A bicicleta no dia a dia dos cariocas

Ciclovias da capital carioca. Fonte: Prefeitura do Rio.
Ciclovias da capital carioca. Fonte: Prefeitura do Rio.

Rio de Janeiro, a “cidade maravilhosa”, destaca-se pelos seus ícones culturais e paisagísticos, como o Pão de Açúcar, estátua do Cristo Redentor, suas praias, Maracanã, carnaval, dentre outros.
Outro fato que chama a atenção na cidade, são suas ciclovias e facilidade de andar e encontrar bicicletas no Rio. São 140 km de ciclovias, a maior metragem do país e a segunda da América Latina, perdendo apenas para Bogotá, que possui 250 km. Segundo estimativas do Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos (IPP), cerca de 320 mil pessoas utilizam bicicletas no Rio.
O Rio também conta com um sistema de bicicletas públicas, chamado de SAMBA. É uma iniciativa da Prefeitura do Rio de Janeiro e conta com 600 bicicletas, distribuídas em 600 estações nos bairros de Copacabana, Ipanema, Leblon, Lagoa, Jardim Botânico, Gávea, Botafogo, Urca, Flamengo e Centro.
O projeto tem como objetivo introduzir a bicicletas no dia a dia do carioca e dos turistas que visitam a cidade. A bike é um meio de transporte muito importante, por ser saudável e não ser poluente. Além disso, com a difusão do seu uso, automaticamente são reduzidos os engarrafamentos e a poluição ambiental.
Pedalando em ciclovias no rio, você pode encontrar ao redor praias, enseadas, parques e jardins, construções ou monumentos, assim como até florestas. Além de ser uma forma de lazer, várias pessoas utilizam as ciclovias para transporte e treinamentos.
A Prefeitura da cidade desenvolve um projeto denominado “Rio Capital Bicicleta”. O Programa, de caráter multiplicador, atende a diferentes objetivos que incluem a melhoria do transporte público, passando pela melhora da mobilidade urbana, já que o projeto prevê a contínua inserção da bicicleta como um modal de transporte, e a educação no trânsito. O Programa também está relacionado com o Projeto de despoluição, já que contribui para o atendimento das metas de redução de 8% das emissões de gases do efeito estufa até o final de 2012 (com base no inventário de 2005). Finalmente objetiva a melhoria da qualidade de vida e da saúde do cidadão, criando uma cultura sustentável, inclusive motivando-o positivamente no sentido de preservar e usufruir a paisagem da Cidade Maravilhosa.
Visite o Rio e pedale! É uma ótima experiência.

Discurso emocionado de um garoto que aprende a andar de bicicleta

Discurso emocionado de um garoto que aprende a andar de bicicleta
Discurso emocionado de um garoto que aprende a andar de bicicleta

Acredito que existam pessoas que acessam o Noispedala que não sabem andar de bicicleta. Ou até mesmo, pessoas que nem lembram se sabem pedalar uma magrela.
Curti muito esse vídeo.
É de um garoto que fica extremamente empolgado após conseguir andar de bicicleta pela primeira vez e realiza um discurso emocionante, que com certeza, fará você tirar a bike do canto da casa e sair pedalando.
ASSISTA! Está com legendas em português.
Ah… ROCK AND ROLL!!!!!

DVD online da Copa Internacional de MTB. Mais de 60 minutos do mais puro MTB. Assista ou compre

Fala galera. Decidimos inovar e publicamos na íntegra o DVD da etapa de Congonhas da Copa Internacional de MTB. São mais de 60 minutos do mais puro MTB.
Para você que participou ou deseja conhecer a maior competição do mountain bike brasileiro, é um prato cheio.
São imagens de bastidores, dos pontos turísticos de Congonhas, largada, prova, premiações e entrevistas com os campeões. Assista aí galera. Foi feito para vocês.
Imagens: Renato Amaral
Edição e reportagens: Bruno Fernandes
Também estamos disponibilizando o filme em DVD físico. Apenas R$ 13,00 com frete grátis através de carta simples.
Para adquirir, clique na imagem abaixo:


Já conferiu nossas fotos da edição de 2012 da CIMTB?

Clique aqui e compre suas fotos.

Assista:

Pedalar vale a pena? Uma análise financeira desse esporte

Na manhã de hoje fomos surpreendidos com um longo comentário. Ao ler e reler, percebi que merecia um destaque maior aqui no Noispedala.
O texto foi escrito pelo Daniel Soares (Longuete) e é uma análise do custo-benefício de uma pedalada. E aí? Vale a pena? Confira.
Fiz umas contas e tenho certeza que vale a pena esses investimentos, será que vocês concordam comigo?

