Confira os dois percursos e altimetrias da etapa que fecha a temporada da CIMTB Levorin

Congonhas acontece entre os dias 18 e 20 de novembro. Altimetrias de percursos de 60 km e 38 km têm variações.
A emoção vai rolar solta na ‘Cidade dos Profetas’ entre os dias 18 e 20 de novembro. A última etapa da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike (CIMTB Levorin) fecha a temporada com o Cross Country Maratona e faz parte do calendário mundial da UCI Marathon Series. Os percursos de 60 km e de 38 km irão exigir nível técnico dos atletas e proporcionar diversão.
De acordo com a altimetria do percurso de 60 km, a subida corresponde a 40%, assim como a descida. Já o trecho plano é relativo a 20%. Segundo a altimetria, o percurso tem uma ascensão acumulada de 1800 metros.
No trajeto de 38 km, há variações. A subida corresponde a 41% e a descida a 38%. Já a parte plana representa 21% do trajeto. A altimetria mostra ainda que a ascensão acumulada deste percurso é de 1390 metros.
O organizador do evento, Rogério Bernardes, ressalta que o evento continua desafiante. “O trajeto de Congonhas continua sendo desafiador como sempre. Além disso, os visuais da região faz da pista uma das mais bonitas do país”, afirmou.
MAPA-MARATONA-CONGONHAS-2016

Cinco motivos para pedalar na CIMTB Levorin em São João del-Rei

17297135323_840c60636d_o
Foto: Bruno Fernandes

1 – Possui excelente estrutura
A CIMTB Levorin oferece tudo o que um atleta precisa para se sentir seguro em uma competição. Como por exemplo, o Serviço Neutro da Shimano, no qual experientes mecânicos da Shimano fazem reparos nas bikes dos atletas, independente de categoria ou patrocinador. Além disso, o lava-bike e ações da PUROIL irá garantir que sua bike fique limpa mesmo depois da competição ou treino. A CIMTB Levorin também oferece áreas de hidratação e apoio no trajeto, atendimento médico com equipe de resgate com apoio da Prefeitura. A pista bem sinalizada faz com que a competição flua tranquilamente. Cerca de 200 voluntários estarão no evento para auxiliar atleta e público. O atleta também encontra no evento a área de alimentação e ainda uma das maiores feiras de produtos de mountain bike do país. Em frente a UFSJ é preparado uma grande área de estacionamento gratuito e a Polícia Militar dá todo o apoio no trecho da estrada e no evento.
2 – Percurso Técnico
O trajeto elaborado pela organização da CIMTB Levorin busca tudo o que o mountain bike precisa para ter uma competição inesquecível. O percurso é técnico e forte, mas não é perigoso. Durante a trilha o atleta leva com ele uma mistura de adrenalina e diversão.
3 – Categorias variadas
Com diversas categorias, a CIMTB Levorin consegue atender diferentes perfis de atletas. São quase 25 categorias para todas as idades, desde Mirim até Over 60. E não para por aí. Este ano, a categoria Peso Pesado irá estrear em São João del-Rei e vai levar atletas acima de 95 kg a competir de igual para igual. Além disso, existe uma categoria específica para para-atletas, a PNE. Ou seja, não tem desculpa pra ninguém!
4- Custo-benefício
As inscrições da CIMTB Levorin tem um ótimo custo-benefício para os atletas. Para quem for competir na Copa Amadores, o preço é de R$ 80. Para os atletas das categorias Mirim, R$ 20. Over 60 e PNE, o valor é de R$ 65. Para atletas que vão competir Cross Country Olímpico (XCO), a taxa é de R$ 130 para todas as categorias da CIMTB Levorin e os atletas da Super Elite que forem correr no Cross Country Elimnator (XCE) o valor é de R$ 50.
5- Turismo através do esporte
Unir o esporte com viagem é o sonho de todo amante de mountain bike. E esta é uma grande oportunidade. São João del-Rei faz parte do circuito turístico chamado ‘Estrada Real’, já que tem na história a marca da extração do ouro. E para quem quer viajar no tempo, a cidade oferece um passeio turístico de Maria Fumaça até Tiradentes. Além disso, a cidade conta com uma forte rede de hotéis e pousadas que atende a todos os gostos e bolsos.

