Últimos dias de inscrição para final da Copa Internacional Levorin de MTB

Henrique Avancini, o líder da Categoria Superelite. Foto: Bruno Senna
Henrique Avancini, o líder da Categoria Superelite. Foto: Bruno Senna

Ainda há tempo para garantir uma vaga na decisão da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike, entre 10 e 12 de outubro, em São Roque (SP). Os interessados em participar da última etapa de 2014, do principal circuito de MTB da América Latina, têm até a próxima segunda-feira (5) para inscrever-se no site www.cimtb.com.br, pelo link “Faça a sua inscrição”.
Na Copa Internacional Levorin de MTB, o valor para participar é de R$ 106,00 para o Cross Country Olímpico (PNE e Over 60 custam R$ 53,00) e R$ 30,00 para o Sprint Eliminator. Na Copa LM Bike de Amadores o preço é de R$ 60,00, exceção à categoria Mirim, R$ 20,00. A corrida noturna CIMTB Pearl Izumi Night Run, que aproveita a estrutura e a pista das provas de bike, tem inscrições a R$ 50,00.
A programação no Centro Cultural e Turístico Brasital, de São Roque, já está definida. Na sexta-feira (10), a partir das 14h, será feita a tomada de tempo para definição dos finalistas do XCE, classificando os 16 melhores no masculino e as oito melhores no feminino. Quem passar à final, competirá no sábado às 9h. Em seguida, das 10h às 17h, a pista estará livre para treinos de todas as categorias, com o congresso técnico às 17h45. A corrida pedestre noturna, CIMTB Pearl Izumi Night Run, com largada às 19h, fechará o dia.
No domingo (12) serão realizadas as quatro largadas do XCO, sendo a primeira às 8h, com a Copa LM Bike de Amadores, exceto a categoria Segurança Pública. A segunda e terceira largadas serão às 10h e 12h, respectivamente, enquanto super elite e elite feminina, encerram a etapa de São Roque, largando às 14h.
A Copa Internacional de Mountain Bike tem patrocínio da Levorin, o pneu oficial da competição. LM Bike, Shimano e Specialized são os co-patrocinadores do evento, que comemora a 19ª edição em 2014.

Copa Internacional Levorin de MTB chega à cidade ’Onde os sinos falam’

Localizada na bacia do alto Rio Grande, na região do Campos das Vertentes, São João del-Rei será o palco da segunda de quatro etapas da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike em 2014, nos dias 17 e 18 de maio. Maior cidade setecentista de Minas Gerais, contrasta pelo fato de ser, ao mesmo tempo, um município cultural e pacato em sua parte histórica, porém, moderno e agitado principalmente pela presença da UFSJ (Universidade Federal de São João del-Rei).
Na época da colonização, mais precisamente entre os séculos XVII e XVIII, a Vila que se tornaria cidade em 6 de março de 1838, foi marcada não apenas pela extração do ouro, mas também por estar estrategicamente no caminho do escoamento das riquezas encontradas no Brasil, que eram levadas até Paraty ou Rio de Janeiro. Assim, faz parte do hoje chamado de circuito turístico da Estrada Real. A preservação da cidade chama atenção, principalmente em relação às igrejas barrocas.
A alcunha de cidade “Onde os sinos falam” foi dada pela comunicação existente entre os sinos das igrejas. Por meio de badaladas e repiques, diversas informações são anunciadas aos moradores e visitantes do local, como as horas, horário das missas, tipo de celebrações e quem será o palestrante. Se a missa for realizada por um vigário, o sineiro emitirá uma sequência de quatro badaladas, se apresentada por um bispo diocesano, ouve-se sete badaladas, ou por um arcebispo metropolitano, nove badaladas. Uma tradição secular cada vez mais rara em todo o Brasil.
Especial 300 anos- DAMAESão-joanenses de destaques – Nasceram em São João del-Rei importantes nomes da história do Brasil, em diversas áreas. Entre eles, o mártir da Inconfidência Mineira, Joaquim da Silva Xavier, o Tiradentes, executado no dia 21 de abril de 1792 após assumir toda a responsabilidade pela “inconfidência”.
Muitos anos depois, nasceram no município cidadãos ilustres como o presidente Tancredo de Almeida Neves, o escritor e jornalista Otto Lara Resende, o cardeal Dom Lucas Moreira Neves, o compositor sacro, Padre José Maria Xavier, e a primeira santa brasileira em vias de canonização: Nhá Chica, Francisca Paula de Jesus.
Pontos Turísticos – Inúmeros são os pontos turísticos de São João del-Rei. Entre as igrejas, destacam-se a de São Francisco de Assis, Catedral Basílica de Nossa Senhora do Pilar e as Igrejas de Nossa Senhora do Carmo, das Mercês e do Rosário. O Museu Ferroviário e o Memorial Tancredo Neves guardam lembranças importantes da cidade e da história do Brasil, assim como o Passeio de Maria Fumaça até Trindade permite uma viagem pelo tempo.
Inscrições seguem até domingo (11/5) – Os ciclistas que quiserem garantir uma vaga na segunda etapa da CIMTB Levorin devem apressar-se. As inscrições estão disponíveis apenas até domingo (11/5), no site oficial da competição, www.cimtb.com.br. O valor para participação é de R$ 106,00 para o XCO (PNE e Over 60 custam R$ 53,00) e R$ 30,00 para o XCE. Na Copa LM Bike de Amadores o preço é de R$ 60,00, exceção à categoria mirim, R$ 20,00. A corrida noturna Pearl Izumi Night Run tem inscrições a R$ 50,00.
Drone Virtual permite visualizar a pista de São João del-Rei – Para quem tiver a curiosidade de conhecer o traçado da pista de São João, que receberá o Cross Country Olímpico (XCO), com total de 5,8 km, a organização da Copa Internacional Levorin de MTB disponibiliza o Drone Virtual.
O vídeo tem a duração aproximada de 1min30 e pode ser assistido pelo endereço: http://cimtb.com.br/etapas/xce-e-xco-sao-joao-del-rei/#passeio. Para tanto, é necessário fazer download do aplicativo Google Earth Plug-in, disponível gratuitamente no link da visualização.
Programação oficial em São João del-Rei:
Sexta – 16 de maio
13h às 14h: Treino livre XCE – Eliminator (UFSJ)
14h: Tomada de tempo do XCE
Sábado – 17 de maio
9h: Finais do XCE – Eliminator (UFSJ) e em seguida premiação da prova
10h às 17h: Treino livre XCO – trecho usado pelo XCE estará indisponível para treino durante a competição.
14h: Passeio Ciclístico Sense Bike
17h45: Congresso Técnico com atletas e equipes
19h: Largada da CIMTB Pearl Izumi Night Run
Domingo – 18 de maio
08h: 1ª Largada – Copa LM BIKE de Amadores (exceto Seg. Pública + Júnior Feminino)
10h: 2ª Largada – CIMTB Levorin (Sub-45, Sub-17, Sub-50, PNE, Sub-55, Sub-60, Over-60, Segurança Pública (Copa LM BIKE de Amadores) e Sub-15) + Mirim (pista exclusiva)
11h: Premiação das categorias da 1a Largada
12h: 3ª Largada – CIMTB Levorin (Júnior, Sub-30, Sub-35, Sub-40)
13h15: Premiação das categorias da 2ª Largada + Concurso de Redação e Desenho
14h: 4a Largada – CIMTB Levorin (Super Elite e Elite feminina)
14h45: Premiação das categorias da 3ª Largada
16h15: Premiação das categorias da 4ª Largada
Fan page – Quer acompanhar tudo sobre a Copa Internacional Levorin de Mountain Bike e ainda curtir fotos diferenciadas e vídeos das provas e dos atletas? Acesse a fan page oficial do principal circuito de MTB da América Latina pelo endereçohttp://www.facebook.com/CIMTB. A CIMTB Levorin também está no Twitter (@CIMTBLevorin) e Instagram (@CIMTB).

