Diário de Bordo: Pedal na Chapada Diamantina, abril de 2011

Feriadão de 21 de abril de 2011, Por Sérgio Zaggo

Afrânio e Sérgio Zaggo na Chapada Diamantina
Afrânio e Sérgio Zaggo na Chapada Diamantina

Parque Nacional da Chapada Diamantina: um lugar místico, que tem atraído cada dia mais visitantes. Fica na Bahia, em altitudes superiores a 1.000 metros. O clima é super agradável: à noite e pela manhã tem aquele friozinho gostoso. Na “volta do dia” é quente, mas sem exagero.
No passado, viveu um ciclo de garimpo de diamantes, cujos vestígios estão por toda parte: nas ruínas, no casario antigo, nas pedras remexidas por toda parte, nos leitos de rios desviados e nas barragens feitas de pedra.
Aliás, haja pedra! São sempre muito desgastadas pela ação das intempéries, formando verdadeiras obras de arte esculpidas pela natureza. Uma, particularmente, me chamou a atenção: o “conglomerado”, que é uma rocha formada por pedras roladas multi-coloridas, formando um belo mosaico, que fiz questão de fotografar. Outra coisa interessante é a cor das águas: é escura, tipo coca-cola, mas é totalmente limpa e inodora. Já ouvi dizer que é a presença de algas que dá essa coloração.
Chegamos ao Vale do Capão na Quarta-Feira, dia 20. É uma comunidade vizinha ao Parque, onde moram muitas pessoas provenientes de cidades maiores, que optaram por um estilo de vida mais despojado, longe do stress e dos atropelos das cidades grandes. Éramos por enquanto, Eu e Elenice, Afrânio e Márcia, com seu filho Arthur. O Welmer e o Fábio estavam atrasados. Fomos provar o pastel de jaca, o mel com pimenta (uau!) e comer a famosa
Pizza Integral do Capão, que deixou lembranças.
No dia seguinte partimos somente eu e o Afrânio, acompanhados pelo Adelson que nos guiava. O Jubileu da Cantagalo foi no apoio com um Jeep. Saímos do Capão e cortamos o parque de um lado ao outro, 17 km de trilhas inesquecíveis. É como pedalar num jardim, é inacreditável! A profusão de plantas, flores, pedras, montanhas e cachoeiras, deixa a gente extasiado.
Cheguei do outro lado do parque com a sensação de que tudo que viesse dali pra frente seria lucro, porque só este trecho já valeu os 1.200 km que viajei. Em seguida rodamos mais 25 km fora do parque e terminamos o dia na Pousada Pai Inácio, debaixo de chuva, mas que não incomodou em nada.
No dia seguinte fizemos um programa super interessante: Pedalamos de Andaraí a Igatu, que é uma cidade no alto da serra, que viveu intensamente o ciclo de diamantes. São apenas 6 km de estrada calçada com pedras, construída a trocentos anos. Só que a subida é pedreira mesmo, muito puxada. Desta vez juntaram-se a nós o Welber e o Fábio. Mas o bacana mesmo foi a descida, por trilha, um verdadeiro dowhill. Lajes de pedra, degraus, pedras soltas, alguns trechos calçados, tudo no meio das ruínas de casas antigas feitas de pedra. E com direito a um ofurô no meio da descida. Um pedal curto mas inesquecível, valeu cada minuto.
E o Brasil Ride vem aí pessoal, 23 a 29 de Outubro/11, alguém se habilita?

TV Noispedala: Primeiros vídeos da etapa de Araxá da Copa Internacional de MTB 2011

Confira os primeiros vídeos da Copa Internacional Banco do Brasil de Mountain bike, etapa de Araxá.
O primeiro é de domingo, que apresenta muitos pulos no concorrido Descidão Dona Beja.
Já o segundo vídeo, trás todos os detalhes do Desafio TV Integração que foi realizado sábado.
Em breve serão lançadas as reportagens. Vale a pena aguardar.

Confira como foi a participação dos atletas de Patos de Minas região na CIMTB Araxá 2011

Como de costume, a galera que ama as bikes em Patos de Minas e região, marcou presença em peso na primeira edição de 2011 da Copa Internacional Banco do Brasil de Mountain bike. Cerca de 100 pessoas, dentre atletas, familiares e amigos compareceram no evento que tem tudo para tornar-se uma etapa do Campeonato Mundical da UCI.
Vários atletas conseguiram bons resultados. Confira como foram.
Patos de Minas

Salto sensacional de Júnio Alves no Descidão Dona Beja
Salto sensacional de Júnio Alves no Descidão Dona Beja