Em busca de inserir atletas no esporte, a CIMTB Levorin lança categoria Peso Pesado em Araxá

Eduardo Boaventura Tannús
Eduardo Boaventura Tannús

Há mais de duas décadas, a Copa Internacional Levorin de Mountain Bike busca incentivar e inserir pessoas no esporte. Com isso, uma categoria irá estrear a disputa no campeonato na primeira etapa do evento que acontece em Araxá entre os dias 4 e 6 de março. A Peso Pesado Cross Country (XCM) será uma prova para ciclistas acima de 95 kg.
Quem irá competir nesta categoria já está treinando. Um dos atletas é o empresário do setor hoteleiro de Araxá, Eduardo Boaventura Tannús. Com 103 kg e 52 anos, Eduardo intensificou os treinos com a finalidade de baixar o peso para 95 kg e conseguir um melhor desempenho na prova. Para Eduardo, a categoria é uma oportunidade de ter uma competição mais justa devido à estrutura corporal. “Minha categoria seria Sub-55 e tem muito atleta profissional que tem uma diferença muito grande de estrutura de peso. Eu pedalo há quase 30 anos, algumas etapas eu nem corria porque tinha dificultava devido à diferença de peso, agora está me dando mais ânimo de correr todas as etapas da CIMTB Levorin”, comentou.
Segundo Tannús, a expectativa é que a estreia dele na categoria seja positiva. “A Peso Pesado vai levar todo mundo ao mesmo nível. Esse vai ser o primeiro ano e a tendência é aumentar o número de competidores. Com uma pista técnica, rápida e tendo a oportunidade de correr com uma pessoa do mesmo peso que o meu, vai ser um sucesso total”, contou.
O organizador do evento, Rogério Bernardes, conta que o objetivo é inserir todo o público no evento. “Lançamos esta categoria em Congonhas ano passado e já foi um sucesso. Depois da prova vários atletas pediram para que a categoria fosse inserida no campeonato para correr todas as etapas. Achei justo e criamos mais uma categoria para atender o pedido dos atletas. Além da Peso Pesado temos outras que foram criadas para atender um público específico como é o caso da Segurança Pública. Nela estão correndo militares, delegados, policiais federais, guardas municipais, agente penitenciários, policial civil, bombeiros, entre outros. Isso me deixa muito contente e o melhor é ver o clima de amizade e uma competição sadia entre os atletas”, comentou.
A etapa de Araxá é a competição que tem a maior pontuação dentre as três etapas e tem classificação Stage Race Hors Class (SHC) pela União Ciclística Internacional (UCI), fazendo com que ela esteja entre as quatro maiores provas do mundo.