CIMTB Levorin inclui UCI Junior Series na programação de São João del-Rei

Ciente da responsabilidade de realizar pela primeira vez no Brasil uma das 17 provas da UCI Junior Series, a organização da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike anuncia ajustes na programação da etapa de São João del-Rei para incluir a competição. Enquanto a prova feminina fará parte da 1ª largada, às 8h da manhã do domingo (18), os homens vão à pista às 12h na 3ª largada. A categoria Júnior reúne ciclistas com idades entre 17 e 18.

CIMTB Levorin inclui UCI Junior Series na programação de São João delirei. Foto: Bruno Senna
CIMTB Levorin inclui UCI Junior Series na programação de São João delirei. Foto: Bruno Senna

“A prova masculina será realizada, conforme é costume na Copa Internacional Levorin de MTB, durante a terceira largada e terá quatro voltas. Para as mulheres, optamos pela primeira largada, junto com as meninas do Sub-23 da Copa LM Bike de Amadores, com duas voltas”, justifica Rogério Bernardes, organizador do evento. “Antes a Feminina Sub-23 dava apenas uma volta. É muito importante ressaltar essa informação porque a rotina de treinos muda para as atletas desta categoria. Depois da prova vamos avaliar os resultados para ver se esta mudança passará a fazer parte da programação oficial da Feminina Sub-23″, completa.
Com a UCI Junior Series, as duas provas da categoria terão premiação em dinheiro para os ciclistas. Na soma da feminina e masculina, um total de R$ 1.860,00 será entregue em prêmios para os dez primeiros colocados. Cada campeão vai embolsar R$ 200,00.
A Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) estima que a UCI Junior Series XCO receberá atletas do Brasil e de países vizinhos da América do Sul. A pontuação para o ranking é diferenciada para as etapas do Junior Series, uma vez que a proposta da União Ciclística Internacional (UCI) é de fomentar ao máximo a categoria. Assim, os 20 primeiros pontuam no ranking mundial.
Na sexta-feira (16) será realizada a tomada de tempo para definição dos finalistas do Sprint Eliminator. No torneio masculino. os 16 melhores participam das quartas de final no sábado, no feminino as oito melhores ciclistas avançam às semifinais. As chaves finais serão realizadas a partir das 9h. Logo após o término do Eliminator, o trecho da pista utilizado para as finais estará livre para treinamento do Cross Country Olímpico em todas as categorias até às 17h. Podem participar do Eliminator atletas da Super Elite (Elite e Sub 23), Elite Feminina e categorias Júnior Feminina e Masculina.
O congresso técnico será logo em seguida, às 17h45, e a corrida noturna CIMTB Pearl Izumi Night Run encerra o segundo dia de atividades, às 19h. No domingo (18) serão realizadas as quatro largadas do XCO, que contarão 60 pontos para os campeões no ranking mundial. Às 8h o dia inicia-se com a Copa LM Bike de Amadores, a segunda e terceira largada serão às 10h e às 12h, respectivamente, e a última às 14h, com Super Elite e Elite feminina.
Drone Virtual permite visualizar a pista de São João del-Rei – Para quem tiver a curiosidade de conhecer o traçado da pista de São João del-Rei, que receberá o Cross Country Olímpico (XCO), com total de 6,1 km, a organização da Copa Internacional Levorin de MTB disponibiliza o Drone Virtual.
O vídeo do Drone Virtual tem a duração aproximada de 1min30 e pode ser assistido pelo endereço: http://cimtb.com.br/etapas/xce-e-xco-sao-joao-del-rei/#passeio. Para tanto, é necessário fazer download do aplicativo Google Earth Plug-in, disponível gratuitamente no link da visualização.
A Copa Internacional de Mountain Bike tem patrocínio da Levorin, o pneu oficial da competição. LM Bike, Shimano e Specialized são os co-patrocinadores do evento que comemora a 19ª edição em 2014.
Programação oficial em São João del-Rei:
Sexta – 16 de maio
13h às 14h: Treino livre XCE – Eliminator na UFSJ (proibido treinar sem equipamentos de segurança)
14h: Tomada de tempo do XCE
Sábado – 17 de maio
9h: Finais do XCE – Eliminator na UFSJ e em seguida premiação da prova
10h: Abertura da secretaria para confirmação das inscrições e credenciamento de apoio
10h às 17h: Treino livre XCO (proibido treinar sem numeral e equipamentos de segurança) – trecho usado pelo XCE – Eliminator estará indisponível para treino durante a competição.
14h: Passeio Ciclístico Sense Bike (Mobilidade, Meio Ambiente e Saúde) saindo da Ophicina Bike Shop
17h45: Congresso Técnico com atletas e equipes
19h: Largada da CIMTB Pearl Izumi Night Run
Domingo – 18 de maio 
08h: 1ª Largada – Copa LM BIKE de Amadores (exceto Segurança Pública + Júnior Feminino)
10h: 2ª Largada – CIMTB Levorin (Sub-45, Sub-17, Sub-50, PNE, Sub-55, Sub-60, Over-60, Segurança Pública (Copa LM BIKE de Amadores) e Sub-15) + Mirim (pista exclusiva)
11h: Premiação das categorias da 1a Largada
12h: 3ª Largada – CIMTB Levorin (Júnior, Sub-30, Sub-35, Sub-40)
13h15: Premiação das categorias da 2ª Largada + Concurso de Redação e Desenho
14h: 4a Largada – CIMTB Levorin (Super Elite e Elite feminina)
14h45: Premiação das categorias da 3ª Largada
16h15: Premiação das categorias da 4ª Largada

