pista foi aberta para que os atletas pudessem treinar e reconhecer todos os detalhes dessa emocionante aventura.
Pscheidt disse que a pista está ótima. O clima é muito seco, lembrando os terrenos de Minas Gerais. Segundo ele, o mais complicado são duas descidas de rock gardens e uma com troncos de árvores atravessados, no qual ainda está receoso e irá treinar mais para se adaptar e se soltar com confiança nesse obstáculo na tarde de sábado. Na pista há muitas partes rápidas dentro dos eucaliptos e subidas longas.
Podemos prever que será muito interessante essa competição. Vamos acompanhar pelo site da UCI e torcer por esses campeões. Na elite masculina teremos além do Ricardo Pscheidt, os atletas: Rubens Valeriano, Sherman Trezza e Henrique Avancini.
Nós da equipe Noispedala desejamos a todos os atletas uma excelente prova e que possam conquistar resultados inéditos para o Brasil. Boa sorte e vai com tudo, pois talento você tem e muito Pscheidt.
Por Giovanna Soares

Confira quais serão as equipes UCI Worldtour em 2013

UCIA partir de 02 de novembro, a UCI havia registrado na primeira divisão, algumas equipes, já segurando uma de licença UCI WorldTour.
São elas:

  • Astana Pro Team
  • BMC Racing Team
  • Cannondale
  • Lampre – Merida
  • Omega Pharma – Quick Step Cycling Team
  • ORICA GreenEDGE
  • Sky Procycling
  • Vacansoleil-DCM Pro Cycling Team
  • Movistar Team (decidido dia 16 de novembro)

De acordo com os regulamentos da UCI, foi solicitado à Comissão de licenças que pronunciasse sobre a recusa do registro, bem como a emissão da licença UCI WorldTour de algumas equipes.
Como resultado das audiências realizadas em 19, 21, 22, 28 de Novembro e 7 de Dezembro, a Comissão de licenças emitiu uma licença UCI WorldTour para as seguintes equipes:

  • AG2R La Mondiale 2013-2016
  • Euskaltel Euskadi 2013-2016
  • Former Rabobank 2013-2014
  • Garmin Sharp 2013-2014
  • Team Argos–Shimano 2013-2016
  • Team Saxo – Tinkoff 2013-2014

Finalmente, a Comissão concedeu licenças de inscrição para a temporada de 2013, para as seguintes equipes:

  • FDJ
  • Lotto Belisol
  • RadioShackNissan

O pedido de registro da equipe Katusha foi rejeitado.
A lista completa das equipes continentais registradas para 2013 serão anunciados em uma data posterior.
Fonte: UCI Communication Services

Resultados do Mundial Máster de MTB. Confira como foi a participação de Silvinho Amorim

Silvinho amorim foi o 11º colocado no Mundial Máster de MTB
Silvinho amorim foi o 11º colocado no Mundial Máster de MTB