Araxá abre temporada da CIMTB Levorin com atletas de várias partes do mundo

Começa a contagem regressiva para prova de mountain bike mais esperada do ano. A etapa de Araxá, que abre a temporada da Copa Internacional Levorin de MTB, será entre os dias 4 e 6 de março, no Complexo do Barreiro. A competição terá a maior pontuação das três etapas, o que fará com que a briga fique ainda mais acirrada para aqueles que buscam pontos para conquistar uma vaga nos Jogos Olímpicos.
Este é o segundo ano que a prova é realizada em nível mais alto, na classificação SHC ou Stage Race Hors Class, grau concedido pela União Ciclística Internacional (UCI). Com isso, a etapa soma até 160 pontos no ranking mundial da UCI para o campeão.
araxaa
“Para nós é uma grande responsabilidade e satisfação realizar a CIMTB Levorin. Com a classificação SHC, onde só existem quatro provas no mundo incluindo Araxá, estamos recebendo cada vez mais atletas de outros países. Este ano já temos confirmado Sérvia, Eslováquia, Áustria, Suíça, Portugal, Estados Unidos, países da América do Sul e mais países que estão entrando em contato”, contou o organizador do evento Rogério Bernardes.
Assim como nos dois últimos anos, a etapa terá três dias de prova para a Super Elite (Elite e Sub-23) Masculina e Feminina. A abertura da competição, que será na sexta-feira, será com o Contrarrelógio (XCT). No sábado será a vez de correr no Short Track (XCC-pista curta). A prova é encerrada no domingo com o tradicional Cross Country Olímpico (XCO).
“Este ano a premiação de Araxá será a maior de toda a história. Só para a categoria Super Elite Masculina e Feminina serão quase 40 mil em dinheiro. Além disso, teremos uma grande feira e competições emocionantes com a presença de grandes atletas do cenário mundial. As provas vão ocupar todo o final de semana com mountain bike, passeio ciclístico, concurso de redação e desenho das escolas municipais, corrida a pé noturna, entre outras”, disse Rogério.
Com a parceria da Federação Mineira e Confederação Brasileira de Ciclismo, a etapa de Araxá é válida pelos rankings estadual e brasileiro. A temporada conta com mais duas etapas: São João Del Rei, de 13 a 15 de maio, e Congonhas, entre 4 e 6 de novembro.
Com a realização das Olimpíadas entre os dias 5 e 21 de agosto, a primeira e a segunda etapa da CIMTB Levorin serão decisivas no número de vagas e representantes na modalidade da competição. O ranking olímpico fechará no dia 24 de maio de 2016.
“Ter a pontuação da prova contando pontos para os Jogos Olímpicos Rio 2016 é espetacular. Além disso, é uma grande honra receber centenas de atletas, equipes e familiares de todos os cantos do Brasil para passar o final de semana em Araxá. Temos um ambiente familiar e saudável onde tudo gira em torno do esporte”, finalizou.
 

Rubinho Valeriano é hexacampeão e Isabella Lacerda é tri na CIMTB Levorin 2015

Rubinho Valeriano. Foto: Bruno Fernandes
Rubinho Valeriano. Foto: Bruno Fernandes

Congonhas, a cidade dos Profetas de Aleijadinho, teve um dia de fortes emoções e esforços hercúleos dos mais de 1.800 atletas presentes na última etapa da Copa Internacional Levorin de MTB. O domingo (8) consagrou Rubinho Valeriano e Isabella Lacerda como os campeões da temporada de 2015. O Santuário do Bom Jesus de Matosinhos também foi o palco de uma vitória inédita e uma dobradinha na decisão: Mário Antônio Veríssimo chegou em primeiro na super elite masculina e Isabella Lacerda venceu na feminina. Ela já tinha vencido o Desafio da Ladeira de Uphill na sexta-feira (6), fechando o fim de semana com desempenho perfeito.
Entre os homens, Rubinho Valeriano, agora hexacampeão da CIMTB Levorin, sabia da importância de administrar a boa vantagem na liderança, de 39 pontos, em relação ao seu concorrente direto, o suíço Lukas Kaufmann. Apesar da décima colocação na prova, válida pela UCI Marathon Series, Rubinho levou o troféu uma vez que Kaufmann ficou em sétimo lugar e reduziu em apenas seis pontos a diferença na pontuação geral. “Marquei bem o Lukas Kaufmann do meio para o fim da prova, porque tinha em mente que não poderia chegar muito longe dele. Assim, a mentalidade era de não chegar tão atrás do meu rival. Havia feito os cálculos e sabia, já no fim da última ladeira, que a vitória do campeonato estava assegurada. Cruzei a linha de chegada feliz pela conquista”, revelou Rubinho Valeriano.
Mário Antônio Veríssimo. Foto: Dyanna de Paula
Mário Antônio Veríssimo. Foto: Dyanna de Paula

