Diário de Bordo: Trilha Montanha Rochosa e Casca Grossa, Perau das Andorinhas

15/01/2012 – Por Murilo Fonseca
Neste domingo levantamos cedo, bem cedo para uma aventura no famoso Perau das Andorinhas, na região de Presidente Olegário. Éramos 12 bikers e as caras amassadas mostravam que a noite anterior teve baladinha, UFC e ansiedade. Mas todos muito afins de pedalar.

Me parece que tem gente querendo mudar pro Perau das Andorinhas
Me parece que tem gente querendo mudar pro Perau das Andorinhas

No começo da trilha estava nublado mas sem chuva, e no estradão deu pra render bem nos primeiros 10 km. Chegando ao perau, a vista é incrível, consegue-se ver muito longe mesmo. Morros, paredões, chapadões, lagos, córregos, pássaros e a vegetação bem verde ilustraram nosso caminho durante todo o percurso.
A cada possível desanimada devido ao terreno cheio de morros (foi rara as vezes que pedalamos no plano) e o sol forte que apertou no final da trilha, éramos abastecidos de ânimo pelo animador da turma (Heber contador).
37 km depois chegamos ao posto onde estavam os veículos, tomamos uns 22 litros de coca cola, almoçamos e comemoramos esse pedal perfeito, sem contusões, sem problemas mecânicos e sem fazendeiros danando com a gente.
Agora é esperar a volta a P.O, que pra mim e pra muitos é um dos melhores lugares pra pedalar em toda a região.

Confira o vídeo criado por Luciano Pit Stop

Confira o percurso com fotos

 

Diário de bordo: Trilhas do fim de semana 19 e 20 de junho

Na manhã de sábado, 10 bikers fizeram mais uma trilha guiada pelo Tora Racing. Bruno Fernandes, Euler Caixeiro Viajante, Herculano, Danilo, Tora, Robinho Dinossauro, Coca-Cola, Alisson Pó e Walner.

Descendo para a Mata do Ribeirão Mata burrinho
Descendo para a Mata do Ribeirão Mata burrinho

Saímos da Praça Bandeirantes sentido Baixadinha dos Gonçalves. Aí começaram os atalhos do Tora. Fomos até atravessarmos o estradão que liga a BR 365 à Zalagoas e aí começou a emoção pra valer. Destaque para a descida que fica logo após o Paraíso Camping Clube que tem um misto de descida técnica e aquele trecho que você pode soltar o freio. Sem contar a paisagem do local e a matinha que adentramos após a descida.
Por incrível que pareça, chegamos antes do meio dia em casa, apenas com o pneu do Coca-Cola furado e nenhum tombo.
No domingo também pedalamos. Fizemos a trilha do Arraial dos Afonsos guiados pelo Rantar. Bruno Fernandes, Renato Amaral, Renato Lima, Rantar, Doutor Kleber, Pedro Elias Cadu e Vanelton Sagra.
Tudo nos conformes até o Bruno começar a dar palpite. Como o pessoal andava meio parado, a intenção era cortar o morro do Arraial pela metade e voltar.
Galera no Viaduto da Pipoca
Galera no Viaduto da Pipoca

Resolvemos descer até o cemitério. Depois de 40 minutos subindo o morro, resolvemos is sentido Ribeirão Mata-burrinho. Aí foi emoção pra valer. Vários tombos. Primeiro foi o Pedro Elias no tradicional buraco de tatu, depois o Renato Amaral duas vezes e pra fechar o Renato Lima comprou um terreno com bastante cascalho.
No final da subida do dólar, encontramos os corretores de imóveis Vinícius Diógenes e Breno. Ao chegamos, encontramos com o Doutor Romes e o Paulo Trosso que estavam voltando de um treino de speed no Viaduto da Pipoca. Chegamos antes do meio dia também.
Também pela manhã de sábado, os bombeiros fizeram a trilha da Usina e relataram o seguinte:
Por Joaquim (Bombeiro)
Bombeiros unidos pelo pedal
Bombeiros unidos pelo pedal

Eram 07horas e 25minutos quando cheguei ao Posto Alpa(Camalle), e nem sinal dos companheiros de pedalada. O dia estava lindo, céu claro, mas fazia muito frio, talvez a manhã mais fria deste mês. O que deve ter intimidado os colegas bikers. Eram exatamente 07horas e 35minutos, como não havia aparecido ninguém  até o momento, desloquei com minha bike, sentido Viaduto da Pipoca, pela ciclovia da avenida Jk, momento em que passava pelo posto Sem Fronteira, entrada do bairro Planto, fui surpreendido por dois bikers, que estavam nos aguardando . São eles o Sirlânio e o Hely Braga, que também são bravos Soldados do Fogo. Eramos apenas três companheiros.
Seguimos pela Avenida JK, logo em seguida atravessamo-la e entramos na entrada das molas americanas. Fomos observando as casas e logo a frente vimos a esquerda  um campo de futebol, e uma bar ao lado e o Hely Braga disse-nos já temos um local para tomar aquela coca-cola quando retornarmos, concordamos por unanimidade. Resolvemos subir pela BR 365 e entrar depois do trevão.
Essas cavas já fizeram muitas vítimas
Essas cavas já fizeram muitas vítimas