Henrique Avancini e Isabella Lacerda vencem novamente e confirmam título da CIMTB Levorin

Ciclistas confirmam a superioridade na prova do Cross Country Olímpico, neste domingo, e conquistam título inédito em Araxá. Com a vitória, ambos somaram 120 pontos no ranking mundial, de olho nos Jogos Rio-2016

Pódio masculino. Giovanna Soares/Noispedala
Pódio masculino. Giovanna Soares/Noispedala

Araxá (MG) – A busca pela sonhada vaga nos Jogos Olímpicos do Rio-2016 segue a todo vapor para os ciclistas Henrique Avancini e Isabella Lacerda. Atuais campeões da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike, a dupla confirmou neste domingo o favoritismo na etapa de abertura da competição, após vencer o Contrarrelógio e o Short Track válidos pelo Cross Country por Estágios (XCS), levando também a vitória no Cross Country Olímpico, disputado neste domingo (23). Além dos 120 pontos somados no ranking UCI (União Ciclística Internacional), outro grande feito foi alcançado por ambos: o primeiro título na etapa de Araxá da CIMTB Levorin.

“Vencer em Araxá é realmente especial. Já havia terminado em segundo e em terceiro nos anos anteriores, mas nunca faturei o título da etapa. Ganhar é diferente porque o público é vibrante e exigente e aqui é um marco no nosso calendário nacional. Uma prova tão reconhecida internacionalmente, o que torna esse primeiro triunfo algo muito gratificante”, contou Henrique Avancini. “Para se ter uma ideia da importância de Araxá, em 2013 a minha melhor pontuação em uma prova foi 120 pontos e, nestes três dias, consegui essa soma no meu ranking”, concluiu.
A campeã Isabella Lacerda também estava muito feliz.”Araxá sempre foi meu foco e meu sonho. Após uma queda e um pneu furado nos Jogos Sul-Americanos no Chile, no fim de semana passado, coloquei como meta para me motivar conseguir o título aqui. Com muita força nas pernas e dedicação alcancei esse feito inédito na minha carreira. Só tenho que agradecer a todos que me ajudaram, desde minha equipe até meus parentes, namorado e amigos”, comemorou Isabella Lacerda.
Assim como nos dois dias anteriores, Avancini e Isabella sobraram em relação aos rivais, e venceram de ponta a ponta. O ciclista fluminense quase se prejudicou na primeira volta, ao fazer a descida mais longa da Dona Beja e a estratégia de administrar os 53 segundos em relação a Rubinho Valeriano, também precisou ser alterada.

Pódio feminino. Giovanna Soares/Noispedala
Pódio feminino. Giovanna Soares/Noispedala

“Meu objetivo era administrar a vantagem obtida com o Contrarrelógio e o Short Track. Assim, minha ideia era fazer uma prova em equipe, com o Sherman e o Fred me acompanhando para não cair meu ritmo, e assim me auxiliarem a garantir a vitória. Era mais interessante andar com meus companheiros do que sozinho, para não sofrer ataque dos rivais. Consegui uma boa diferença na descida da caixa d’água, aumentei a diferença e ganhei segundos e disparei na liderança”, analisou Henrique.