Balanço positivo da participação brasileira no Mundial de Mountain Bike Máster, que foi realizado pelo terceiro ano consecutivo, em Balneário Camboriú.
O Brasil fechou a participação no evento com um total de 23 medalhas, 10 a mais que no ano passado. Esse ano, o Brasil terminou com cinco medalhas de ouro, nove de prata e nove de bronze. Em 2011 foram 10 medalhas para o Brasil.
Em três dias de competições, 550 atletas de 23 países batalharam pelas 60 medalhas em disputa nas 20 provas realizadas no Parque Unipraias.
Silvinho Amorim (Patos de Minas) e César Moura (Uberlândia) participaram. Dentre os 55 ciclistas da categoria Men 35/39, Silvinho (Cemil) foi o 11º colocado. César Moura sentiu dores e não conseguiu completar a prova. Ele participou na categoria Men 30/34, que contou com 64 ciclistas.
Silvinho comentou: “Pra mim mais este Mundial serviu muito, pois sabemos que mesmo quando estamos bem treinados, precisamos também usar a cabeça para correr bem, alimentar, descansar e saber aplicar a força na hora certa, pois no Cross Country, isso tudo, no montante faz a diferença. A pista este ano foi muito boa, trilhas em matas além de longas subidas, que em 3,7km de pista subíamos 220metros por volta, no total de 5 voltas. Não fiz uma boa largada e no início fui recuperando mas as pernas não estavam bem naquele dia, e fui lutando daí para terminar a prova, pois vários atletas nacionais e internacionais desistiram de terminar a prova pois o calor e a altitude era muito grande.”
Ele complementa: “Gostaria de agradecer a todos que estiverem na torcida por mim no Campeonato Mundial. Em especial a CEMIL (Beba Saúde.Beba Cemil) que vem me patrocinando a 2 anos, já que com este patrocínio consegui ganhar vários títulos. O sonho maior é poder chegar bem próximo a um pódium no Mundial mas sabemos que no Brasil o MTB precisa crescer muito ainda em se comparando com os Italianos que já nascem na BIKE. Tenho tido bastante disciplina e treinamento especializando cada dia mais e espero um dia poder almejar deste título se DEUS quiser. Agradeço também a Star Bike, Medley Escola de Natação, OCE Treine.net, Hugo Prado Neto meu treinador, Cia do Corpo, Noispedala, Giro Sport Center de BH e também minha família que sempre me apoia pois sabemos que durante a temporada ficamos muito ausente. Obrigado a todos de coração e nunca devemos desistir de nossos objetivos.”
O evento foi organizado e realizado pela Federação Catarinense de Ciclismo pelo terceiro ano consecutivo no Parque Unirpraias em Balneário Camboriú e serviu para definir os campeões mundiais nas modalidades de downhill e cross country para os atletas com mais de 30 anos.
Em 2013, o Mundial de Mountain Bike Máster será realizado na África do Sul.

RESULTADO OFICIAIS

CROSS COUNTRY MASCULINO

CATEGORIA – 30-34
OURO – Fabio Zampese – Itália –
PRATA – Damiano da Silva Militão – Brasil
BRONZE – Tony José Castro Ojeda – Venezuela 
CATEGORIA – 35-39
OURO – Mássimo Folcarelli – Itália
PRATA – Marconi Soares Ribeiro – Brasil
BRONZE – Joseilton “Paraíba” Gomes – Brasil
CATEGORIA – 40-44
OURO – Manfredi Zaglio – Itália
PRATA – Abraão Azevedo – Brasil
BRONZE – Nico Pfitzenmaier – África do Sul
CATEGORIA – 45-49
OURO – Jean Paul Stephan – França
PRATA – Joselin Savedra – Colômbia
BRONZE – Rafael Ricardo Garrido Rodriguez – Venezuela
CATEGORIA – 50-54
OURO – Jean Malot – França
PRATA – Carlos Alfonso Muñoz Rivera – Colômbia
BRONZE – Balthazard Patrick – França
CATEGORIA 55-59
OURO – Benny Anderson – Suécia
PRATA – Robert Anderson – Canadá
BRONZE – Dilermano Fátima Melo – Brasil
CATEGORIA 60-64
OURO – Hélio Vilela de Carvalho – Brasil
PRATA – Gerard Bertrand – França
BRONZE – Evilásio Wielewski – Brasil
CATEGORIA 65+
OURO – Christian Jupillat – França
PRATA – Valdemar França Soares – Brasil
BRONZE – Guy Durand – França

CROSS COUNTRY FEMININO

CATEGORIA 30-34
OURO – Fabíola Ariana Tucci Ron – Venezuela
PRATA – Márcia Alejandra Carreaquel – Venezuela
BRONZE – Graciela Vargas – Argentina
CATEGORIA 35-39
OURO – Carina Renné Olalla – Argentina
PRATA – Lorena Carina Fernandez – Argentina
BRONZE – Yanis Hernandez Quintero – Venezuela
CATEGORIA 40-44
OURO – Samira Todone – Itália
PRATA – Christine Irelan – Estados Unidos
BRONZE – Florência Padilla – Argentina
CATEGORIA 45-49
OURO – Maria Alejandra de Bernardi – Argentina
PRATA – Jacqueline Edith Brugnoli – Argentina
BRONZE – Luisa Saft – Brasil
CATEGORIA 50+
OURO – Gjertrude Boe – Noruega
PRATA – Raquel Gontijo – Brasil
BRONZE – Rita Maria Cerutti – Argentina