Fomos seguindo pedalando um pouco mais forte como o intuito de esquentar o corpo. Quando notamos já estávamos chegando ao  Aragão. Logo após o Aragão resolvemos pegar um atalho, depois do mata-burro, era uma descida muito forte, que o nosso amigo Hely Braga, acabou comprando um pedaço daquele terreno, acredito que não foi uma boa compra, pois era pura cava, kkkkk….
Quando chegamos à usina, nossas bikes, já estavam todas impregnadas, de poeira e as marchas desreguladas. Foi o momento crucial para podermos dar aquela descansada e lubrificar e regular as marchas. Quando estávamos próximo do Aragão, resolvemos continuar por terra, passando pelo cafezal, pois a trilha estava muito emocionante.
Atravessamos em fim a rodovia 365, e fomos ao barzinho tomar aquela coca-cola geladíssima, para fechar a trilha.
É isso ai galera, compreendemos a ausência de todos, mais não vamos deixar que o frio nos desanime, pois nem o tempo pode contra nós. E no próximo final de semana tem mais, fiquem ligados no noispedala.

Confira as fotos destes pedais

[nggallery id=115]
[nggallery id=116]

Diário de Bordo: Treino Speed Leal / Major Porto – 31/02 Pelezinho, o retorno!

Não poderia começar este diário de outra maneira, se não deixando registrada a enorme felicidade da galera do speed ao ser surpreendida pela presença no pelotão do Campeão Mineiro Máster de Ciclismo 2007, Pelezinho. Ele está de volta! Preparem-se atletas da máster B, o sprint do garoto é famoso por essas Minas Gerais afora.
Pois vamos aos fatos: Dipam, 07h45min. Após o famoso atraso, desta vez do Coelho Bala “Cemil Team” (precisou ser acordado pela mamãe), partiram de carro rumo ao Leal os seguintes ciclistas: Tião “Mundo das Peças”, Zé “Star Bike Team”, Doctor Romes “Dura Ace 2010”,  Pelezinho “eu voltei”, Leréia “Campeão Mineiro 2009”, James “locomotiva”,  Pintinho “ex-franguinho (logo explico)”, Reinaldo “cada dia melhor e mais magro”, Flavinho Peter Pan “o envenenado, no bom sentido”, Dr. Lukinha, Rogério Professor “continuo de dieta no coke” e Coelho “chefe Cemil”.  Ausências: Paulo Troço (ressaca do churrasco), Pacheco (dia da família) e Iata (não chegou a tempo da formatura) e Gilton (ralando).
Eram 8h15min quando deixamos os carros no Leal e logo saímos em direção a Major Porto. Dia maravilhoso, a galera entusiasmada, rodovia segura e com uma ótima altimetria. Logo na saída, Flavim mostrou porque veio. O rapazinho tava “naqueles dias”. Era pau pra todo lado. Sempre contido por Franguinho (ainda era Franguinho) e Rogério. Mas cadê o James? Sobrou? Não, passou mal, vomitou. Mas não afinou. Foi e voltou.

Pelezinho puxando o pelotão
Pelezinho puxando o pelotão

Uma pausa na leitura e vejam as fotos: Pelezinho puxando o pelotão. Quanta audácia… Pelé tem a volta! Mas como de bobo ele não tem nada, tava tranqüilo, pois tinha negociado o frete da volta com um cavaleiro das Pindaíbas. Cerca de 80 minutos de pedal e chegamos a Major Porto. Não rolou a Coca, uma foto e bora logo que a volta é pau!
Na ponta, escapado, Tião! Esta Máster B promete! Logo neutralizada a fuga. Pelotão compacto e em ritmo moderado. Na ponta, com suas famosas fugas, quem? Não poderia ser outro, Flavim, acompanhado pelo Professor, que também escapou. Fugas neutralizadas mais uma vez.
Faltando cerca de 20 km para a chegada, e Leréia engataram a 5ª. Pela frente, nada menos que o temido e desafiante “Morro das Posses”. Você o conhece? Não? Pois então não deixe de conhecê-lo, será um prazer, mas antes prepare bem o espírito. É lá que se separam os homens dos meninos… Chegada ao topo nesta ordem, Leréia e Zezinho, logo atrás Lucas, Reinaldo e Coelho.
Franguinho (Pintinho) e James
Franguinho (Pintinho) e James