Mesmo vencendo todos os estágios na etapa, Isabella elogiou o nível das adversárias. “A meninas estão muito fortes. Cada prova é uma que ganha e as disputas estão cada vez mais difíceis. Acredito que meu diferencial foi a concentração nesses dias. O nível está crescendo e isso é muito bom para o Mountain Bike feminino. Competições como a Copa Internacional Levorin de MTB só fortalecem mais o nosso esporte e a nossa categoria”, avaliou Isabella.
Superação após quedas – A tarde deste domingo foi feliz para dois atletas. Mesmo não sendo os campeões, Marcelo Cândido e Alexandra Serrano (Equador) se recuperaram após quedas e conseguiram a evolução nos resultados. Após acumular dois terceiros lugares e sofrer uma queda logo na primeira volta do XCO, Alexandra conseguiu se recuperar e terminou na segunda colocação.
“Esse segundo lugar representa muito. Estava esperando melhorar meus resultados e consegui isso. Mesmo em segundo lugar, fico muito feliz com meu feito, porque me ajuda com minha próxima prova, o Pan-Americano em Barbacena na próxima semana”, vibrou Alexandra. “Minha disputa foi com a Raiza Goulão. Ela é muito forte, comecei no ritmo dela e da Isabella, mas uma queda me tirou segundos preciosos. Tive que tirar a vantagem. Estou muito feliz”, completou.
O sorriso no rosto não escondeu a felicidade de Marcelo Cândido. Confiante em obter um bom resultado no XCS, Marcelo começou mal a competição. Após uma queda no Contrarrelógio, na sexta-feira, em que seu capacete rachou, o ciclista mineiro, 29º nessa prova, não desistiu e foi melhorando a cada dia. No Short Track foi oitavo e no Cross Country Olímpico terceiro.
“Venho fazendo um trabalho bem focado na resistência muscular, para obter bons resultados. Essa prova era chave na minha preparação para o Pan de Barbacena. Tudo isso é resultado de trabalho. Se tivesse mais um dia não acho que seria o primeiro, mas iria pra cima deles e daria meu máximo. Estou satisfeito e motivado. Vou entusiasmado para minha próxima prova”, disse Marcelo.
Sub-23 e Junior – Atual campeão do Sub-23, Guilherme Muller começou bem a temporada e mostrou evolução durante os três dias. Campeão no Sub-23, esteve sempre entre os melhores da Super Elite. Após um 14º no Contrarrelógio e um sétimo no Short Track, o ciclista de 20 anos, de Monte Sião (MG) foi o quarto colocado no domingo.
“Foi muito produtivo. Consegui ser o campeão no Sub-23 e fui bem na Super Elite. Vim focado e treinei muito. Na sexta tive imprevistos e fui o terceiro melhor dia. Fiz uma excelente prova no Short Track, o que me deu a liderança da minha categoria. Neste domingo, consegui rodar entre os cinco melhores, em um ritmo alucinante. Confesso que andar próximo de ciclistas como Pscheidt e Rubinho, por exemplo, me deixaram muito apreensivo”, pontuou Guilherme.
Na categoria Junior, Gilberto Cézar Melo, de apenas 16 anos, conquistou o título e já sonha em chegar à Super Elite. “Ando de bike desde os 13 anos. Na última temporada ganhei o título da Juvenil da CIMTB Levorin e agora comecei bem na Junior. Meu sonho é chegar na Super Elite. Quem sabe não represento um dia o Brasil em grandes competições”, afirmou o atleta de Santo Antônio do Monte (MG). Questionado se prefere os estudos ou a bike, Gilberto deu a resposta certa. “Estou no primeiro ano do Colegial, mas tanto estudo quando a bike são importantes para mim”.
Classificação final do XCS de Araxá – Na Super Elite, além do campeão Avancini, Ricardo Pscheidt superou Rubinho, com duas segundas colocações seguidas, e ficou com o vice-campeonato no geral. Guilherme Muller e Marcelo Cândido, que haviam iniciado mal a competição, se recuperaram e encerraram na quarta e quinta colocações, respectivamente. Na Elite Feminina, as cinco primeiras no geral foram as mesmas ciclistas que subiram no pódio no domingo: Isabella Lacerda, Alexandra Serrano, Raiza Goulão, Erika Gramiscelli e Roberta Stopa.
Copa LM de Amadores – O agito do último dia da CIMTB Levorin começou logo cedo, às 8h, com a realização da primeira largada. Os atletas da Copa LM de Amadores, em sete das oito categorias, entraram na pista para um domingo de festa. Apenas a Segurança Pública participou da segunda largada. Cerca de 600 ciclistas se inscreveram para a prova, que é a categoria de base da Copa Internacional Levorin de MTB, em que os iniciantes tem um primeiro contato com o universo do mountain bike.
Resultados do Cross Country Olímpico
Masculino : 
1.- Henrique Avancini (Caloi) – 1h29min41s
2.- Ricardo Pscheidt (Trek/Shimano) – 1h30min30s
3.- Marcelo Cândido (LM/Shimano) – 1h30min59s
4.- Guilherme Muller (LM/Shimano) – 1h31min23s
5.- Rubens Valeriano (Merida) – 1h32min29s
6.- Lukas Kaufmann (Focus/OCE) – 1h32min31s
7.- Mario Antonio Oliveira (Ice) – 1h32min44s
8.- Edivando de Souza Cruz (Astro) – 1h34min27s
9.- Guilherme Saad Alves (Lelin Bike) – 1h34min49s
10.- Valmor Hausmamm (Free Force) – 1h35min12
Feminino : 
1.- Isabella Lacerda (LM/Shimano) – 1h33min55s
2.- Alexandra Serrano (Equador) – 1h34min31s
3.- Raiza Goulão (Soul Cycles) – 1h35min25s
4.- Erika Gramiscelli (InterTrilhas) – 1h35min58s
5.- Roberta Stopa (DaMatta ) – 1h39min47s
6.- Sofia Subtil (BMC) – 1h41min02s
7.- Liege Walter (Alto Rendimento) – 1h41min53
8.- Mariana Carcute (BMC) – 1h44min18s
9.- Letícia Cândido (Focus/OCE) – 1h45min49s
10.- Aline Lombello (Durão Bikes) – 1h48min24s
Vídeo do Short Track – Já está disponível o vídeo do segundo dia, prova de Short Track, da Copa Internacional Levorin de MTB, produzido e edita por Keka Bike. Acesse no endereço:https://www.youtube.com/watch?v=ukN5i7-A8_8
Fan page – Quer acompanhar tudo sobre a Copa Internacional Levorin de Mountain Bike e ainda curtir fotos diferenciadas e vídeos das provas e dos atletas? Acesse a fan page oficial do principal circuito de MTB da América Latina pelo endereçohttp://www.facebook.com/CIMTB. A CIMTB Levorin também está no Twitter (@CIMTBLevorin) e Instagram (@CIMTB).
A Copa Internacional de Mountain Bike tem patrocínio da Levorin, o pneu oficial da competição. LM Bike, Shimano e Specialized são os co-patrocinadores do evento que comemora a 19ª temporada em 2014. Apoios: Scott, Isapa, ASW, Calypso, Carbo Energy Gel, Vizan e Proshock. Parceiros estratégicos: Prefeitura de Araxá, Copasa e Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Turismo e Esporte.