O grande destaque foi Silvinho Amorim. Após 8 dias na África do Sul na Ultramaratona mais dura do mundo, Silvinho (Cemil – Giro Sport Center – OCE – Power Bike – Noispedala – Medley – Cia do Corpo) conseguiu um ótimo 2º lugar na categoria sub 40, chegando poucos segundos atrás da lenda Marcio Ravelli, 11 vezes campeão Brasileiro.
Segundo Silvinho,“a prova no ínicio foi meio complicada devido aos retardatários que agente encontrava no caminho e também pelo número alto de cilcistas no circuito, o que dificulta muito as ultrapassagens, mas mesmo assim conseguir me manter ali entre os 3 primeiros e na ultima volta forcei mais e consegui chegar muito perto do Ravelli mas apenas 10 segundos me separou da disputa do primeiro lugar. Fiquei feliz com meu resultado pois ano passado fiquei em 3º lugar na Copa. Este ano vou focar mais em XCO, que não é meu foco pois gosto de provas mais longas, que exigem mais resistência, e tentarei agora em São Lourenço e Congonhas brigar pelo título inédito pra mim que é a Copa Internacional.”
Silvinho fez um tempo  de 01:23:49.43, mesmo largando 4 minutos atrás da Categoria Sub 35, conseguiu superar o tempo do primeiro colocado que foi de 01:24:16.75 nesta categoria, com  isso consolidando o melhor atleta de  Minas na Categoria Master.
Júnio Alves (CEMIL BEBA SAUDE BEBA CEMIL), que disputa a categoria Super Elite, foi o 23º colocado. Finalizando as 6 voltas da prova com 02:09:32.39.
Moacir Pedro de Melo, que estreava em competições de mountain bike, conseguiu um excelente resultado. Foi o quinto colocado na categoria Para-desportistas.
Renato Amaral (Noispedala) participou do divertido e concorrido short track. Ele representou bem e foi o quarto colocado, subindo assim no pódio e ganhando a sonhada medalha.
Estreando na Sub 40, José Gonçalves dos Santos (Star Bike / Proshock), completou as quatro voltas em 15º lugar.
Já Ronaldo Gonçalves (Transnunes / Star Bike) que estreava na Sub 45, foi o 16º colocado.
Sérgio Zaggo participou pela primeira vez de uma competição de XCO, e finalizou a prova em 19º lugar.
Já na Copa Centauro, Ana Paula Silva (Bike Show) foi a quinta colocada na categoria Feminino Sub 40.
Na Cadete, Edimar Modesto o 27º, Rogério Máximo (Forte Acabamentos) o 49º, Henrique Amaro (Cemil) 68º, Flávio Durval (Acase) o 70º e Antônio Carlos Trindade (Acase Centro Automotivo) o 90º. Na Júnior também participou pela primeira vez, Marco Túlio Ferreira Silva. Na cadete João Paulo Silva também participou
Outras Cidades
Reinaldo Reis de São Gotardo foi o 14º na Sub 15, Fabrício José de Souza (Cicloverde), o 29º na Sub 40. Keverson Alves (OCE) de Rio Paranaíba foi o 8º na Sub 17. Lucas Rocha Boaventura teve problemas na mesma categoria.
Carlos Antônio da Silva de Patrocínio foi o 12º na Sub 50. Geison Rabelo foi o 67º na Sub 35 e Vicente de Paulo Farias da Silva o 17º na Sub 40. Na Sub 17, Cassio Santos de Almeida foi o 47º colocado e Mateus Costa de Jesus o 35º colocado.
Mantendo a tradição de Vazante na Copa Centauro, Diogo Marques da Silva venceu na Cadete. Rodrigo Cesar Caixeta foi o 38º. Já na expert, Paulo Ricardo Ferreira Borges (Total Bike) levou a medalha de prata e Marcionil Pinheiro foi o 10º na mesma categoria.
Wilson Ferraz de Patrocínio foi o 84º na cadete. Alex Moreira de Carmo do Paranaíba foi o 19º na Expert. Aline Abadia Marques dos Reis também pegou medalha. Ela foi a 8ª na Feminino sub 40.
Na Cadete, Reinaldo Alves de Castro (Moreno Bike) foi o 71º colocado e Renato Silva Rocha finalizou na 87º posição. Samuel Rocha da Silva foi o 20º na Expert.

Thiago Aroeira e Noelia Rodriguez levam a primeira etapa da Copa Internacional Banco do Brasil de MTB

Thiago Aroeira e a argentina Noelia Rodriguez vencem em Araxá a primeira etapa da Copa Internacional Banco do Brasil de MTB
Thiago Aroeira e a argentina Noelia Rodriguez vencem em Araxá a primeira etapa da Copa Internacional Banco do Brasil de MTB

Em uma prova emocionante, a primeira etapa da Copa Internacional Banco do Brasil de MTB teve dois vencedores diferentes de 2010. Com uma pista cheia novidades, Thiago Aroeira e argentina Noelia Rodrigues levaram para casa o título de Araxá na categoria Superelite. Aroeira e Noelia desbancaram favoritos como Rubens Donizete, Ricardo Pscheid, Érica Gramiscelli e Roberta Stopa, vencedora o Circuito Shimano Short Track-Desafio TV Integração, disputado no sábado(16). Rubens e Érica foram os vice-campeões. A vitória de Thiago o colocou um passo à frente pela disputa da vaga para os jogos panamericanos do México, em Guadalajara, que será disputado em outubro.
Além do show da torcida de Araxá e de várias pessoas que vieram de todas as partes do Brasil, a primeira etapa da Copa Internacional Banco do Brasil de MTB teve uma ótima participação das delegações de Chile e Argentina que fizeram um duro duelo com os bikers brasileiros. No masculino Superelite, Dário Gasco e Luciano Caraciolli subiram ao pódio e mostraram a força dos hermanos em terras mineiras. Os chilenos Elisa Garcia, Florência Espineira. Javier Puschel, Ricardo Hazbun,e Gonzalo Aravena lutaram roda a roda com as feras nacionais e ficaram colados entre os dez primeiros.
Outro destaque do evento foi a novidade da pista, o descidão “Dona Beja”, que levou muitas pessoas para bem perto dos atletas e presenciaram imagens fantásticas e acrobacias de tirar o fôlego. O local foi o mais visitado de toda a prova e fez um super sucesso. A próxima etapa da Copa Internacional Banco do Brasil de MTB será em São Lourenço nos dias 18 e 19 de junho. Além de pontos para os rankings mineiro, brasileiro e internacional, a cidade do Sul de Minas será a segunda seletiva para o pan do México. A outra classificatória será o Campeonato Brasileiro de MTB.
Por Assessoria de Imprensa CIMTB

Diário de Bordo: Pedal Noturno na Trilha das Pedreiras

14/04/2011 – Por Magela
Salve salve galera do noispedala, depois de algum tempo longe do pedal noturno estou de volta. Nesta quinta eu tinha um compromisso importante para tratar de assuntos relacionados a nossa cidade, porem fui intimado pelo meu parceiro Bruno, que não poderia se fazer presente neste pedal, e simplesmente falou que ou eu ia ou não precisava ir nunca mais (credo incruis), tive que ir né.