Reta final de treino, em fuga Leréia e , seguidos solitariamente por Reinaldo, e logo atrás, Coelho e Lucas dando o resto que ainda tinha seguidos por Flavim e aí vai.
Linha de chegada: , Leréia, Reinaldo, Coelho, Lucas, Flavim, Rogério, Romes, Tião, Pintinho (dava dó do rapaz na chegada, não vou entrar em detalhes, a foto explica tudo), James, Pelé e o cavaleiro (mera coincidência?).
Abraços e vamos que vamos! Domingo que vem é à hora da verdade. Etapa de abertura da Copa Vera Cruz de Ciclismo 2010.
Destaques do final de semana:

  • Treino de sábado para P.O.: pelotão cheio, ritmo maluco e o Iata desafiando a durabilidade da Specialized.
  • Churrasco na casa do Romes: muito bacana. Família reunida, fartura, bingo do Tião, e Coelho pilotando a churrasqueira. O próximo é lá em casa. É só marcar o dia.
  • Destaque “cada dia melhor”: Tião (chegou inteiro).
  • Desculpa do dia: “Tava quase buscando o Reinaldo, mas minha corrente saiu…” (Lucas).

Confira as fotos destre treino speed.

Diário de bordo: Trilha Caminho de Santiago de Minas

Seria mera coincidência?
Seria mera coincidência?

Domingo as 07h45min, quando fui pegar minha bike deparei com o pneu furado, com isso cheguei atrasado ao ponto de encontro (cervejaria contorno), as 08h10min, lá estavam o Luizinho (Super Mário Bros), Euler e o Djanilton (viajante da crossinha) e ainda tivemos que esperar o Thiago Bicalho (BS confecções), que chegou por volta das 08h30min.
Subimos a Av. Marabá ouvindo o Djanilton falar que estávamos muito devagar (na NTV ele parecia mais humilde), passamos o trevo do Cometa entramos à esquerda e logo começamos a decida, o nosso amigo Djanilton quase caiu escorregando no cascalho.
Tomamos água no corregozinho do bambuzal, tiramos fotos no cemitério e chegamos ao Arraial dos Afonsos. Tomamos cokinha no boteco e seguimos em direção a Santiago. Nosso amigo Djanilton começou a empurrar a bike nas subidas e ficar para trás (voltou a ficar humilde). Optamos por não irmos até Santiago, pois o sol tava bravo e o Márcio Araújo (Djanilton), estava sentindo as subidas com sua crossinha sem marchas.
Na volta passamos pela chácara do Seu Lúcio (Lumi Gás) e fomos premiados com um suco de manga geladíssimo e ali ficamos por uns 30 minutos ouvindo o Djanilton contar suas histórias e o moleque ainda ganhou do Lucas (bocão) uma camiseta com os dizeres da bandeira de Minas Gerais.
Fim do descanso. Saímos sentido Patos e o nosso super herói Mário Bros como é de costume sumiu na frente. As 12h10min chegamos ao trevo do Cometa onde nos dividimos e eu levei o cadáver do Djanilton para casa do meu amigo Lucas (Tele.com) onde ele se ressuscitou comendo churrasco.
Quinta-feira noispedala de novo às 18h50min.
Clique Aqui e confira as fotos da trilha Caminho das Alagoas
Por Magela

Diário de Bordo: Trilha do Rivalcino 07/11/09

O pessoal encontrou na Praça Bandeirantes no sábado 7 da manhã, passaram pelas Molas Americanas, saindo no Presídio.
Entraram no Pesque Pague e subiram até ao Rivalcino. Tomaram uma coquinha lá. Depois eles foram no Aragão, voltaram no Rivalcino, tomaram outra coquinha e desceram pela BR-365.
Depois disso, alguns ainda voltaram no Rivalcino só para tomar mais uma coquinha.
Que povo que gosta de uma coquinha hein?
Clique aqui e confira as fotos do Primeiro Enduro A Pé Universitário de Patos de Minas.

Cobertura Primeiro Enduro a Pé Universitário de Patos

Comissão Organizadora do Evento
Comissão Organizadora do Evento

Foi realizado no último domingo (08/11/09), o Primeiro Enduro a pé Universitário de Patos de Minas. Cerca de 50 pessoas de Patos e região participaram da prova.
Os competidores largaram do UNIPAM (Centro Universitário de Patos de Minas), que foi um dos patrocinadores do evento. Foram percorridos caminhos com belíssimas paisagens, tendo direito a um passeio pela cidade, trilhas, floresta, fazendas e córregos, que gerava uma falsa impressão de estarmos a muitos quilômetros da cidade.
O destaque foi a presença de pessoas que nunca haviam participado de enduro algum, das mais variadas idades. Também deve ser ressaltada a agilidade na divulgação dos resultados.
Depois de 10Km percorridos em cerca de duas horas e trinta minutos, os competidores começaram a apontar na linha de chegada, onde a última referência era no final da Avenida Major Gote, próximo ao Centro de Controle de Zoonoses. Depois disso, era só deslocar-se até ao Unipam, fazendo uma recapitulação da prova e repondo as energias.
A organização ficou por conta do segundo período de Fisioterapia do UNIPAM, liderada pelo biker João Marcos.
Galera durante o Neutral
Galera durante o Neutral