Para o ciclista de Poços de Caldas, no sul de Minas Gerais, ainda não caiu a ficha do seu feito. “É algo inédito para mim a conquista de um hexacampeonato, e também para a CIMTB Levorin na disputa da super elite masculina. Agora estou ao lado da Érika Gramiscelli como maior vencedor da história, algo muito gratificante. Mostramos aos estrangeiros como os brasileiros são fortes. A emoção é grande, mas a ficha só vai cair mesmo quando baixar a adrenalina e chegar em casa. Agora, só quero comemorar muito a conquista de mais um troféu importantíssimo na carreira”, comemorou Rubinho.
A vitória do goiano Mario Antônio Veríssimo teve um sabor mais do que especial, por ser inédita em sua carreira e por bater o belga Frans Claes, favorito ao título em sua segunda participação na CIMTB Levorin. Frans ficou com o vice-campeonato da etapa, seguido por Pedro Nicácio, Robson Ferreira e o atual campeão brasileiro de maratona, Halysson Ferreira. “Meu objetivo é sempre estar no lugar mais alto do pódio, por isso estou muito feliz com meu resultado. Em 2013 fui vice-campeão e agora conquistei o título. Me senti bem e estava concentrado, mas com objetivo de estar entre os cinco. Eu e o Frans escapamos do pelotão e um ajudou o outro a puxar o ritmo, até definir na ladeira”, vibrou Veríssimo.
Após completar a última etapa do ano da UCI Marathon Series, Frans Claes reconheceu a qualidade do campeão da tarde. “Estou muito cansado, algo normal para uma corrida tão rápida como essa. Não estou acostumado a maratonas com um ritmo tão intenso. Na Europa tem mais elevação de altitude e distâncias maiores. Tenho que admitir que o Mario Antônio é um ótimo atleta. Ele mereceu vencer porque foi mais forte do que eu hoje”, avaliou Frans. “Não esperava ser tão difícil essa subida final, mas depois dos 60 km pedalados foi complicado. Muito, muito difícil mesmo. Quero voltar de novo ao Brasil. As pistas são ótimas aqui na CIMTB Levorin e a organização excelente. Espero poder voltar mais vezes”, concluiu.
Isabella Lacerda. Foto: Dyanna de Paula
Isabella Lacerda. Foto: Dyanna de Paula