Pedal Noturno
Pedal Noturno

Eram 18h55min quando cheguei à BAND BIKE e até o Walner já estava lá, logo o Celim baixou as portas e tomamos rumo ao fundão. Após passarmos pela famosa Rua dos Boiadeiros pegamos o estradão do lixão. Começamos subindo por fora da estrada recontamos a turma éramos 14.
Seguimos sentido antiga matinha da trilha das alagoas e antes de chegar à fazenda onde sempre parece que alguém da uns tiros, combinamos passar todos juntos sem fazer barulho e desta vez não ouvimos nada, lembrei que o Marco Túlio (ex gagame do noispedala) não estava presente, por isso conseguimos passar em silêncio.
Como o ritmo da turma estava meio bruto, não demorou muito e chegamos ao cume da serra do mamão, quando começamos a descer, mudamos os planos e resolvemos passar por uma trilha que margeia um cerca até chegar à estrada do Córrego Rico. Foi a parte mais radical da trilha, pois descer ali de dia já é punk, imagine a noite, mesmo assim ninguém capotou.
Pegamos o estradão e de certa forma comemoramos a aprovação do projeto de lei do vereador Amarildo Ferreira, que regula a construção de mata-burros de forma racional, com as travessas no sentido que facilita a passagem de bicicletas e motos. Gostaria de lembrar que esta sugestão partiu do noispedala.
Como tudo transcorria na mais perfeita ordem a previsão de chegada à Cidade seria em tempo Recorde, mínguem ainda havia caído, alguém falou que se o Bruno estivesse nesta trilha iria dizer assim; “essa é a melhor trilha dos últimos tempos”.
Eram 21h20min paramos na Praça do Cristavo e tiramos uma foto em frente ao portão onde membros da  comunidade do fundão me fez uma singela homenagem, pichando meu nome no portão.
Em breve fotos. As fotos da semana passada foram publicadas.

Projeto do vereador Amarildo Ferreira pretende reduzir os acidentes em mata-burros

Um Projeto de Lei de autoria do vereador Amarildo Ferreira pretende reduzir o número de acidentes, principalmente com motocicletas e bicicletas, nas estradas rurais. O PL aprovado na reunião ordinária da Câmara Municipal nessa quarta-feira (13) muda a forma de construir mata-burros nos limites do município. A partir de agora, as vigas deverão ser instaladas na posição horizontal.

Proposta para regularização de mata-burros
Proposta para regularização de mata-burros

Quem frequenta as estradas rurais e convive de perto com os mata-burros sabe o risco que corre. A maior parte deles é construída na posição vertical. Um pesadelo para os ciclistas e motociclistas. Os espaços deixados entre uma viga e outra exigem atenção e muita habilidade. O resultado é um grande número de acidentes, alguns com consequências graves.
O Projeto de Lei aprovado na Câmara Municipal vai reduzir consideravelmente os riscos de acidentes. Ele estabelece que, a partir de agora, todo mata-burro construído em Patos de Minas tenha as vigas dispostas horizontalmente, lado a lado, em um espaço de 10 centímetros uma da outra, em toda a extensão da vala.
De acordo com o vereador Amarildo ferreira, a estrutura disposta na horizontal facilita a passagem, sobretudo de bicicletas e motocicletas, diminuindo, consideravelmente, o risco de acidentes e danos materiais e corporais. Com a aprovação na Câmara, o Projeto de Lei segue para a sanção da prefeita Béia Savassi para entrar em vigor.
Autor: Maurício Rocha Patos Hoje

Diário de Bordo: Romaria de Robim até Aparecida

Tudo começou com os olhos encharcados em lágrimas no final da Rua Dr. Marcolino com a Av. JK quando iniciei a viagem após passar na casa de meus pais e despedir de todos. Pedi muito a DEUS que iluminasse o nosso caminho e que nos desse muita força, pois a trajetória seria longa até o Santuário de Aparecida onde poderia definitivamente entregar o aro da bike de estrada lá na Capela dos Milagres. Assim, seria a realização de um sonho que foi interrompido com meu acidente no dia 23/02/2008 na subida do camping depois do trevo de Santana de Patos onde estava com mais dois amigos (Branco e Paulo) oficializando o primeiro treino para viagem até o Santuário de Aparecida.