A entrega de troféus aos vencedores das duas categorias proporcionou uma grande festa para os amantes do trekking. Os organizadores fizeram uma avaliação positiva da competição e prometeram que vão nos proporcionar mais eventos do gênero.
Ficam aqui os parabéns do Noispedala para os organizadores do Enduro e repito as palavras do Doutor Dirceu, coordenador da FACISA. “Parabéns! Vocês são a primeira turma da FACISA que fazem um evento que incentiva a saúde e o bem estar”.
Nossos parabéns às empresas que apoiaram o evento. Ducks Sports, UNIPAM, Alex Suplementos e Sacolão Center.
Confira aqui o resultado oficial do Enduro.
CATEGORIA DUPLAS

#

Dupla

Pontos

Douglas Machado / Eduardo Pedro

49

Jefferson Alves / Wender Charles

67

Elvano Dias / Ana Amélia

85

Flávio André / Fabrício Oliveira

168

Marcos / Fabiano Spaço

189

Leandro Santos / Alexandre Antônio

192

Geraldo Magela / Heitor

325

Heber Araújo / Samira Alexandre

537

Vinícius José / Edson Rafael

1098

10º

Aparecido Marafon / Milton Roberto

1206

11º

Guilherme José da Silva /

18000

12º

Fabiano Correia / Arlete Lima

18000

 
CATEGORIA TRIOS

#

Trio

Pontos

Rogério Caetano / Horozita / Luiz Matias

34

Julio Cesar Silva / Guilherme / Fernando

43

Aod / Pedro / Lúcia Queiroz

85

Bruno Fernandes / Renato Amaral / Marcelo Alves

93

André Carlos / Edvon / Elisabeth

111

Marilene / Jesus / Dante

438

Pessoal, não deixe de deixar seu comentário. Queremos saber o que você está pensando. Vamos interagir e auxiliar o pessoal a organizar mais enduro.
Clique aqui e confira as fotos do Primeiro Enduro A Pé Universitário de Patos de Minas.
Confira o trajeto do Enduro no GPS

Cobertura do Enduro na NTV

Diário de Bordo: Noispedala de domingo 04/10 – Trilha do Sertãozinho

Atravessando o córrego
Atravessando o córrego

Às 08 horas do dia 4 outubro de 09, quando cheguei na porta do Colégio Marista, estavam por lá o Fabiano (spaço), Xandinho e o Ângelo, notei a falta do Bruno, ao ligar pra ele, fui informado pelo próprio que havia passado a noite na balada, então saímos sem ele.
Após a subida do cenourinha  encontramos com com mais 3 bikeres o “Junin do Aod” e  Marcão com seu filho Gabriel. Passamos reto na encruzilhada da estrada do sítio do Sartre e logo que passamos pelo laguinho encontramos a trilha muito suja. Tivemoss que empurar nossas bikes por uns 500 metros, mas para compensar, as trilhas após o segundo laguinho estavam perfeitas.
Quando chegamos sob a ponte da MGT-354, que o Fabiano viu que teria de passar dentro do ribeirão da Mata dos Fernandes quase voltou pelo asfalto. Sem dificuldades, atravessamos as águas limpas do ribeirão e subimos bufando o pasto do outro lato da rodovia.
Quando chegamos na estrada optamos por voltar pela “secretária”, pois já havia gente começando a “piar o galo”pois o sol tava “rachando manona”. Descemos até  o início da “subidas da secretária numa felicidade só, porem quando começamos subir, a felicidade parece ter se transformado em tristeza  foram 4 km de puro sofrimento, mas chegamos todos.
No posto Cometa encontramos com a turma das speeds tomando uma cokinha, com suas magrelas limpinhas, lá estavam o Zé da Star Bike, Romes, Lucas, Paulo “troço”  e o Tião do Mundo das Peças, mesmo após a subida da “secretária “ tivemos força para dar um pau na turma das speeds até  chegarmos em Patos, rsrsrsrsrsrs, brincadeirinha, chegamos todos de boa com o domingo ganho.
Quinta feira temos um encontro no nightbike as 19 horas.
Abraço e domingo que vem noispedala.
Clique aqui e veja as fotos da trilha.