DOWNHILL MASCULINO 

CATEGORIA 30-34
OURO – Robert Sgarbi – Brasil – 2min17s33
PRATA – Ruben Castro Carril – Espanha – 2min19s95
BRONZE – Anderson Luis Robl – Brasil – 2min19s97
CATEGORIA 35-39
OURO – Sebastian Vasquez – Chile – 2min19s72
PRATA – Alcides “Juninho” Cruz – Brasil – 2min20s42
BRONZE – Carlos Castillo – Costa Rica – 2min23s10
CATEGORIA 40-44
OURO – Matt Thompson – EUA – 2min24s22
PRATA – Lars Tribus – EUA – 2min24s97
BRONZE – Ayr Assis Freitas – Brasil – 2min28s68
CATEGORIA 45-49
OURO – Miguel Caldas Giovanini – Brasil – 2min25s96
PRATA – Luiz Antonio Archer – Brasil – 2min34s75
BRONZE – Francisco Innamorato – Brasil – 2min37s79
CATEGORIA 50+
OURO – Benoit Fellay – Suíça – 2min38s44
PRATA – Jean-Fred Tissot – Suíça – 2min59s64
BRONZE – Rofolfo Martinez Roulet – Argentina – 3min00s47

DOWNHILL FEMININO

CATEGORIA 30-34
OURO – Patrícia Loureiro – Brasil – 2min50s13
PRATA – Vanessa Azevedo – Brasil – 2min56s10
BRONZE – Patrícia Valenti – Brasil – 3min28s06
CATEGORIA 35-39
OURO – Gilmara Leiner – Brasil – 3min33s96|
PRATA – Luiza Lobato – Brasil – 6min04s83
BRONZE – Regiane Sales – Brasil – 8min56s41

Abraão Azevedo garante mais um ouro para o Brasil no Mundial Máster MTB

O brasiliense Abraão Azevedo conquistou mais uma medalha para o Brasil na manhã desse domingo em Balneário Camboriú. O atleta de 42 anos realizou o antigo sonho de ser campeão mundial.

Abraão Azevedo garante mais um ouro para o Brasil no Mundial Máster MTB
Abraão Azevedo garante mais um ouro para o Brasil no Mundial Máster MTB

“Eu treinei 22 anos para essa ganhar medalha de ouro. Eu me dediquei muito para essa conquista.
A largada foi muito forte e eu saí mais atrás, mas na subida do ponto de apoio eu passei o espanhol e assumi a ponta”, contou Abraão, que foi prata no ano passado nessa mesma categoria onde competem atletas de 40-44 anos.
Após dias com céu encoberto, o sol voltou a brilhar no Parque Unipraias e, com a pista mais seca, o brasileiro liderou todas as voltas e concluiu as quatro voltas no circuito de 4.100 metros em 1h43min51s.
A medalha de prata foi para o espanhol José Julian Baron Yueste com o tempo de 1h46min27s. O bronze foi para o venezuelano Rafael R. G. Rodriguez com 1h49min59s.
CATEGORIA 40-44 – 4 voltas
OURO – Abraão Azevedo – BRASIL – 1h43min51s
PRATA – José Julian Baron Yueste – Espanha – 1h46min27s
BRONZE – Rafael R. G. Rodriguez – Venezuela – 1h49min59s
Por Marcos Adami, Assessor de Imprensa CiclismoSC

Ernani Souza fatura o bronze no Mundial de Balneário Camboriú

O Brasil conquistou mais uma medalha de bronze no Mundial Máster de Mountain Bike em Balneário Camboriú. O mineiro Ernani Souza, de 35 anos, surpreendeu os favoritos com a terceira colocação na categoria 35-39 anos e conquistou a 13ª medalha brasileira na competição que termina nesse domingo. A categoria reuniu 40 competidores.