Tricampeã com direito a outra dobradinha – A mineira Isabella Lacerda segue imbatível na Terra dos Profetas. Após vencer as duas provas realizadas em Congonhas na última edição, o Desafio da Ladeira e a Maratona (XCM), mais uma vez Isabella foi soberana em ambas as disputas, e ainda garantiu o tricampeonato por uma diferença de apenas quatro pontos para a vice-campeã geral, Érika Gramiscelli, terceira na etapa. Ana Panini foi vice-campeã e Tania Clair e Roberta Stopa, quarta e quinta colocadas, respectivamente, completaram as cinco primeiras posições.
“A altimetria acumulada era muito alta. Não tinha uma subida pior, todas eram bem inclinadas. Com a chuva do dia anterior, ficou ainda mais pesado pedalar. E isso só vai desgastando o ciclista. Contava cada quilômetro e estava exausta. Caí perto do final da ladeira, porque não tinha mais força. Não conseguia girar o pedal. A motivação foi ver a linha de chegada. Se fosse um pouco mais longe, seria bem difícil chegar”, destacou Isabella, campeã com 170 pontos contra 166 de Érika.
“Meu equipamento funcionou muito bem, não tive câimbra como no ano passado e só tenho a agradecer todos da minha equipe, família e meu namorado. Durante a prova me incentivaram e torceram por mim demais. Amo o mountain bike, que é minha vida. E, conseguir mais um título da Copa internacional Levorin de MTB, que três anos atrás era meu grande sonho, é algo indescritível”, completou.
O futuro é agora – A CIMTB Levorin teve seus campeões definidos na edição de 2015. Todavia, o futuro já começou e novos ídolos surgem nas categorias de base do MTB nacional. É o caso do pequeno José Otávio Pereira Santos de 10 anos. Ele corre na Copa LM Bike de Amadores desde os três anos de idade e já traçou uma meta: chegar a elite como seu ídolo Henrique Avancini. Sua família o apoia e sempre está com o jovem piloto da mirim em viagens em todas as etapas da competição. “Ele é veterano na competição. Acho muito bacana vê-lo crescer no esporte”, disse o pai de José, Sandro Pereira que veio de Lavras, no sul de Minas Gerais, e também já participou diversas vezes do evento como atleta.
Classificação da etapa:
Super elite masculina:
1 – Mario Antônio Veríssimo (Ribeirão Preto/Tribo do Pedal)
2 – Frans Claes (Loving Hut MTB Team)
3 – Pedro Nicácio (Funvic Soul Cycle Team)
4 – Robson Ferreira (Go Treinos/Amazonas Bike)
5 – Halysson Ferreira (Focus Team Brasil)
6 – Guilherme Muller (LM/Shimano)
7 – Lukas Hofmann (Oce Cannondale)
8 – Bruno Martins (Calo Elite Team)
9 – Wolfgang Olsen (Ava Project)
10 – Rubinho Valeriano (AOO Specialized)
Super elite feminina:
1 – Isabella Lacerda (LM/Shimano)
2 – Ana Panini (Happy Bike)
3 – Érika Gramiscelli (Soul Cycles)
4 – Tania Clair (Free Force)
5 – Roberta Stopa (AABB Timbo)
6 – Letícia Candido (Focus XC Brasil Team)
7 – Giovana Corsi
8 – Liege Valter (Tripp Aventura)
9 – Maria Paula Rodarte (Clínica da Circulação)
10 – Julyana Rodrigues (Audax Bike Team)
Sub-23 masculina:
1 – Guilherme Muller (LM/Shimano)
2 – Bruno Martins (Caloi Elite Team)
3 – Naydson Cortes (Specialized Hoffmann XCO)
4 – João Pedro Firmeza (Ava Project)
5 – Jefferson Batista
Sub-23 feminina:
1 – Maria Paula Rodarte (Clínica da Circulação)
2 – Kelly Olimpio (Cadu Academia)
3 – Nathalia Peres (Cross Lapa)
4 – Priscila Olimpio
5 – Daniele Moraes (Tripp Aventura)
Classificação final do campeonato:
Super elite masculina:
1 – Rubinho Valeriano (AOO Specialized): 145 pontos
2 – Lukas Kaufmann (Oce Cannondale): 112 pontos
3 – Henrique Avancini (Cannondale): 106 pontos
4 – Guilherme Muller (LM/Shimano): 103 pontos
5 – Luiz Cocuzzi (Scott/Shimano/Lar): 102 pontos
Super elite feminina:
1 – Isabella Lacerda (LM/Shimano): 170 pontos
2 – Érika Gramiscelli (Soul Cycles): 166 pontos
3 – Agustina Apaza (Argentina): 122 pontos
4 – Raiza Goulão (AOO Specialized): 108 pontos
5 – Roberta Stopa (No Limits Team): 90 pontos
A Copa Internacional de Mountain Bike comemora a 20ª Edição em 2015. O evento tem patrocínio da Levorin, o pneu oficial da competição, e o co-patrocínio de LM Bike, Shimano, Specialized e Audax.