Inscrições para a Copa Internacional Levorin de MTB seguem abertas até 17 de março

CIMTB Levorin e Copa LM de Amadores em Araxá têm inscrições abertas até o início da próxima semana. São esperados mais de 1.200 ciclistas na etapa de abertura da temporada

São Paulo (SP) – Entre 21 e 23 de março, Araxá (MG) será a capital nacional das bicicletas, com a abertura da 19ª edição da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike. O principal circuito de MTB da América Latina segue com as inscrições abertas até segunda-feira (17). Quem planeja competir, deve inscrever-se o mais rápido possível devido ao número limitado de vagas: 1.300 ciclistas.

Para garantir sua participação, basta acessar o site oficial www.cimtb.com.br ou pelo endereço direto Inscrição CIMTB Levorin e Copa LM de Amadores. Na CIMTB Levorin, Superelite e Elite Feminina têm inscrições ao custo de R$ 186,00. O valor para as demais categorias é de R$ 106,00, exceto PNE e Over 60 que tem 50% de desconto. Na Copa LM de Amadores os preços variam entre R$ 20,00 (Mirim) e R$ 60,00 (demais classes).

Em Araxá, os ciclistas da Superelite (Elite e Sub23) e Elite Feminina competem no formato XCS Classe 1, ou seja, prova dividida em três estágios, em dias distintos: Contrarrelógio no primeiro dia, seguido por Short Track (pista curta) e Cross Country Olímpico, no encerramento da competição no domingo (23). Os atletas das outras categorias disputarão o tradicional XCO, com treino no sábado e provas no domingo a partir das 8h. A etapa de abertura é considerada como um teste final para o Pan-Americano, na semana seguinte em Barbacena, também em Minas Gerais.
Credenciamento de imprensa – O credenciamento de imprensa para a cobertura da primeira etapa do circuito em 2014 continua aberto. Os jornalistas interessados em acompanhar os três dias de atividades em Araxá, entre 21 e 23 de março, devem formalizar o pedido até segunda-feira (17/3), pelo e-mail press@cimtb.com.br, com as seguintes informações:
Nome:
E-mail:
Telefone:
Veículo de comunicação:
Cidade:
Função:

A Copa Internacional de Mountain Bike tem patrocínio da Levorin, o pneu oficial da competição. LM Bike, Shimano e Specialized são os co-patrocinadores do evento que comemora a 19ª edição em 2014.
Mais informações no site http://cimtb.com.br/
Twitter: @copamtboficial
Fanpage no Facebook: www.facebook.com/cimtb

Em início do ciclo olímpico, Henrique Avancini defende o título da CIMTB Levorin

Após a consagração em 2013, com a conquista inédita na Superelite, ciclista disputará a Copa Internacional Levorin de MTB, buscando pontos para a campanha nos Jogos Rio-2016

São Paulo (SP) – Um dos principais nomes do Mountain Bike XCO (Cross Country Olímpico) do Brasil, Henrique Avancini definiu seu planejamento rumo aos Jogos Olímpicos Rio-2016. O ciclista de 24 anos, de Petrópolis (RJ) e que ocupa atualmente a melhor posição de um atleta brasileiro no ranking mundial, 15º lugar, vai disputar o maior número possível de competições internacionais para ganhar experiência e somar pontos, porém sem deixar de comparecer às provas no Brasil. A Copa Internacional Levorin de MTB, principal circuito de Moutain Bike da América Latina, está entre suas prioridades, uma vez que o circuito distribuirá 230 pontos para o ranking da UCI neste ano, em três das quatro etapas da temporada.

“Em 2014 teremos Araxá (MG), São João del-Rei (MG) e São Roque (SP) distribuindo pontos da UCI para o Cross Country Olímpico. Iniciei a temporada com 836 pontos. Deste total, 170 pontos vieram da CIMTB Levorin, o que dá uma real noção da importância do peso da Copa para a classificação do País para os Jogos Olímpicos do Rio”, destaca Henrique Avancini, da equipe Caloi. A definição dos participantes nas Olimpíadas é feita pelo ranking das confederações. Os países mais bem pontuados garantem participação e, de acordo com as colocações de seus atletas, mais de uma vaga pode ser aberta por nação.
As duas primeiras etapas, Araxá entre 21 e 23 de março, e São João del-Rei nos dias 17 e 18 de maio, fazem parte dos planos do atleta no primeiro semestre. “Cada temporada tem um desenrolar diferente. Como neste ano terei muitos compromissos no exterior, acabo sendo obrigado a sacrificar algumas provas no Brasil. Vamos ver como as coisas andam passo a passo. Em Araxá, estarei em fase final de preparação para o Campeonato Pan-Americano e vou querer testar as pernas. Espero vencer na terra da Dona Beja. São João del-Rei também será uma etapa onde darei atenção ao XCO. Vou analisar o rendimento após essas duas etapas e conforme os resultados, decidirei se vou defender meu título”, avalia Avancini que está na Espanha disputando o Andalucía Bike Race.
A trajetória de Henrique Avancini na CIMTB Levorin mostra o quanto um atleta pode triunfar se tiver determinação e foco. A jovem promessa conquistou os títulos em todas as categorias que participou, desde a Sub-15 até a Superelite. “Completar essa jornada foi algo muito satisfatório. Em 2013, quando venci a Superelite, a sensação de olhar pra trás e lembrar de todo o caminho percorrido foi muito gratificante. A última edição da CIMTB Levorin foi a mais difícil, pois corremos Cross-Country Olímpico, Maratona, Eliminator, Up-Hill e uma prova por etapas. O circuito foi realizado em cinco etapas, de março a outubro. Foi difícil manter a regularidade em todas as variáveis de provas por tanto tempo. A vitória ficou com o ciclista mais completo, que felizmente fui eu”.
Em Araxá, os ciclistas da Superelite e Elite Feminina competem no formato XCS Classe 1, ou seja, a prova terá três estágios em dias distintos: Contra-Relógio no primeiro, seguido por Short Track (pista curta) e Cross Country Olímpico, que encerra a competição no domingo (23). Os atletas das demais categorias competirão no tradicional XCO, com treino no sábado e provas no domingo a partir das 8h. São esperados cerca de 1.300 ciclistas entre brasileiros e estrangeiros. Uma semana depois será disputado em Barbacena o Pan-Americano, o que reforça a importância da etapa de abertura da CIMTB Levorin.
Confira vídeo da CIMTB Levorin – Clique aqui e assista o vídeo de 1min44 da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike com belas imagens da temporada passada.
A Copa Internacional de Mountain Bike tem patrocínio da Levorin, o pneu oficial da competição. LM Bike, Shimano e Specialized são os co-patrocinadores do evento que comemora a 19ª edição em 2014.