Robim em uma demonstração de fé
Robim em uma demonstração de fé

Quanto à programação da viagem, no feriado de setembro/2010 fomos de carro até o Santuário fazendo o levantamento da melhor rota a seguir visando à bicicleta, Levantamos a distância entre as cidades, qual era a qualidade do asfalto, disponibilidade de acostamento, altitude dos pontos, serra para escalar existente, qual seria os km para subir, disponibilidade de hotéis nas cidades, cidades mais próximas antes e depois dos principais pontos escolhidos (maiores cidades). Com todas as informações na mão arrancamos: eu pedalando, a Lucia (esposa) e o Sr. Erasmo no carro de apoio, com todo material para passar o dia pedalando (frutas, água, sucos diversos, água de coco, bebidas isotônicas, etc), pois a meta era cumprir o percurso entre cinco e seis dias de pedal.
O mais interessante foi como DEUS nos proporcionou tamanha felicidade, pois não tivemos problemas durante os cinco dias de pedal, tudo transcorreu da melhor forma possível.
1° dia: sábado, 26 de março de 2011.
Patos – Araxá – 156,6km 06h06m06s 25,7km/h
Para o primeiro dia o nosso destino foi Araxá/MG e a meta cumprida na integra. Pedal transcorreu de forma tranquila. A Serra do Salitre não incomodou. No final do dia tivemos o prazer de assistirmos a missa e ainda fomos homenageados na procissão de entrada.
2° dia: domingo, 27 de março de 2011.
Araxá – Franca – 172,0km 07h09m35s 24,5km/h
Já no segundo dia nosso destino seria qualquer cidade depois de Rifaina/Pedregulho que nos aproximasse de Franca e conseguimos chegar ainda cedo, um pouco antes das 16h a Franca/SP. A pedalada foi igual ao primeiro dia, sol moderado e nada de chuvas.
3° dia: segunda-feira, 28 de março de 2011.
Franca – Guaxupé – 154,0km 06h47m35s 22,8km/h
No terceiro dia saímos de Franca com destino ao sul de Minas Gerais onde o percurso seria mais montanhoso devido às serras cafeeiras típicas da região. Depois da saída com uma pequena chuva que nos acompanhou por uns 25 km largamos o estado de SP.
Neste dia encontramos o Sr. José Nildo, ciclista que esta percorrendo todos os estados do Brasil em aproximadamente três anos de pedal. Tiramos algumas fotos, escalamos uma serra juntos e depois o deixei, pois sua carga é de grande peso prejudicando um pouco seu rendimento no pedal, que é de 6,5km/h e pedalando no máximo 70 km por dia. Serra, serra, serra e mais serra.
4° dia: terça-feira. 29 de março de 2011
Guaxupé – Pouso Alegre – 190,0km 08h48m35s 21,6km/h
No quarto dia saímos de Guaxupé com destino a qualquer cidade após Poços de Caldas, pois Pouso Alegre era quase 200 km. A dúvida de não conseguir chegar ao destino era evidente. Neste dia, tivemos alguns problemas. Muita chuva, quatro pneus furados e a Serra de Ipuiuna que estava em fase de duplicação. A cada quilômetro vencido, a emoção aumentava e graças a Deus cada vez mais perto do objetivo. Foi o dia mais difícil, porque depois de todos os problemas só nos restava chegar a Pouso Alegre. Foi aí que chegamos ao hotel em Pouso Alegre por volta das 19 horas, completando quase 09 horas de pedal.
5° dia: quarta-feira, 30 de março de 2011.
Pouso Alegre – Aparecida – 164,1km 7h29m10s 22,0km/h
Chegou o último dia de pedal. Apesar de muita massagem, a dor no joelho direito era eminente. A programação era tentar subir a Serra da Mantiqueira com seus belos, longos e ininterruptos 23,4 km. A pedalada iniciou com condição de asfalto perfeita, acostamento seguro até Itajubá. Segui até Venceslau Braz, onde iniciaria a temida subida da serra. Apesar da dor no joelho, a dificuldade não foi tão dura como esperava, visto a paisagem e enorme desejo que se aproximava a chegada ao santuário. Aproximando de Lorena, uma chuva de lavar a alma insistia em cair.
A partir deste momento, toda emoção pode ser descrita neste vídeo, que após sermos convidados a participar da santa Missa no altar principal da Basílica, participamos ao vivo do programa Bem-vindos romeiros, da TV Aparecida.

Atletas de nossa região com excelentes resultados nos 80 km Pedal da Serra de Sobradinho

Muito sol e poeira marcaram a dura prova de Mountain Bike realizada no ultimo domingo em Sobradinho-DF, com mais de 450 atletas inscritos.

Atletas de nossa região com excelentes resultados nos 80 km Pedal da Serra de Sobradinho
Atletas de nossa região com excelentes resultados nos 80 km Pedal da Serra de Sobradinho

Na Master A, o atleta patrocinense Geison Rabelo de Souza, conseguiu a segunda colocação, sendo o sexto tempo geral da prova, largando a 2 minutos da categoria principal. Ele conseguiu ultrapassar quase todos da elite. Geison completou a prova com o tempo de 03:16:33. “Muito treino, dedicação e determinação foram fundamentais para chegar em uma prova de nível nacional e competir de igual com os melhores bikers do Brasil”. Foram as palavras do atleta que agradece a todos que o apoiou para que fosse possivel sua ida a Sobradinho. Agradecimentos a Patrocicle – Peças e Bike (Patrocinio), Lelin Bikes Uberaba e Carlos Antônio Silva.
Na Master B, Silvinho Amorim que estreava a nova bike, mesmo administrando, venceu com facilidade. Este resultado confirma o bom momento que o atleta está passando. Ele que juntamente com o uberlandense Cesar Moura, conseguiu o melhor resultado na ultramaratona ABSA CAPE EPIC na África do Sul. Agora é Araxá. Silvinho agradece a Cemil (beba saúde, beba cemil), Giro Sport Center, OCE, Power Bike, Noispedala, Medley, Cia do Corpo. Na mesma categoria, José Gonçalves (Star Bike / Proshock) foi o quinto colocado.
Junio Alves (Cemil)  foi o oitavo na elite, Ronaldo Gonçalves o vigésimo na Master C e Robson Marques foi o oitavo na EST-M18-29.
Parabéns a todos os atletas.

