Rodrigo da Silva vence o XTERRA Estrada Real 2011

Rodrigo da Silva vence o Xterra
Rodrigo da Silva vence o Xterra

Nos dias 23 e 23 de outubro foi realizado na mais mineira das cidades “Tiradentes”a edição de 2011 do XTERRA Estrada Real. A cidade encanta por ser um local cheio de história e cultura. Foi a nona etapa.
Três modalidades foram disputadas. Duathlon, night run e MTB Cup XCT e Kids (mini corrida).
No sábado os atletas largaram às 9 horas para uma corrida de 3Km, pelas ruas da cidade, em ladeiras e caminhos íngremes num percurso que exigiu condicionamento e raça. Na área de transição, já com as bikes, foram para 32Km  pela Serra de São José passando por Bichinho, em single tracks que exigiram força e preparo. A meta foi  a superação de desafios que pediram, além de músculos, muita concentração e determinação para alcançar a  chegada. Fechado circuito de bike, foram mais 9 Km de corrida.
Patos de Minas foi representada pelo atleta Rodrigo Caetano Silva na modalidade Duathlon Cross Country na categoria 30-34 anos, que obteve a primeira colocação. Parabéns Rodriguinho.

Diário de Bordo: Pedal da Band na Trilha Pampa

Por Luciano Pit Stop: Já estava cansado de tanta poeira…..

Finalmente a chuva chegou!
Finalmente a chuva chegou!

Nada melhor que uma chuva pra mudar a rotina. A trilha Pampa deveria ter 40 km, mas foi reduzida pela metade porque a parte mais travada dentro da mata ficou no início e quando íamos pegar estradão sentido ponte do bigode caiu uma chuva de pedra e tomamos o caminho de volta pela estrada dos trinta paus.
Tivemos alguns tombos, trilha dentro da mata carregando a bike, biker com cãibra, choque em cerca (Celinho), pinguela, Fernanda até experimentou água da enxurrada (tombo), Marcinho tomando caminho sentido P.O. e Celinho indo atrás pra buscar.. rsrsr
Como se diz…Foi show de roda!!!!! Venha pedalar com a Band Bike no “Pedal da Band !!!”
Sábado a galera da Band Bike realizou essa trilha inédita. Chuva forte e trilha foi o que marcou esse pedal.
Confira as fotos. No próximo sábado tem mais. E aí? Bora pedalar?

[nggallery id=287]

Pedalar vale a pena? Uma análise financeira desse esporte

Na manhã de hoje fomos surpreendidos com um longo comentário. Ao ler e reler, percebi que merecia um destaque maior aqui no Noispedala.
O texto foi escrito pelo Daniel Soares (Longuete) e é uma análise do custo-benefício de uma pedalada. E aí? Vale a pena? Confira.
Fiz umas contas e tenho certeza que vale a pena esses investimentos, será que vocês concordam comigo?

Imagine a revisão dessas bikes?

Alguém que pedala pelo menos duas vezes por semana entre trilhas pequenas, médias e grandes necessita trocar sua bike a cada 03 anos.
Então o gasto com a bike mensal é mais ou menos o preço dela pelo número de anos, pelo número de meses do ano R$4.000,00/3/12 = R$ 112,00/mês.
Mais equipamentos como sapatilha ou tênis, bermuda, camisa, capacete, luvas, óculos, bomba, câmara de ar de reserva, garrafinha para trilhas pequenas e camelbak para as grandes (tudo isso indispensáveis e obrigatórios). Isso tudo pode durar uns 2 anos e não sai por menos de uns R$1.000,00/2/12 = R$ 42,00/mês.
E ainda constantes revisões. E o pior é quando vai à bicicletaria; sempre acaba comprando algo que achamos que é indispensável ou ainda queremos fazer aquele upgrade na magrela, mas sem que a mulher fique sabendo.
Então só de equipamentos não sai por menos que R$112,00+R$42,00 = R$ 154,00 por mês.
Pra umas 08 pedaladas por mês, cada pedalada sai por volta de R$ 20,00 em média e podem durar 2, 3, 4, horas cada.
Se você troca de equipamentos com maior ou menor freqüência pode diminuir ou não estes custos… se você compra equipamentos de 2ª mão diminui muito em relação aos pilotos “elite”… e por aí vai, isso é questão de gosto, de grana, necessidade!
E ainda tem as viagens e os passeios que a gente faz; e fazemos com gosto. Gastamos com deslocamento, hospedagens, alimentação e mais,
Você acha que gasta muito mas esse gasto deve ser comparado com o que você estaria fazendo se não estivesse pedalando.