Isabella Lacerda busca o bicampeonato da CIMTB Leovrin e projeta Rio-2016

Ciclista mineira da LM/Shimano, campeã da Copa Internacional Levorin de MTB pela primeira vez em 2013, lutará nesta temporada para manter o título do principal circuito de Mountain Bike da América Latina

São Paulo (SP) – Após uma temporada perfeita, em que sagrou-se pela primeira vez campeã da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike e posicionou-se como líder do ranking brasileiro do Cross Country Olímpico (XCO), Isabella Lacerda, da equipe LM/Shimano, inicia em 2014 o ciclo olímpico para os Jogos Rio-2016 a partir da abertura da CIMTB Levorin, principal circuito de MTB da América Latina, entre 21 e 23 de março em Araxá (MG). A ciclista de 24 anos, de Itaúna, vai em busca do sonho olímpico, uma vez que o campeonato somará pontos para o ranking mundial da UCI (União Ciclística Internacional). Serão 230 distribuídos entre as três etapas realizadas no formato XCO, Araxá (MG), São João del-Rei (MG) e São Roque (SP). A disputa em Congonhas não contará pontos, por ser uma Maratona (XCM).
“O título da Copa Internacional Levorin de MTB sempre foi um sonho pra mim. Quando disputei pela primeira vez uma etapa, em Araxá, em 2009, senti realmente o tamanho do campeonato. Hoje, o título da CIMTB é o mais importante da minha carreira e tem um significado imensurável. Em 2013 estipulei como objetivo principal a conquista desse título e, graças a Deus, deu tudo certo”, celebra Isabella Lacerda. “Quero muito defender o título de campeã da CIMTB Levorin. Tenho outros grandes objetivos também, porém a Copa, além de pontuar no ranking internacional da UCI é o campeonato de maior expressão no País. Vou chegar motivada”, completa.
Faltando pouco mais de dois anos para os Jogos Olímpicos de 2016, Isabella está focada em obter bons resultados para conquistar uma vaga e disputar a Olimpíada em seu próprio país, objeto de desejo de todo atleta profissional. “A temporada 2014 será fundamental porque marca o início de um ciclo olímpico. Com isso, disputarei mais provas no exterior buscando sempre os melhores resultados possíveis e adquirindo experiência. A preparação está forte e estarei sempre fazendo o melhor que puder, dentro e fora das pistas”.
A etapa de abertura da CIMTB Levorin contará com a estrutura do Tauá Grande Hotel, em Araxá, e somará pontos para os rankings estadual e brasileiro, contemplando a parceria entre a Federação Mineira e a Confederação Brasileira de Ciclismo, além de atribuir 120 pontos para os campeões da elite no ranking mundial da UCI (União Ciclística Internacional). Assim, reforça o diferencial de estar integrada ao ciclo dos Jogos Rio-2016, uma vez que a definição dos participantes nas Olimpíadas é feita pelo ranking das confederações. Os países mais bem pontuados garantem participação e, de acordo com as colocações, mais de uma vaga pode ser aberta por nação.
Em Araxá, os ciclistas da Superelite e Elite Feminina competem no formato XCS Classe 1, ou seja, a prova terá três estágios em dias distintos: contra-relógio no primeiro, seguido por short track (pista curta) e Cross Country Olímpico, que encerra a competição no domingo (23). Os atletas das demais categorias competirão no tradicional XCO, com treino no sábado e provas no domingo a partir das 8h. São esperados cerca de 1.300 ciclistas entre brasileiros e estrangeiros. A etapa de abertura será um teste final para o Pan-Americano, disputado na semana seguinte em Barbacena, também em Minas Gerais.
Inscrições abertas até dia 17/3 – A inscrições para a competição seguem abertas e podem ser realizadas pelo site oficial www.cimtb.com.br ou pelo endereço diretoInscrição CIMTB Levorin e Copa LM de Amadores. Na CIMTB Levorin, Superelite e Elite Feminina têm inscrições ao custo de R$ 186,00, enquanto as demais são R$ 108,00. Na Copa LM de Amadores os preços variam entre R$ 20,00 (Mirim), R$ 53,00 (PNE e Over 60) e R$ 60,00 para as demais categorias.
Confira vídeo da CIMTB Levorin – Clique aqui e assista o vídeo de 1min44 da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike com belas imagens da temporada passada.
A Copa Internacional de Mountain Bike tem patrocínio da Levorin, o pneu oficial da competição. LM Bike, Shimano e Specialized são os co-patrocinadores do evento que comemora a 19ª edição em 2014.