Resultado e fotos: Terceira e quarta etapa Copa Cemil de Ciclismo 2011

Prova de contrarrelógio individual do sábado,
Categoria Estreantes;

1-Denilson Ricardo(lagoa)
2-Paulo Cesar
3-Reinaldo Mesquita
Categoria Junior

1-Celso Junior
2-Danilo jeferson
3-Cassio Santos
Categoria sub 30

1-Andre carlos (lereia)
2-Rafael Queiros
3-Fabiano Batista
Categoria Master A

1-Iata Anderson
2-Danilo Antonio
3-Reinado Marques
Categoria Master B
1-Gilton Alves
2-Rogerio Dias
3-João Eustaquio(pelezinho)
Categoria elite

1-Dheime Galvão

Prava de Circuito do Domingo
Categoria Estreiante

1-Reinado Mesquita
2-Osvaldo Henrrique
3-Paulo Cesar
Categoria Junior

1-Celso Junior
2-DaniloJeferson
3-Cassio Santos
Categoria sub 30

1-Andre carlos(lereia)
2-Rafael Queiros
3-Henrrique Amaro(coelho)
Categoria Master A
1-Helton Francisco
2-Reinaldo Marques
3-Flavio Andre
Categoria Master B
1-João Eustaquio(pelezinho)
2-Gilton Alves
3-Rogerio Dias
Categoria Elite
1-Dheime Galvão
Clique aqui e confira as fotos no álbum da Copa Cemil de Ciclismo 2011

Inscrições da Copa Internacional de MTB serão encerradas hoje. Confira todos os detalhes

Você que deseja participar da primeira etapa da Copa Internacional de Mountain bike, a única prova Classe 1 do ranking mundial de mountain bike da América do Sul, fique atento. As inscrições encerram-se hoje às 18 horas. Até o momento da redação desta matéria, 894 atletas já estavam garantidos.

Inscrições CIMTB Araxá
Inscrições CIMTB Araxá

O processo de inscrição para a Copa Internacional de MTB e na Copa Centauro de Amadores é muito simples. Assim como nos anos anteriores, os atletas podem se inscrever no site da Copa Internacional (www.cimtb.com.br), ou através do Webventure (www.webventure.com.br). O valor das inscrições é de R$ 45,00 para a Copa Centauro de Amadores e R$ 80,00 para a Copa Internacional de MTB. Categorias Mirim e PNE (Para-desportista) terão 50% de desconto na inscrição. Dúvidas podem ser sanadas pelo e-mail info@cimtb.com.br ou em nossas redes sociais. No Twitter(@copamtboficial) e no Facebook(www.facebook.com/copainternacionaldemtb).