Mudanças na largada da etapa de Congonhas da CIMTB Levorin

Mudanças na largada da etapa de Congonhas da CIMTB Levorin
Mudanças na largada da etapa de Congonhas da CIMTB Levorin

A última etapa da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike 2015, entre os dias 6 e 8 de novembro, na cidade de Congonhas, terá ao menos uma mudança significativa em relação às edições anteriores. Neste ano, o XCM, disputado no domingo (8), terá duas largadas, e não apenas uma, como acontecia até o ano passado.
Primeiro, serão alinhadas para a largada apenas as categorias cujo trajeto é de 60 km: Super Elites Masculina e Feminina abrirão a competição, seguidas por Júnior masculina, Sub-30, Sub-35, Sub-40, Sub-45 e Sub-50. Na sequência, haverá um intervalo para alinhamento e largada das categorias que percorrerão 38 km. Expert, cadete, sub-17, sub-55, sub-60, over 60, segurança pública e PNE largam na frente e o segundo bloco será composto por veterano, dupla sub-60, dupla sub-70, dupla sub-80, dupla over 81, dupla mista, feminina sub-40 e feminina over 40. As categorias Júnior Feminina e Sub-15 Masculina, cujo percurso é de 33 km, farão um deslocamento depois da última categoria e largarão no PC 3 para terem mais segurança. Os ciclistas mirins largam por último, para o traçado reduzido próximo à área de largada.
“Os principais motivos dessa mudança são melhorar o fluxo dos atletas durante a prova e garantir maior conforto e segurança a eles na largada, momento no qual enfrentaremos mais dificuldades neste ano por causa das obras na alameda onde os competidores são alinhados. Os atletas da segunda largada poderão acompanhar a primeira largada para, depois, alinharem em suas posições”, explica Rogério Bernardes, organizador da CIMTB Levorin.
Além do XCM, válido como etapa do UCI MTB Marathon Series e fundamental para as pretensões olímpicas dos atletas brasileiros, o evento em Congonhas terá o Desafio da Ladeira e a CIMTB Extreme Night Run na sexta-feira (6) à noite.
Conheça os percursos do XCM – A organização da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike já disponibilizou, no site oficial do evento, os vídeos dos percursos da etapa de Congonhas. As imagens podem ser acessadas por meio do link http://cimtb.com.br/etapas/uci-mtb-marathon-series-xcm-congonhas/#percursos.
Inscrições seguem abertas – As inscrições para a etapa de Congonhas estão abertas. Os interessados em participar da CIMTB Levorin, da Copa LM Bike de Amadores e da CIMTB Night Run devem se inscrever em www.cimtb.com.br.
O período de inscrições se encerra no dia 26 de outubro, ou quando todas as vagas forem preenchidas (*confira o regulamento no site). Na Copa Internacional Levorin de MTB, o valor para participar do XCM é de R$ 116,00 (PNE e Over 60 custam R$ 58,00) e, para competir no Desafio da Ladeira, de R$ 40,00. Na Copa LM Bike de Amadores, o preço é de R$ 70,00, exceto a categoria mirim – R$ 20,00. A corrida de montanha CIMTB Levorin Night Run, que aproveita a estrutura e a pista das provas de bike, tem inscrições até o dia 2 de novembro, por R$ 25,00.
Revista Digital – Já está disponível no site oficial da prova a nova edição da Revista Digital de Congonhas, com informações e novidades sobre a última etapa da CIMTB Levorin 2015 e o balanço da segunda etapa, em São João del-Rei, onde a argentina Agustina Apaza e o colombiano Fabio Castañeda se sagraram campeões.
Para ler o conteúdo da revista, basta acessar: http://cimtb.com.br/clipping/revista/congonhas-2015/.
A Copa Internacional de Mountain Bike comemora a 20ª Edição em 2015. O evento tem patrocínio da Levorin, o pneu oficial da competição, e o co-patrocínio de LM Bike, Shimano, Specialized e Audax.

Bikecast Araxá: Mais de duas horas em vídeo da primeira etapa da CIMTB 2015

Seja bem-vindo ao bikecast. Uma proposta para dar voz e vez ao ciclistas e ao ciclismo. E já em seu lançamento trazemos até você mais de duas horas de vídeo da etapa de Araxá da CIMTB. São 9 vídeos deste grande evento. É a chance de você se ver.