  • Sabe quanto é a hora de um psicanalista?
  • Sabe quanto custa uma separação?
  • Sabe quanto custa a tarde toda sentado em um buteco bebendo e comendo?
  • Sabe quanto é a mensalidade na Academia Lúcia Queiroz?
  • Sabe quanto é a diária em um hotel fazenda?
  • Sabe quanto é o ingresso do jogo do URT e do Mamoré? Esse é pouco.
  • Sabe quanto de barriga se ganha assistindo TV aos domingos?
  • Sabe aqueles almoços na casa da sogra?

Todo esse investimento pode vale a pena quando:

  • Você escuta o click da sapatilha no pedal quando saímos de casa para pedalar.
  • Você sente o cheiro de mato, lama de chuva recente, de pneus novos.
  • Você tira aquela onda com seu amigo que ficou pra trás no cenourinha ou no dollar.
  • Você sprinta, e conseguir fugir dos cachorros.
  • Você finalmente se convence que não fica ridículo de bermuda justa e camisa colorida. Ou ainda, com capacete na cabeça.
  • Você vê um nascer do Sol fantástico, que você não veria se a preguiça tivesse vencido e você não saísse para pedalar.

Então vale ou não vale o investimento?
Continue no movimento. “Viver é como andar de bicicleta: É preciso estar em constante movimento para manter o equilíbrio”.  Albert Einstein

Silvinho Amorim é campeão brasileiro de Maratona MTB

Foi realizado neste domingo (23 de outubro) em Garibaldi-RS a edição 2011 do Campeonato Brasileiro de MTB maratona. Ao contrário do clima que encontrava o sudeste, a prova foi disputada em um excelente clima, com muito sol.

Silvinho Amorim é campeão Brasileiro
Silvinho Amorim é campeão Brasileiro

A prova teve um percurso de 65km de estradas que continham muitas pedras, cascalho solto e o terreno muito acidentado.
Participaram representantes de diversos estados brasileiros, sendo vários de nível internacional. A prova teve um cenário que é um presente para o ciclista que vem a passeio, ou na própria prova se conseguir prestar atenção ao redor. Nas propriedades rurais, destaque para os parreirais que são a origem da engarrafada champanha vendida para o mercado interno e externo. A cidade é linda… extremamente acolhedora, apropriada para receber visitantes que buscam paz.
A categoria Master B, que agrupa os atletas de 35 a 39 anos, foi vencida pelo patense Silvinho Amorim. Ele que vem conseguindo excelentes resultados em 2011, acaba de ter o troféu máximo da Confederação Brasileiro de Ciclismo em sua categoria.
Acompanhe a entrevista Silvinho concedeu ao Noispedala. Ele comenta como foi o Brasileiro e sua temporada de 2011.


Segundo Silvinho, já na largada ele conseguiu ir com o pessoal da ELITE, ficando ali tentando se sustentar até o km 20, onde começou uma descida muito perigosa e daí encostaram alguns atletas da categoria master A e também um atleta da sua categoria.
Palavas de Silvinho: “Esta hora eu me concentrei e sabia que ainda tinha um trecho com bastante subidas e fui forçando ali e consegui escapar deste pelotão e me sustentar na frente, ali entre os 10 da geral. Com isso fui me colocando na prova até que vi que podia mesmo ser Campeão Brasileiro não só da minha Categoria mas também geral da MASTER A e B. Pra mim foi uma das sensações melhores este ano, ser Campeão Brasileiro e também Campeão do Iron Biker 2011 fechando o Ano com Chave de Ouro.”

Chegou a hora! Dia 23/10, etapa final da Copa Cemil de Enduro 2011

Chegou a hora da decisão. Domingo, dia 23 de outubro, será a data em que conheceremos os grandes campeões da Copa Cemil de Enduro Regularidade MTB 2011. As novidades já começam na escolha do lugar em que será realizada a largada e a chegada. A Fazenda da Prefeita Béia Savassi, local esse que foram realizados os neutrais dos últimos dois enduros do milho. O local escolhido, proporciona aos organizadores mapear novas trilhas, muitas delas INÉDITAS. E quem leva a melhor é você, que terá o prazer de conferir de perto.