Outras informações

Banco do Brasil, o banco do ciclismo brasileiro, agora é parceiro da Copa Internacional de MTB
A Copa Internacional de MTB ganha mais um parceiro de peso para a edição de 2011. Além do constante trabalho em conjunto com a CBC (Confederação Brasileira de Ciclismo) em uma tabelinha que vinga desde 1999, primeiro ano da Copa, o Banco do Brasil que já participa lado a lado do ciclismo brasileiro se junta à Copa Internacional de MTB e já na primeira etapa estará marcando presença no evento.
A notícia cai como uma luva para atletas, organização, CBC, pois o apoio da mais antiga instituição bancária do país é prova de que o MTB nacional está com força e certamente ganhará grande apoio para os Jogos de Londres que acontecem no ano que vem.  O banco do ciclismo brasileiro agora é também o banco da Copa Internacional de MTB. Que a parceria seja duradoura e benéfica para todos os envolvidos no mundo da bike: atletas, parceiros, organizadores e claro, o público que ganhará certamente novidades.
Parceiros da Copa Internacional Banco do Brasil de MTB formam pilar sólido para o desenvolvimento do Mountain Bike
Grandes eventos por natureza atraem parcerias que buscam se alinhar com bons valores, boa visibilidade e bom relacionamento com seus públicos. É o caso da Copa Internacional Banco do Brasil de MTB. A recém união com o Banco do Brasil, anunciada na terça-feira dia 5 de abril, é um novo capítulo no Mountain Bike brasileiro, fruto do trabalho da organização da Copa em conjunto com a CBC (Confederação Brasileira de Ciclismo). Além do BB, temos sempre de lembrarmos dos parceiros que investiram, investem e certamente investirão no bem do Mountain Bike. Caso da  Centauro, maior rede de artigos esportivos do país, que completa 30 anos em 2011 que dá nome à Copa Centauro de Amadores, verdadeiro celeiro de futuros campeões.
Estarão conosco também em Araxá as maiores especialistas de bikes do mundo como a Shimano, que se fará presente no passeio ciclístico Shimano Nexus e no Circuito Shimano Short Track, que será transmitido pela TV Integração, afiliada da Rede Globo na região.  Outra grande marca e apoiadora incondicional do MTB é a Merida Bikes que estarão na Copa também como participante nas pistas, pois possui uma equipe que disputará a competição.
Mas, para todos saírem do lugar e pedalar sem parar só será possível graças à força dos atletas participantes na prova e claro a um repositor energético. Aí, entra o Cabo Energy Gel, que pode dar uma carga a mais no ânimo dos atletas. Todos esses parceiros entendem a importância de eventos como a Copa Internacional.  É a chance real de desenvolver o esporte no país e acima de tudo criar uma alternativa para quem curte a natureza e uma boa adrenalina no sangue.
Além dos co-patrocinadores o apoio recebido dos parceiros da CIMTB é uma certeza de que o evento terá muita pista para percorrer ainda nas trilhas brasileiras. Cada apoiador da família da bike como as marcas de bike Scott, KHS, Jamis, Soul e Rocky Mountain, Cateye, ASW, Fox, Mauro Ribeiro, DaMatta, ProShock, OCE, Maxxis/Calypso e todas as lojas credenciadas são fundamentais na construção do sucesso da CIMTB.
Além disso as entidades CBC, FMC, UCI, veículos de comunicação que dão a visibilidade e fazem chegar aos amantes da “magrela” tudo do mundo das bikes, as Prefeituras de Araxá, São Lourenço e Congonhas, IEF (Instituto Estadual de Florestas), Copasa, SEBRAE, parceiros estratégicos, empresas do ramo ciclístico e de treinamento que fornecem apoio logístico, material e claro, aquela moral para a Copa continuar vingando.
Todos esses parceiros estão se preparando para o início da temporada 2011 desde o fim de 2010, pois o trabalho é contínuo e não há tempo a perder. Se tudo sai ao gosto do maior cliente da Copa, o público, é graças ao incansável trabalho de todos os envolvidos no evento. Seja bem-vindo 2011, povo das bikes mais rápidas da América do Sul e valeu grandes parceiros. A Copa só está nesse nível pela junção de talentos e esforços de todos.
Como se inscrever no desafio Shimano Short Track-Desafio TV Integração
O chamado continua. O atleta que quiser participar do Circuito Shimano Short Track deve fazer o seguinte: fazer sua inscrição nas categorias Elite Masculina (alguns atletas Sub23 serão convidados) e Elite Feminina e enviar um e-mail com seus dados completos (nome, telefone, endereço, documentação) até o domingo anterior ao evento para o e-mail info@cimtb.com.br. Podem participar do Circuito Shimano atletas inscritos na CIMTB (Copa Internacional de MTB) nas categorias Elite Masculina (mais convidados da organização), Elite Feminina e Mirim (crianças até oito anos – vagas limitadas 50 crianças). A organização poderá convidar atletas para participarem das baterias a qualquer momento da competição. Ainda acontecerá uma categoria especial para os parceiros da imprensa/patrocinador. As vagas são limitadas.
Nesta categoria, só poderão participar funcionários das empresas patrocinadoras da CIMTB (incluindo as lojas credenciadas), sendo um funcionário por empresa e jornalistas/câmeras/fotógrafo de veículos de comunicação. Para correr nesta categoria os atletas não podem estar inscritos na CIMTB ou Copa Centauro de Amadores.   As inscrições devem ser feitas com antecedência (até domingo anterior ao evento) pelo e-mail info@cimtb.com.br. Leia o regulamento deste evento em nosso site: http://cimtb.com.br
Copa Centauro de Amadores: presente e futuro do MTB nacional
A cada ano que passa, a Copa Centauro de Amadores se consolida como evento formador de novos atletas para a elite do MTB. A importância da Copa é tamanha que ela é disputada no mesmo dia da elite (no domingo) e ganha mais adeptos todos os anos. O sucesso pode ser explicado pela abertura que os organizadores dão para todos os atletas que estão dispostos a encarar o desafio de percorrer uma bela pista de MTB. Se ainda não fez sua inscrição na Copa Centauro de Amadores, acesse nosso site (http://cimtb.com.br) e pule em cima da sua magrela.
Holofotes na meninada
A categoria Mirim, orgulho da organização da Copa e claro dos pais corujas, terá uma mudança este ano. A prova que acontecia aos domingos, será disputada no sábado. A modificação é para se juntar aos atletas do Circuito Shimano Short Track que será transmitido pela TV Integração, afiliada da Rede Globo na região de Araxá.  Lembrando que as vagas são limitadas em 50 crianças.