ASSISTA

SOBRE O BIKECAST

Através do podcast e do videocast trazemos você para dentro da trilha com informação e aquela boa resenha de ciclistas. Nos acompanhe nas redes sociais e fique por dentro dos novos episódios de áudio e vídeo.
O bikecast surgiu a partir da ideia de trazer informação sobre ciclismo de forma descontraída e o formato permite este contato mais informal. Através do bikecast trazemos o ciclista e o ciclismo para dentro da nossa trilha. É onde ele se vê e é visto, se ouve e é ouvido.
Podcast é uma série periódica de arquivos de áudio pra ser ouvido em qualquer lugar. Pode ser gravado no pendrive, em seu celular, smartphone ou ipod para ser ouvido a qualquer hora.
Se vai pedalar sozinho, leve o BikeCast! Se vai viajar ou está no trânsito, se informe e se divirta nos ouvindo. Quer ficar informado e preparado para a resenha do fim do treino ou na pedalada do fim de semana? Ouça o bikecast.

Inscrições para a CIMTB Levorin em São João del-Rei continuam abertas

Henrique Avancini no Descidão CTAN
Henrique Avancini no Descidão CTAN

Continuam abertas as inscrições para a segunda etapa da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike. Em São João del-Rei (MG) os atletas participarão da CIMTB Levorin, no formato Sprint Eliminator (XCE) e Cross Country Olímpico (XCO), e também da Copa LM Bike de Amadores, além da corrida de montanha CIMTB Night Run. O evento será realizado entre 15 e 17 de maio, no Campus Tancredo Neves da UFSJ, com inscrições abertas nesta sexta-feira (20), no site www.cimtb.com.br. São esperados 1.300 atletas, entre ciclistas e corredores, nas trilhas da Universidade Federal de São João del-Rei.
O período para inscrever-se vai até o dia 10 de maio, domingo anterior ao evento. Na Copa Internacional Levorin de MTB, o valor para participação é de R$ 116,00 para o Cross Country Olímpico (PNE e Over 60 custam R$ 58,00) e R$ 40,00 para o Sprint Eliminator. Na Copa LM Bike de Amadores o preço é de R$ 70,00, exceção à categoria Mirim, R$ 20,00. A corrida de montanha CIMTB Night Run, que aproveita a estrutura e a pista das provas de bike, tem inscrições a R$ 60,00.
Principal circuito de MTB da América Latina, a CIMTB Levorin teve início em março, no município de Araxá, onde mais de 1.500 atletas se aventuraram nas trilhas do Tauá Grande Hotel. Com a realização da inédita SHC (Hors Class por Estágios), a competição bateu recorde de ciclistas estrangeiros, com 13 países representados nas mais diversas categorias. Após a etapa intermediária em São João, o evento terá encerramento em Congonhas, a cidade dos Profetas, com a tradicional Maratona (XCM) em novembro, do dia 6 ao 8.

Bikecast #001 – Todos os detalhes sobre a etapa de Araxá da CIMTB Levorin


Aumente o volume porque chegou o BikeCast.
Você também pode fazer o download do arquivo de audio e ouvir em seu celular, som do carro ou player de mp3. Clique aqui e faça o download.
O BikeCast#01 vamos falar de “esporte de verdade” (brincadeiras e polêmicas à parte)!
Você vai saber tudo sobre a CIMTB Araxá: montagem da pista, novidades dos novos trechos técnicos e novas atrações para atletas e público.
Ainda, conhecer a logística do evento, o apoio da cidade, onde estacionar e as opções de transporte. Como chegar e como não chegar ao evento!
Vai saber quais são os grandes nomes que estarão presentes e o que valem os pontos que eles disputam.
Entender o papel da UCI, o ciclo olímpico e a luta dos atletas pela classificação para os jogos olímpicos Rio2016.
Vai entender a diferença entre as siglas das provas de MTB: o que é XCC, XCO, XCP, XCM…
Vai saber por quê a CIMTB Araxá é TOP 4 DO MUNDO e quantos pontos serão distribuídos (recordes)!!!
Vai conhecer a programação do evento e detalhes sobre o congresso técnico.
E descobrir qual será a nova categoria na CIMTB etapa Congonhas (para a nossa alegria)!
(programa gravado no Tauá Grande Hotel em Araxá em 28/02. Rankings e números informados referentes a esta data).