CIMTB Levorin apresenta as pistas da abertura do circuito em Araxá

Etapa reunirá 1.300 ciclistas este ano
Etapa reunirá 1.300 ciclistas este ano

Primeira etapa da competição terá o formato de XCS (Cross Country por Estágios), com três dias de prova incluindo Contra Relógio, Short Track (pista curta) e Cross Country Olímpico
São Paulo (SP) – Pelo 11º ano consecutivo Araxá (MG) receberá uma etapa da Copa Internacional Levorin de Moutain Bike. Entre os dias 21 e 23 de março a cidade viverá a abertura do principal circuito de MTB da América Latina e contará com uma novidade no formato de disputa: XCS, o Cross Country por Estágios, com três dias de prova. Por ser considerada como Classe 1 pela União Ciclística Internacional (UCI), os campeões da Superelite e Elite Feminina somarão 120 pontos no ranking UCI, o que reforça a importância da prova integrada ao ciclo Olímpico para os Jogos Rio-2016. No primeiro dia os ciclistas terão o Contra Relógio (XCT), seguido nos outros dois dias por Short Track (XCC) e Cross Country Olímpico (XCO), que terá em seu traçado outra novidade.
“Vamos alterar alguns detalhes da pista, que recebe o XCT e o XCO, em relação ao ano passado. Uma dessas novidades estará no famoso trecho da ‘Dona Beja’, local da pista que atrai grande público devido às dificuldades impostas pelo traçado. Nesse ponto, acrescentaremos mais uma descida, o que aumentará a emoção. Mudaremos também o formato da largada. São alterações para deixar a trilha mais técnica, valorizando assim, a atuação dos atletas e facilitando o atendimento ao público presente”, destaca Rogério Bernardes, organizador da prova.
Como acontece nas provas Contra Relógio, cada ciclista larga individualmente (a cada um minuto) dando uma volta no circuito com 5,8 km de extensão. A ordem de largada respeitará o ranking atual da União Ciclística Internacional, ou seja, o atleta com maior pontuação no ranking será o primeiro a largar. Já a pista de Short Track será montada com 1,5 km e passará pelo Descidão Dona Beja, o que dará um grande emoção nas disputas. Para a Superelite Masculina serão realizadas baterias eliminatórias, nas quais os ciclistas completarão 15 minutos e darão mais duas voltas. Ambas as finais serão disputadas em 25 minutos mais duas voltas, com no máximo 21 ciclistas.
Por fim, a decisão no domingo será realizada no formato Cross Country Olímpico. A pista será a mesma do XCT, com destaque para o acréscimo de uma descida no famoso trecho “Dona Beja”. Entre os profissionais, os homens darão seis voltas e as mulheres quatro. O critério de alinhamento nesta etapa levará em conta o tempo somado nas duas fases anteriores. Será campeão geral em Araxá quem tiver o menor tempo acumulado nos três dias de provas.
Confira vídeo da CIMTB Levorin – Clique aqui e confira o vídeo de 1min44 da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike com belas imagens da temporada passada.
A Copa Internacional de Mountain Bike tem patrocínio da Levorin, o pneu oficial da competição. LM Bike, Shimano e Specialized são os co-patrocinadores do evento que comemora a 19ª edição em 2014.

CIMTB Levorin prevê impacto de R$ 6 milhões em 2014

Em sua 19ª temporada, o principal circuito de MTB da América Latina passará pelas cidades mineiras de Araxá, São João del-Rei e Congonhas, além de São Roque (SP). O evento reunirá 4.500 ciclistas e 40 empresas representando 200 marcas do segmento.

Feira Oficial da CIMTB Levorin
Feira Oficial da CIMTB Levorin. Foto: Bruno Senna

Quase 20 anos após a primeira edição, em 1996, a Copa Internacional Levorin de Mountain Bike, principal circuito de MTB da América Latina, reforça o papel de contribuir para o desenvolvimento e o crescimento do Mountain Bike brasileiro. Além de fomentar o esporte, a competição também promove impacto econômico relevante às cidades que a recebem. Estima-se que R$ 1,5 milhão, em média, seja movimentado em cada uma das localidades. Em 2014, as cidades mineiras de Araxá, São João del-Rei e Congonhas e a estância turística de São Roque, em São Paulo, são as sedes das quatro etapas que, juntas, devem impactar mais de R$ 6 milhões.
O cálculo leva em consideração a quantidade de hóspedes em cada cidade, entre atletas, acompanhantes e pessoas envolvidas na produção da Copa Internacional Levorin de MTB – cerca de 300 profissionais – além da mídia. Em média, 6.000 pessoas vão para as cidades de cada etapa, sem contar o público local que vai ao evento. Somados, o número ultrapassa 20 mil pessoas por etapa e mais de 80 mil pessoas no ano.
“O impacto econômico é muito significativo durante o evento. Em uma cidade como Araxá, por exemplo, estamos há 11 anos com etapas da CIMTB Levorin e o retorno previsto para esse ano está próximo de dois milhões de reais”, estima Rogério Bernardes, organizador do circuito. “Mas os benefícios colhidos ultrapassam o período da prova. No decorrer do ano, a população fica mais motivada com o esporte e o número de praticantes e usuários de bicicleta se multiplica. Esse reflexo é observado nitidamente. Enxergamos como um processo de longo prazo para que as populações desfrutem do legado. Outro fator importante, é a relação do circuito com a saúde, natureza e o ambiente familiar que se estabelece entre outros aspectos positivos”, completa.
Números expressivos – Na soma das quatro etapas são esperados mais de 4.500 ciclistas, além de 1.500 corredores que participam das três provas pedestre “Night Run”, em Araxá, São João del-Rei e São Roque. A feira oficial organizada em cada etapa, com participação média de 40 empresas, ajuda a turbinar os números com os negócios realizados por empresas e entusiastas do mercado das bikes envolvendo mais de 200 marcas.
“Investimos muito na estrutura da feira para que o consumidor final, seja o atleta amador ou profissional, tenha contato com o que há de mais moderno em equipamentos, bikes, acessórios etc. No mesmo espaço, temos importadores e distribuidores expondo seus produtos e as lojas do segmento atendendo o ciclista com peças e componentes”, destaca Rogério Bernardes.
A premiação da CIMTB Levorin também colabora com o impacto econômico. Entre produtos e valores distribuídos aos vencedores desde as categorias amadoras até a super elite, a quantia total atinge R$ 260 mil, o que se torna possível, devido à visão estratégica das empresas do setor, como Levorin, patrocinadora e fornecedora do pneu oficial da CIMTB, e como as co-patrocinadoras LM Bike, Shimano e Specialized. Outros apoios indispensáveis para a realização do evento são prestados pelos apoiadores do evento como Scott, Isapa, DynamicLab, ProShock, VZAN, Calypso, ASW, lojas credenciadas e pelas prefeituras municipais e governos estaduais, incluindo-se a UCI (União Ciclística Internacional), Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC), e as federações de ciclismo de Minas Gerais e São Paulo, FMC e FPC.
Confira vídeo da CIMTB Levorin – Clique aqui e confira o vídeo de 1min44 da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike com belas imagens da temporada passada.
A Copa Internacional de Mountain Bike tem patrocínio da Levorin, o pneu oficial da competição. LM Bike, Shimano e Specialized são os co-patrocinadores do evento que comemora a 19ª edição em 2014.
por assessoria CIMTB