Leia o regulamento no site e fique por dentro de tudo que rola na Copa
Todos os atletas devem ler atentamente o regulamento que esta disponível no site. Cada versão do regulamento é colocada no site mostrando a data. Portanto fique sempre atendo pois a que está valendo é sempre a última. Não perca a chance de participar da única prova Classe 1 do Mountain Bike sul-americano.  Acesse nosso site (http://cimtb.com.br) e veja no link regulamento como será o funcionamento das provas.
Concurso de desenho e redação
Os concursos estão sendo promovidos em todas as escolas públicas e premiarão os alunos com os melhores trabalhos da 3ª série para o desenho e da 5ª série para redação. Os trabalhos serão julgados, respectivamente, pela ARARTES (Associação dos artistas plásticos e Visuais de Araxá e Região) e pela Academia Araxaense de Letras. Os vencedores receberão seus prêmios (uma super bike SOUL novinha em folha) durante a etapa da Copa Internacional de MTB. A novidade deste ano fica por conta do prêmio. Outra bike SOUL novinha será dada aos mestres que incentivam os pequenos. Os professores dos alunos ganhadores também receberão sua bicicleta para sair pedalando pela cidade.
Passeio Ciclístico Shimano Nexus
Em parceria com a Ciclo Araxá, a Prefeitura realizará no sábado, dia 16 de abril, às 14 horas, um grande passeio ciclístico, que se encerrará no Tauá Grande Hotel. Sucesso nos anos anteriores, o evento promete agregar muitas bicicletas e dar um belo show pelas ruas da cidade. Sorteio de uma super bike com sistema Shimano Nexus 3 e brindes entre os participantes.
Mês da bike
O mês de abril é o mês da bicicleta na cidade de Araxá. As secretarias de saúde, turismo, comunicação, obras, educação e meio ambiente estão trabalhando em conjunto e desenvolvendo uma série de ações para que a população se conscientize da importância da bicicleta como meio de transporte e para a saúde das pessoas. Para isso, eventos como palestras em todas as escolas de Araxá, passeio ciclístico e concursos (isso sem contar a competição no Barreiro sábado e domingo) estarão à disposição da população da cidade para festejar o mês da bike.
Segurança de atletas em primeiro lugar
Sempre quando prestamos atenção nas competições de esportes radicais (incluindo, claro o MTB apesar de ser uma modalidade olímpica), dá para pensar na seguinte situação: como prestar algum tipo de socorro no tempo certo, em locais às vezes de difícil acesso como o interior do circuito da primeira etapa da Copa Internacional Banco do Brasil de MTB? Para esta resposta, temos a Nerea, que é uma empresa multifuncional quando se trata de participar e conhecimento para lidar com as situações extremas de um evento como a Copa Internacional de MTB.
A Nerea oferece treinamento para prática de esportes de aventura e de resgate. Este trabalho estará à disposição dos atletas que circularão suas magrelas nos dias 16 e 17 de abril em Araxá.  Para garantir atendimento veloz e correto, a Nerea terá uma equipe de oito socorristas que estarão preparados para atendimento de traumas (fraturas, escoriações, ferimento, contusões etc.)  e clínicos (desmaios, desidratação, mal súbitos) caso seja necessário.
Conforto e prevenção para melhor desempenho dos protagonistas da festa da bike
Realizada com grande sucesso há vários anos a Tenda do Atleta Centauro terá um apoio de peso este ano em Araxá. Além das aulas de bikes indoor (comandadas pela Academia Cornelius sábado e domingo) e pelas massoterapeutas que atuam com os atletas após a prova a Secretaria de Saúde Araxá montou uma grande equipe para dar um suporte ainda maior na Tenda do Atleta Centauro.
Todo grande evento obviamente precisa de um suporte que garanta o sucesso da empreitada. E parte de mais uma Copa bem sucedida é o bem-estar de atletas, pois afinal são as estrelas da festa. Visando o maior conforto possível, a Secretaria Municipal de Saúde providenciou seis profissionais de fisioterapia para um suporte diferenciado aos bikers.
De acordo com Diogo Vicenzo, um dos integrantes da equipe do Serviço de Fisioterapia da Secretaria Municipal de Saúde de Araxá sob responsabilidade de Lourdes Auxiliadora de Oliveira, “a atuação dos fisioterapeutas consistirá em alongamentos musculares e orientações aos ciclistas antes da largada. No momento da chegada, procedimentos através da cinesioterapia (uso de movimentos do corpo feito pelo fisioterapeuta para evitar e até curar lesões), posicionamentos, crioterapia (aplicação de baixas temperaturas em locais lesionados para evitar que o problema se espalha através das células lesionadas) e medicação em spray: analgésica/antiinflamatória àqueles que necessitarem, após prova.
Conheça mais sua bike com o curso de mecânica que Shimano vai oferecer em Araxá
Gostamos de pedalar, sentir todo o prazer de andar em uma boa bike, certo? Mas, e se der algum problema na “magrela”? O que fazer?  Essa é a resposta que a Shimano, parceiro da Copa Internacional Banco do Brasil de MTB quer responder no dia 16 de abril, sábado, quando realizará um curso para mecânicos que cuidam das bikes e para os atletas que receberão uma pequena aula de como proceder em situações emergenciais.
O técnico Luiz Palaro será o palestrante e mostrará aos participantes além de técnicas, explicações sobre os freios a disco e tecnologia Dyna-sys. O treinamento da Shimano para mecânicos conterá conteúdo mais aprofundado, já que são responsáveis por deixar as bikes em perfeitas condições para ver os atletas desfilando sua técnica e perícia no circuito do Tauá Grande Hotel. Para participar do treinamento é preciso enviar um e-mail para treinamento@shimano.com.br com os dados pessoais (Nome completo, RG, endereço e telefone). Mas sejam velozes, pois as vagas são limitadas.  A inscrição é gratuita. Boa sorte a todos e cuidem bem de quem os leva para longe.
Novidades para 2012, ano de olimpíada. Nova etapa da Copa Internacional de MTB
A organização da Copa Internacional Banco do Brasil de MTB e da Copa Centauro de Amadores divulgou nesta semana o pré-calendário da competição para o ano de 2012. As datas serão enviadas para a União Ciclística Internacional (UCI), Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e Federação Mineira de Ciclismo (FMC).