Cartaz etapa final Copa Cemil
Cartaz etapa final Copa Cemil

A largada será à 9 da manhã do dia 23 de outubro. Guarde bem esta data!. No sábado, 22 às 19h30 serão entregues os kits na Band Bike, localizada à Praça Bandeirantes. O valor da inscrição é de R$ 25,00 por participante e deverá ser pago na entrega do kit. Efetivando a inscrição, o atleta ganha um almoço ainda. Em breve estarão disponíveis as inscrições.
E aí? Você já participou de algum enduro de regularidade? Não? Não sabe o que está perdendo. É bom demais! Mas porque é tão bom? Imagine uma prova onde o maior adversário é você mesmo? Você duelando com o seu poder de percepção e concentração. Isso tudo com a possibilidade de um contato com a natureza, passando por diversas trilhas e claro, participando com uma galera nota dez, que não cansa de desvendar trilhas em toda a região.
Como apresentamos acima, não existe clima de rivalidade entre os participantes. O clima é muito mais de solidariedade. E se você pensa em ingressar para valer nesta aventura, a hora é agora, pois auxiliaremos você a entender as planilhas e será um ótimo treino para quem deseja participar da edição de 2012 da copa para ser campeão! Isso mesmo! Não é nada difícil você disputar de igual para igual no próximo ano e até mesmo surpreender neste enduro.
E precisa ser atleta para participar? Rigorosamente não. Se você pedala 15 km ou mais, você está condicionado a participar. Preparo físico não é o diferencial em provas de regularidade, visto que em nossa região, temos diversos atletas de nível nacional, e raramente algum deles consegue boa colocação nas provas. E o pior, muitos nem têm coragem de participar
Por outro lado, temos a disputa do título que está muito emocionante. Qualquer deslize pode ser fatal. E esta última etapa promete mexer com a adrenalina de todos os participantes.
Então, você já preparou a sua bike? Vem aí a terceira e última etapa da Copa Cemil de Enduro Regularidade Mountain Bike. E aí, aceita o desafio? Em breve serão abertas as inscrições com exclusividade aqui no Noispedala. Nos encontramos lá!

Rogério Bernardes, organizador da Copa Internacional de MTB divulga novidades para 2012

Encontramos com Rogério Bernades na Bike Expo Brasil 2012. Aproveitamos a oportunidade para sabermos em primeira mão as novidades para 2012.
Assista e confira o que está para acontecer nas etapas do próximo ano. Ele também desafiou a equipe do Noispedala e disputar a maratona de Congonhas mais uma vez. E agora?

Entrevista com Rubens Donizete Valeriano durante a Bike Expo Brasil 2011

Minutos depois de desembarcar de Guadalajara, onde disputou os Jogos Panamericanos, encontramos com Rubens Donizete Valeriano na Bike Expo Brasil.
Ele que foi top 5 nesta competição, Rubinho comenta sua participação e inclusive fala o que espera para 2012 e a possibilidade de disputar sua segunda olimpíada.
Parabéns Rubinho! Assista aí, pois vale a pena.

De maneira informal, Rubinho Valeriano deixou um recado em seu mural no facebook. Confira sua postagem na íntegra.

Participação de Rubinho Valeriano no Pan do México
Participação de Rubinho Valeriano no Pan do México

A pista tinha 6 km e eram 5 voltas. Então a pista tinha uma subidão no início mais ou menos forte, mas era bem longa, subia uns 10 minutos sem descansar. Já na largada o argentino largou que nem uma bala eu tentei ir com ele mas sobrei um pouco dele ai me passou o colombiano ai eu fui com ele e nós encostamos no argentino.
Aí começou a descer e tinha uma parte muito técnica, aí o argentino desceu muito bem e abriu de novo e eu passei o colombiano nesta descida, mas nós tivemos que empurrar a bike porque não tinha como descer neste lugar.
Na sexta feira que era um dia antes da nossa prova, eu desci mas não parrei la em baixo e tive um pequeno tombinho mas quase parado, aí eu achei melhor não descer neste lugar e o argentino desceu, mas ele estava de bike aro 29, mas eu passei o colombiano que ele deu umas erradas e tentei pegar o argentino, aí eu passei ele parado, arrumando alguma coisa na bike e fiquei em primeiro.
Depois uma subidinha e depois um pequeno plano e ai era uma descida até a chegada e eu abri mais ainda deles mas não dava pra ficar confortável e fazer meu ritmo, pois eu vi que o americano estava encostando em mim e quando ele me passou eu fui com ele.
Rubinho foi Top 5 no PAN
Rubinho foi Top 5 no PAN