O mineiro Ernani Souza surpreendeu os favoritos com o bronze
O mineiro Ernani Souza surpreendeu os favoritos com o bronze

Ernani completou as quatro voltas no circuito de 4.100 metros em 1h47min08s e a vitória só veio na última volta, quando Joseilton da Silva Gomes, que ocupava a terceira colocação, sofreu fortes câimbras e perdeu a colocação.
“Estou treinando há sete meses para essa prova. Eu persigo esse título há muito tempo e essa medalha é muito especial para mim”, contou o mineiro da cidade de Conselheiro Lafayete que também é atleta de duathlon e corredor de rua.
O italiano Massimo Folcarelli, de 37 anos, garantiu seu segundo título Mundial no Brasil e o quarto de sua carreira. Folcarelli, comerciante que mora em Roma, completou a prova em 1h37min45s.
“Esse percurso é totalmente diferente daquele do ano passado. A pista estava bem mais seca e consegui andar na frente o tempo todo. Ano que vem pretendo voltar ao Brasil para defender o título”, contou.
A prata ficou com o norte-americano Scott Frederick com o tempo de 1h41min07s.
CATEGORIA 35-39 – 4 voltas
OURO – Massimo Folcarelli – Itália – 1h37min45s
PRATA – Scott Frederick – 1h41min07s
BRONZE – Ernani Souza – BRASIL – 1h47min08s
Por Marcos Adami, Assessor de Imprensa CiclismoSC

Mundial Máster de Mountain Bike está sendo realizado em Balneário Camboriu. Assista ao vivo

Mundial Master de MTB
Mundial Master de MTB

A cidade catarinense recebe pelo segundo ano consecutivo o evento, que terá transmissão ao vivo pela internet com imagens da chegada do cross country e do downhill cedidas pelo site www.ciclismosc.com.br
O evento conta com 350 atletas inscritos de 22 países. Além do Brasil, o Mundial contará com competidores da Austrália, Alemanha, Argentina, Austrália, Canadá, Chile, Colômbia, Equador, Espanha, Estados Unidos, França, Grã Bretanha, Itália, Irlanda, México, Paraguai, Portugal, Peru, Noruega, Suécia, Suíça e Venezuela.
O Brasil tem 196 inscritos, a Argentina 69, o Chile 23 e a Venezuela e a Colômbia têm 11 atletas cada confirmados na competição. Entre os europeus, a França vem com 6 atletas e a Itália confirmou a presença de 4 atletas.

DECISÃO DO TÍTULO MUNDIAL FEMININO DE XCO
As provas começam nessa sexta-feira, dia 22 de julho, às 8h30, com a decisão do título mundial de três categorias femininas de cross country no Parque Unipraias. Serão 22 atletas com idades entre 30 e 56 anos e o Brasil entra na pista com a catarinense Marli Roedel, Rosângela dos Santos, Therezinha de Jesus Costa e Graziella Trovato.
Entre os destaques estrangeiros estão a norueguesa Gjertrud Boe (prata na 45-49 anos em 2010) e a argentina Agustina Maria Apaza, que veio ao Brasil defender o título conquistado no ano passado em Balneário Camboriú.
Em seguida, às 10h30, largarão os atletas da categoria 55-59 anos e da categoria 60-64 anos, num total de 24 atletas. O colombiano Arturo Bejarano, bronze na 55-59 anos em 2010, é um dos favoritos ao pódio.
PROGRAMAÇÃO OFICIAL
22/07 – Sexta-feira
8h às 17h – Confirmação das inscrições – Estação Barra Sul
8h30 – Final feminina de XCO – todas as categorias
9h às 10h – Treino feminino DHI – sem paradas
10 às 12h – Treino masculino DHI – sem paradas
10h30 – Final masculino XCO (70+, 65-69, 60-64 e 55-59 anos)
Meio-dia – Fim das confirmações de inscrições das provas XCO de sábado
12h30 – Cerimônia de premiação
14h às 17h – Qualify de DHI (treinos classificatórios)
23/07 – Sábado
8h30 – Final masculino XCO (50-54 e 45-49 anos)
9 às 10h – Treino feminino DHI – sem paradas
10 às 12h – Treino masculino DHI – sem paradas
11h30 – Cerimônia de premiação
Meio-dia – Fim das confirmações de inscrições das provas XCO de domingo
14h às 16h – Finais de todas as categorias de downhill DHI
24/07 – Domingo
8h30 – Final masculino XCO (40-44 anos)
10h30 – Final masculino XCO (35-39 anos)
Meio-dia – Cerimônia de premiação
14h – Final masculino XCO (30-34 anos)
16h – Cerimônia de premiação