As datas ainda poderão ser alteradas pelas entidades máximas do esporte e, neste caso, a organização do evento irá informar as possíveis mudanças. “Já estamos divulgando nosso calendário com um ano de antecedência em função do nosso compromisso com as entidades. A partir disso os atletas brasileiros e estrangeiros já podem se programar”, comentou Rogério Bernardes, organizador do evento.
A edição de 2012 da Copa Internacional será fundamental para que os atletas realizem o sonho de ir para as Olimpíadas de Londres, pois quem disputar a Copa poderá acumular pontos para representar o Brasil nos jogos ingleses. Mas, uma novidade certamente fará a felicidade dos atletas: a Copa de 2012 provavelmente terá quatro etapas. A novidade fica por conta da inclusão de Divinópolis no calendário. A cidade fará 100 anos no ano que vem e o evento fará parte das ações comemorativas do município da região centro-oeste de Minas Gerais. “Apesar da prova acontecer em função do seu centenário, o que muito nos honra, a ideia é que a Copa chegue para ficar, pois Divinópolis tem excelente estrutura e localização privilegiada”, disse Rogério.
As outras tradicionais cidades que sediam com sucesso o evento já estão praticamente certas (Araxá, São Lourenço e Congonhas) e com isso a Copa Internacional Banco do Brasil de MTB poderá ter quatro etapas, sendo três de cross country (modalidade olímpica) e a grande final no formato maratona. Veja abaixo como serão distribuídas as datas da Copa Internacional de MTB em 2012, ano olímpico.
Pré-Calendário 2012 da Copa Internacional de MTB no ano olímpico
#1 – 24 e 25 de março  ou 30 de março e 1 de abril – Araxá, MG
#2 – 5 e 6 de maio – São Lourenço, MG
#3 – 23 e 24 de junho – Divinópolis, MG
#3 – 18 e 19 de agosto – Congonhas, MG
Araxá poderá receber o Mundial de 2013 de MTB
Araxá está com boa imagem no mundo do Mountain Bike. Além de ser uma das sedes da Copa Internacional, única prova Classe 1 da América do Sul, que conta pontos para no Ranking Mundial, Brasileiro e Mineiro, que somados, são fundamentais aos atletas e ao Brasil para a conquista de uma vaga para as Olimpíadas de Londres em 2012, a cidade do interior mineiro pode ser escolhida para sediar uma das etapas do mundial de 2013. A avaliação será feita por um comissário da UCI (União Ciclística Internacional) que virá ao Brasil avaliar o potencial da pista montada em Araxá. Para que se torne realidade a primeira etapa de mundial realizada em terras brasileiras, Araxá conta com um grande apoio da população e com um “ás” na manga: o constante sucesso da Copa Internacional de Mountain Bike.
De acordo com o organizador da prova, Rogério Bernardes, “Araxá tem grandes chances pela estrutura que oferece”, comentou. O sucesso da Copa deste ano poderá ser determinante para a vinda do Mundial em 2013. Se for como no ano passado, Araxá pode começar a se preparar para receber a elite de todos os cantos do mundo do esporte. No ano passado, mais de 900 atletas participaram da prova. Este ano, a organização espera bater esse número, que inclusive é a maior quantidade de participações do Brasil e da América do Sul par a uma prova de XC. A etapa de Araxá da Copa Internacional Banco do Brasil de MTB acontece entre os dias 16 e 17 de abril no Tauá Grande Hotel. Informações e inscrições pelo site da competição: www.cimtb.com.br. Acesse e desafie as trilhas de Minas Gerais.
A passeio ou a trabalho, vá de Bike!
O mês de abril é o mês da bicicleta em Araxá. Além da realização da primeira etapa da Copa Internacional Banco do Brasil de MTB, da Copa Centauro de Amadores e do Circuito Shimano Short Track, o município conhecido pelas fontes de água mineral está se mobilizando para fazer a população gostar ainda mais de pedalar. As secretarias de saúde, turismo, comunicação, obras, educação e meio ambiente estão trabalhando em conjunto e desenvolvendo uma série de ações para que a população se conscientize da importância da bike como meio de transporte e para a saúde das pessoas. Para isso, estão sendo realizadas palestras em todas as escolas municipais de Araxá. O pessoal de Araxá sabe o que está fazendo.
Pedalar é uma atividade física que só traz benefícios, ainda mais quando se faz bom uso da bike e há respeito aos pedestres e às leis de trânsito. Pegar sua “magrela” e usá-la para o lazer, esportes, ir ao trabalho é bem que se faz à saúde e para o planeta. Existe veículo mais limpo do que a bicicleta? Ainda não descobriram que a queima de calorias é poluente. Veja abaixo como a iniciativa de Araxá é importante e um exemplo para outros lugares, principalmente para nossas metrópoles, lotadas de carros, engarrafamentos, vida sedentária e estresse em tempo integral.
Sociedade e instituições de Araxá apóiam e veem Copa como grande troca cultural e esportiva
Um evento só é consolidado quando todas as partes de uma cidade enxerga benesses para a população em todos os aspectos. Esportivos, culturais e econômicos. Exemplo desse apoio à Copa é do prefeito de Araxá, Dr. Jeová Moreira da Costa. “Evento como a Copa Internacional de MTB será sempre bem recebido em Araxá. Estamos apoiando cada vez mais eventos que têm crescido junto com o setor turístico de Araxá e contribuído com o fomento do turismo na nossa cidade e região. O Rogério e sua equipe estão realizando um trabalho cada vez mais interessante, e a recepção deste evento é muito bem aceita por todos. O nosso apoio está cada vez maior, porque sabemos da importância desta realização tanto para os competidores como para o público que prestigia a etapa Araxá”, disse o prefeito.
Alda Sandra Barbosa Marques, Secretária Municipal de Desenvolvimento Econômico,Turismo e Parcerias entende bem como levar para o interior festas do esporte como a Copa é fundamental para desenvolver a cidade em vários aspectos. “A Copa Internacional de MTB é um evento muito esperado em Araxá tanto pela população quanto pelos turistas e competidores. Nós sempre fazemos questão de receber a organização e os competidores de braços abertos porque sabemos da qualidade e da estrutura deste evento que além de atrair muitas pessoas para a nossa cidade, divulga Araxá na mídia nacional e internacional. Com certeza, esta etapa de 2011 será de grande sucesso até porque a cada ano estamos trabalhando uma parceria mais sólida para que o evento continue sendo realizado neste belíssimo cenário que temos que é o Complexo do Barreiro”, explicou Alda.
Fonte: Assessoria de Imprensa da CIMTB