Apresentação

Renato Amaral
Bruno Fernandes

Participações

Rogério Bernardes – CIMTB
Franciely Teixeira – Atleta Night Run
Eduardo Tannús- Presidente do Comtur Araxá

O que é um podcast?

É uma série periódica de arquivos de áudio pra serem ouvidos em qualquer lugar! Pode ser gravado no pendrive, em seu celular, smartphone ou ipod para ser ouvido a qualquer hora.
Se vai pedalar sozinho, leve o BikeCast! Se vai viajar ou está no trânsito, se informe e se divirta nos ouvindo. Quer ficar informado e preparado para a resenha do fim do treino ou na pedalada do fim de semana? Ouça o BikeCast!
Entre em contato conosco! Conte sua história, deixe sua opinião sobre as discussões do BikeCast! O que achou do programa? Seu e-mail poderá ser lido no próximo episódio! Envie a sua mensagem para bikecast@noispedala.com.br.

Últimos dias para garantir vaga na abertura da CIMTB Levorin, em Araxá

Henrique Avancini comemora vitória em 2014 (Crédito: Bruno Senna/CIMTB)
Henrique Avancini comemora vitória em 2014 (Crédito: Bruno Senna/CIMTB)

Os ciclistas e corredores de montanha dispostos a participar da primeira etapa da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike, devem apressar-se. As inscrições estão disponíveis apenas até domingo (1º/3), no site oficial da competição, www.cimtb.com.br. A abertura da principal competição de MTB da América Latina, de 6 a 8 de março, no Tauá Grande Hotel, em Araxá (MG), reunirá atletas do mundo inteiro, com dez países já confirmados.
Assim, quem pretende participar da prova com os melhores ciclistas de países como Brasil, Argentina, Chile, Equador, Venezuela, México, Suíça, Eslováquia, Hungria e Israel, não pode perder tempo. A organização da CIMTB Levorin prevê que o limite de vagas (1.200 no MTB e 400 na corrida de montanha), seja atingido antes do prazo final, 1º de março.
Para se inscrever em uma das provas de ciclismo, seja a CIMTB Levorin ou a Copa LM Bike de Amadores, basta acessar o site www.cimtb.com.br e clicar em “Faça a sua inscrição” ou então pelo link direto. Para a CIMTB Night Run XC, tradicional corrida de montanha noturna disputada aos sábados na mesma pista do Cross Country Olímpico (XCO), o link o nome da competição e também pode ser acessado no site oficial.
Na CIMTB Levorin, super elite masculina e feminina têm inscrições ao custo de R$ 210,00 para os três dias. O valor para as demais categorias é de R$ 116,00, exceto PNE e Over 60, a R$ 58,00. Na Copa LM Bike de Amadores, categoria de base do esporte, os preços variam entre R$ 20,00 (Mirim) e R$ 70,00 (demais categorias). Já para a CIMTB Night Run, as inscrições têm valor de R$ 60,00.
Em Araxá, os ciclistas das duas super elites (elite e sub-23) masculina e feminina, competem no formato SHC, ou seja, prova dividida em três estágios, em dias distintos: Contrarrelógio na sexta (6), Short Track (pista curta) no dia seguinte e Cross Country Olímpico, no encerramento da competição, domingo (8), às 14h. Os atletas das outras categorias disputarão o tradicional XCO, com largada no sábado às 15h30 para a Copa LM Bike de Amadores (exceção à categoria segurança pública). Domingo, as provas começam às 8h00.