Copa Internacional Levorin de MTB apresenta novidades, com foco no Rio-2016

Confira o que há de novo nas quatro etapas do principal circuito de mountain bike da América Latina para a temporada. Contando pontos para o ranking mundial, aumenta as chances brasileiras na próxima Olimpíada.
São Paulo (SP) – Faltando menos de dois meses para o início da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike, a organização do principal circuito de MTB da América Latina, somando pontos para o ranking mundial, já prepara a realização das quatro etapas de 2014: Araxá, São João del-Rei e Congonhas, as três em Minas Gerais, e para finalizar a temporada, São Roque (SP), em outubro. Algumas das principais novidades estão definidas, com destaque para o XCS (cross country por estágios) em Araxá e o XCM (maratona) em Congonhas, primeira prova brasileira a fazer parte do UCI Marathon Series. Nas duas outras etapas, que também contam com XCO (cross country olímpico), o Eliminator (XCE) também valerá pontos para o ranking mundial pela primeira vez, nas categorias masculina e feminina, o que favorece a participação de ciclistas brasileiros nos Jogos Olímpicos de 2016.

Descida Dona Beja: emoção em Araxá
Descida Dona Beja: emoção em Araxá

Na abertura em Araxá, etapa mais tradicional do mountain bike cross country no Brasil, a principal novidade é a pontuação. Por ter o formato XCS, estágios que dividem a prova em três dias para super elite e feminina, além de possuir nível Classe 1, a primeira etapa entre 21 e 23 de março terá pontuação dobrada para os campeões no em relação ao último ano. “O XCS será composto por contra-relógio, short track e cross country olímpico, com 120 pontos em jogo para homens e mulheres vencedores nas duas categorias profissionais”, revela Rogério Bernardes, organizador da CIMTB Levorin.
“Iremos ainda alterar alguns detalhes da pista, criando mais uma descida no famoso trecho da ‘Dona Beja’, além de mudarmos o formato da largada. São alterações para deixar a trilha mais técnica, valorizando, assim, a atuação dos atletas e facilitando o atendimento ao público presente. No passeio ciclístico vamos inovar com prêmio para a melhor fantasia, proporcionando mais diversão aos participantes. No sábado, manteremos a Night Run (corrida pedestre), que fez muito sucesso na edição de 2013”, completa Bernardes.
Eliminator agora vale pelo ranking mundial – São João del-Rei será uma das sedes da CIMTB Levorin, pelo segundo ano consecutivo. Entre 16 e 18 de maio, a prova será de XCO, valendo 60 pontos no ranking UCI para os campeões, além de ter pontuação internacional no Eliminator (XCE), fato inédito no Brasil. “Um pedido antigo foi atendido e agora a prova do Eliminator também valerá pontos no ranking mundial. Será a primeira vez que acontece no Brasil, o que ajudará nossos atletas e o próprio País a acumular pontos, uma vez que 2014 é considerado como o início do ciclo olímpico para os Jogos de 2016”, analisa Rogério. “A expectativa em São João é de evoluirmos. Teremos novamente a presença de um grande público e uma das prioridades é a melhoria da infraestrutura no local”, conclui.
Maior prova do Brasil, com 1.500 vagas, a terceira etapa promete mobilizar Congonhas entre 15 e 17 de agosto. Na Cidade dos Profetas, outra novidade. Voltará ao calendário internacional da UCI, porém desta vez como a primeira do Brasil a fazer parte da UCI Marathon Series, competições de maratona realizadas em várias partes do mundo. “É uma honra e temos uma grande responsabilidade. Outro fator para destacarmos é que a etapa fará parte das comemorações do bicentenário do falecimento de Aleijadinho, maior artista do Barroco no Brasil”, analisa o organizador.
São Roque fecha a temporada – Por fim, São Paulo volta à Copa Internacional Levorin de MTB após 8 anos. Socorro foi a última cidade paulista a fazer parte do circuito, em 2005. Entre 10 e 12 de outubro, São Roque será o palco da decisão. No XCO e no XCE, mais 40 pontos estarão em jogo. A prova olímpica valerá 30 pontos, enquanto o Eliminator, 10. “Será muito bom voltar a São Paulo. Esse é um pedido dos nossos parceiros e há algum tempo estamos tentando atendê-los. Esperamos que a etapa se firme no calendário da CIMTB Levorin nos próximos 10 anos, a exemplo das outras cidades-sede”, espera Rogério Bernardes.
Além das mudanças técnicas, a CIMTB Levorin terá novas atrações para o público. A feira, realizada em todas as sedes com exposição de produtos e lançamentos do segmento, ocupará um espaço maior. O concurso de redação e desenho, em parceria com as secretarias de educação, também terá novidades para deixar mais atrativa a disputa entre os alunos.
“Aproveito também para agradecer às prefeituras e ao público que nos recebem de braços abertos. É fundamental as parcerias com a CBC (Confederação Brasileira de Ciclismo) e com as federações estaduais, mineira e paulista, além dos patrocinadores, como Levorin, LM Bike, Shimano e Specialized, e nossos apoiadores, responsáveis por nos oferecerem condições de trabalharmos com qualidade, segurança e realizar um evento diferenciado aos atletas”, reconhece Rogério.
A Copa Internacional de Mountain Bike tem patrocínio da Levorin, o pneu oficial da competição. LM Bike, Shimano e Specialized são os co-patrocinadores do evento que comemora a 19ª temporada em 2014.
Por Assessoria CIMTB