Pedalar vale a pena? Uma análise financeira desse esporte

Na manhã de hoje fomos surpreendidos com um longo comentário. Ao ler e reler, percebi que merecia um destaque maior aqui no Noispedala.
O texto foi escrito pelo Daniel Soares (Longuete) e é uma análise do custo-benefício de uma pedalada. E aí? Vale a pena? Confira.
Fiz umas contas e tenho certeza que vale a pena esses investimentos, será que vocês concordam comigo?

Imagine a revisão dessas bikes?

Alguém que pedala pelo menos duas vezes por semana entre trilhas pequenas, médias e grandes necessita trocar sua bike a cada 03 anos.
Então o gasto com a bike mensal é mais ou menos o preço dela pelo número de anos, pelo número de meses do ano R$4.000,00/3/12 = R$ 112,00/mês.
Mais equipamentos como sapatilha ou tênis, bermuda, camisa, capacete, luvas, óculos, bomba, câmara de ar de reserva, garrafinha para trilhas pequenas e camelbak para as grandes (tudo isso indispensáveis e obrigatórios). Isso tudo pode durar uns 2 anos e não sai por menos de uns R$1.000,00/2/12 = R$ 42,00/mês.
E ainda constantes revisões. E o pior é quando vai à bicicletaria; sempre acaba comprando algo que achamos que é indispensável ou ainda queremos fazer aquele upgrade na magrela, mas sem que a mulher fique sabendo.
Então só de equipamentos não sai por menos que R$112,00+R$42,00 = R$ 154,00 por mês.
Pra umas 08 pedaladas por mês, cada pedalada sai por volta de R$ 20,00 em média e podem durar 2, 3, 4, horas cada.
Se você troca de equipamentos com maior ou menor freqüência pode diminuir ou não estes custos… se você compra equipamentos de 2ª mão diminui muito em relação aos pilotos “elite”… e por aí vai, isso é questão de gosto, de grana, necessidade!
E ainda tem as viagens e os passeios que a gente faz; e fazemos com gosto. Gastamos com deslocamento, hospedagens, alimentação e mais,
Você acha que gasta muito mas esse gasto deve ser comparado com o que você estaria fazendo se não estivesse pedalando.

  • Sabe quanto é a hora de um psicanalista?
  • Sabe quanto custa uma separação?
  • Sabe quanto custa a tarde toda sentado em um buteco bebendo e comendo?
  • Sabe quanto é a mensalidade na Academia Lúcia Queiroz?
  • Sabe quanto é a diária em um hotel fazenda?
  • Sabe quanto é o ingresso do jogo do URT e do Mamoré? Esse é pouco.
  • Sabe quanto de barriga se ganha assistindo TV aos domingos?
  • Sabe aqueles almoços na casa da sogra?

Todo esse investimento pode vale a pena quando:

  • Você escuta o click da sapatilha no pedal quando saímos de casa para pedalar.
  • Você sente o cheiro de mato, lama de chuva recente, de pneus novos.
  • Você tira aquela onda com seu amigo que ficou pra trás no cenourinha ou no dollar.
  • Você sprinta, e conseguir fugir dos cachorros.
  • Você finalmente se convence que não fica ridículo de bermuda justa e camisa colorida. Ou ainda, com capacete na cabeça.
  • Você vê um nascer do Sol fantástico, que você não veria se a preguiça tivesse vencido e você não saísse para pedalar.

Então vale ou não vale o investimento?
Continue no movimento. “Viver é como andar de bicicleta: É preciso estar em constante movimento para manter o equilíbrio”.  Albert Einstein