Ali estava uma roda boa de ir mas quando o colombiano chegou em nós, acabou com a brincadeira kkkkkkk. Ele passou que nem uma bala então o americano foi com ele e eu fiquei mas eu tentei ir de toda forma mas não dava. A minha respiração não voltava ao normal e então veio o canadense e me passou eu fui com ele mas um pouco e estava insuportável, já não tinha mas força de girar o pedal e faltava oxigênio e eu estava meio tonto e resolvi fazer a minha prova.
Aí que me passou mais um colombiano e eu fui com ele e nas decidas eu abria muito dele mas na subida longa ele me passava e eu ia com ele de novo.
Quando iniciou a penúltima volta ele atacou nesta subida que eu fiquei plantado no lugar ele subiu muito forte, e como eu estava encostando nas descidas nele, aí eu não encostei mais.
Abri a última volta e fui pra tudo ou nada fiz muita força e nada desse colombiano. Aí quando chegou nas últimas descidas que era 1 km da chegada furou meu pneu dianteiro. Na hora eu não tentei arrumar, fui correndo com a bike em decida de pedras e fui até a chegada assim sem perder a colocação mas cheguei com a pernas muito doloridas.

Cobertura: Confira como foi a Bike Expo Brasil 2011 em São Paulo

Entre os dias 15 e 18 de outubro, está sendo realizado em São Paulo, a edição 2011 da Bike Expo Brasil, uma feira exclusiva para lojistas, fabricantes, atletas e imprensa.
Já no dia 15, a atração foi o Demo Day, que proporcionou aos visitantes conhecer os grandes lançamentos do mundo das bikes. Infelizmente a chuva atrapalhou bastante. O evento foi realizado n Fazenda Serrazul e o grande destaque ficou para as bikes aro 29.
No domingo, 16, foi iniciada a feira e palestras no Pavilhão Amarelo do Expo Center Norte em São Paulo. Diversos patenses participaram da feira este ano. Foram eles: Bruno Fernandes (Noispedala), Célio dos Reis (Band Bike), Leandro Santos (Band Bike), Herlley Sousa (Power Bike), Heber Contador e José Olímpio P.O.
Cerca de 70% dos modelos apresentados na feira são inéditos. Podemos conferir de perto todos os lançamentos do mercado. Também foram realizadas diversas palestras com os fabricantes e também com Willian Cruz, do site vá de bike. Ele usa a bike como transporte em São Paulo há 10 anos.
A feira conta com 120 expositores, aproximadamente 400 marcas e 10.000 visitas profissionais.

Quinto no mountain bike no PAN, Rubinho justifica chegada: pneu furado

Enquanto no mountain bike feminino o Brasil não foi bem nos Jogos Pan-Americanos, com Erika Gramiscelli em penúltimo lugar, entre os homens o país não teve melhor sorte. Em Tapalpa, a cerca de 120km de Guadalajara, o melhor brasileiro foi Rubens Donizete, em quinto lugar. O fato curioso é que ele chegou a pé, empurrando a bicicleta.

Rubinho foi o quinto no PAN de Guadalajara
Rubinho foi o quinto no PAN de Guadalajara

Logo após cruzar a linha de chegada, ele explicou o imprevisto. O pneu dianteiro furado a pouco menos de mil metros do fim da prova (que teve 31km no total) fez com que ele tivesse, literalmente, de correr para não ser ultrapassado.
O imprevisto, porém, não mudou em nada sua história na prova. Com boa distância para o sexto colocado, o também brasileiro Edivando Cruz, e bem atrás do quarto ciclista, da Colômbia, Rubens não foi prejudicado.
Rubens, medalhista de prata na última edição do Pan, no Rio-2007, completou a primeira das cinco voltas na liderança, mas foi perdendo rendimento ao longo do percurso. Segundo ele, o pouco período de aclimatação à altitude mexicana – os atletas chegaram a encarar 2.244m – atrapalhou.
– O ideal seria que ficássemos pelo menos dez dias aqui para a aclimatação. Acontece que iríamos disputar uma prova no Brasil antes de viajarmos para cá, mas a competição acabou sendo adiada. Chegamos há cinco dias para a competição – falou Rubens.
A medalha de ouro foi para o colombiano Hector Paez. O canadense Maximillian Plaxton levou a prata, uma posição à frente do americano Jeremiah Bishop.
Por Rafael Valesi, Lancenet