Imagine a revisão dessas bikes?

Alguém que pedala pelo menos duas vezes por semana entre trilhas pequenas, médias e grandes necessita trocar sua bike a cada 03 anos.
Então o gasto com a bike mensal é mais ou menos o preço dela pelo número de anos, pelo número de meses do ano R$4.000,00/3/12 = R$ 112,00/mês.
Mais equipamentos como sapatilha ou tênis, bermuda, camisa, capacete, luvas, óculos, bomba, câmara de ar de reserva, garrafinha para trilhas pequenas e camelbak para as grandes (tudo isso indispensáveis e obrigatórios). Isso tudo pode durar uns 2 anos e não sai por menos de uns R$1.000,00/2/12 = R$ 42,00/mês.
E ainda constantes revisões. E o pior é quando vai à bicicletaria; sempre acaba comprando algo que achamos que é indispensável ou ainda queremos fazer aquele upgrade na magrela, mas sem que a mulher fique sabendo.
Então só de equipamentos não sai por menos que R$112,00+R$42,00 = R$ 154,00 por mês.
Pra umas 08 pedaladas por mês, cada pedalada sai por volta de R$ 20,00 em média e podem durar 2, 3, 4, horas cada.
Se você troca de equipamentos com maior ou menor freqüência pode diminuir ou não estes custos… se você compra equipamentos de 2ª mão diminui muito em relação aos pilotos “elite”… e por aí vai, isso é questão de gosto, de grana, necessidade!
E ainda tem as viagens e os passeios que a gente faz; e fazemos com gosto. Gastamos com deslocamento, hospedagens, alimentação e mais,
Você acha que gasta muito mas esse gasto deve ser comparado com o que você estaria fazendo se não estivesse pedalando.

  • Sabe quanto é a hora de um psicanalista?
  • Sabe quanto custa uma separação?
  • Sabe quanto custa a tarde toda sentado em um buteco bebendo e comendo?
  • Sabe quanto é a mensalidade na Academia Lúcia Queiroz?
  • Sabe quanto é a diária em um hotel fazenda?
  • Sabe quanto é o ingresso do jogo do URT e do Mamoré? Esse é pouco.
  • Sabe quanto de barriga se ganha assistindo TV aos domingos?
  • Sabe aqueles almoços na casa da sogra?

Todo esse investimento pode vale a pena quando:

  • Você escuta o click da sapatilha no pedal quando saímos de casa para pedalar.
  • Você sente o cheiro de mato, lama de chuva recente, de pneus novos.
  • Você tira aquela onda com seu amigo que ficou pra trás no cenourinha ou no dollar.
  • Você sprinta, e conseguir fugir dos cachorros.
  • Você finalmente se convence que não fica ridículo de bermuda justa e camisa colorida. Ou ainda, com capacete na cabeça.
  • Você vê um nascer do Sol fantástico, que você não veria se a preguiça tivesse vencido e você não saísse para pedalar.

Então vale ou não vale o investimento?
Continue no movimento. “Viver é como andar de bicicleta: É preciso estar em constante movimento para manter o equilíbrio”.  Albert Einstein

Cobertura: Confira como foi a Bike Expo Brasil 2011 em São Paulo

Entre os dias 15 e 18 de outubro, está sendo realizado em São Paulo, a edição 2011 da Bike Expo Brasil, uma feira exclusiva para lojistas, fabricantes, atletas e imprensa.
Já no dia 15, a atração foi o Demo Day, que proporcionou aos visitantes conhecer os grandes lançamentos do mundo das bikes. Infelizmente a chuva atrapalhou bastante. O evento foi realizado n Fazenda Serrazul e o grande destaque ficou para as bikes aro 29.
No domingo, 16, foi iniciada a feira e palestras no Pavilhão Amarelo do Expo Center Norte em São Paulo. Diversos patenses participaram da feira este ano. Foram eles: Bruno Fernandes (Noispedala), Célio dos Reis (Band Bike), Leandro Santos (Band Bike), Herlley Sousa (Power Bike), Heber Contador e José Olímpio P.O.
Cerca de 70% dos modelos apresentados na feira são inéditos. Podemos conferir de perto todos os lançamentos do mercado. Também foram realizadas diversas palestras com os fabricantes e também com Willian Cruz, do site vá de bike. Ele usa a bike como transporte em São Paulo há 10 anos.
A feira conta com 120 expositores, aproximadamente 400 marcas e 10.000 visitas profissionais.