TV Noispedala: Cobertura 1º Sport Bike Racing

Aí galera, o Noispedala esteve em peso no 1° Sport Racing de Patos de Minas. Inclusive gravamos uma edição do TV Noispedala. Confira como foi o evento que surpreendeu a todos que participaram e foram lá assistir.
Assista aí e deixe o seu comentário.

Veja o recado dos organizadores Leandro e Cleidson:
Agradecemos a todos pela participação e colaboração no 1° Sport Racing de Patos de Minas, o evento teve como objetivo fazer com que Patos de Minas e região se interagissem ainda mais com o esporte.
Em um primeiro  momento achamos que a pista seria ideal para os iniciantes, uma chave fundamental para divulgar ainda mais o cross country e fazer com isso que o número de atletas aumentasse em nossa cidade, mas concluímos que foi um trajeto minucioso, onde foi exigido dos competidores muita força física e bastante resistência, pois a pista era um trajeto de 1300 metros com muitos obstáculos e curvas bem fechadas.
Agradecemos:  Sacolão Patense, Nova Panificadora Alvorada, Sombra, Bike Adventure, Patos Bike, Edvon Motos, Bicicletaria Radical, Deposito do Astério, Power Bike, Star lanches, Líder Bikes e Pecas, Restaurante do Rivalcino, Mundial Bike, Bernardes Materiais de Construção, Bike Show, Casa do Motoqueiro, Geraldinho Motos, Luiz XV Modas, Patos Bike, Sport Bike e principalmente a Prefeitura Municipal de Patos de Minas que através da divisão de Esportes, foram os maiores incentivadores do evento.
E aguardem a 2° Edção! Valeu galera!

1º Sport Bike Racing foi realizado em Patos de Minas

A prova no formato cross country foi realizada no último domingo (27) em Patos de Minas. Foi uma manhã de fortes emoções com cerca de 50 participantes das cidades de Patos de Minas, Carmo do Paranaíba, Rio Paranaíba, Guimarânia, Patrocínio e Uberaba.
Confira como ficaram as classificações em suas respectivas categorias:

Elite

  1. Sílvio Amorim
  2. Júnior Alves
  3. Emílio Ferreira
  4. Geison Rabelo
  5. Wiliam Ferraz
  6. Welington Marcos Moreno

Iniciante

  1. Fernando Fonseca
  2. Rafael Queiros
  3. Samuel Rocha
  4. Alvinho
  5. Joel Márcio
  6. Marco Túlio Gagame
  7. Paulo Henrique
  8. Leandro Antônio
  9. Mislei Geraldo
  10. Ana Paula

Mirim

  1. Kéverson Alves Keké
  2. Lucas Rocha
  3. Vitor Zapi
  4. João Victor Duracell
  5. Pedro Otávio
  6. Michael Amaral
  7. Antônio Augusto
  8. Vinícius Dias

Júnior

  1. Kéverson Alves
  2. Ricardo Silva
  3. Felipe Oliveira
  4. R. Eustáquio
  5. Ramom Henrique

Sub 23

  1. Douglas Cobadera
  2. Rafael Queiroz
  3. Alex Moreira
  4. Samuel Rocha

Master A

  1. Iata Anderson
  2. José Gonçalves
  3. Vicente Paulo
  4. Flávio André
  5. Weslei Pereira
  6. Vaninho Star
  7. Danilo Bernardes
  8. Denilson Lagoa

Sub 30

  1. Júnio Alves
  2. André Carlos Lereia
  3. Anderson Caixeta Colorido
  4. Leandro Augusto
  5. Fabiano Henrique
  6. Tiago
  7. Robson Marques
  8. Dênis Andrade

Confira as fotos do 1º Sport Bike Racing

[nggallery id=117]
[nggallery id=118]

Diário de Bordo: Trilha da Serrinha 26/06/10

26/06/10 – Por Euler Caixeiro Viajante
Mais um sábado com grande expectativa mais uma nova trilha com o Ronaldo Tora. Marcamos as 7h30 na Praça Bandeirantes. Mesmo com o frio apertando, apareceram onze animados bikers. Fabiano Spaço Bruno Fernandes, Alisson Kuririn, Euler Caixeiro Viajante, Sérgio Zago, Felipe, os Bombeiros Sirlânio e Joaquim, o guia Ronaldo Tora, Walner e sua namorada Raquel.

Um dos momentos mais inusitados da trilha
Um dos momentos mais inusitados da trilha

Desta vez foi uma trilha bem diversificada teve um pouco de tudo para todos os gostos, estradão, estradinhas, muitas trilhas, rodovia, serras, descidas e subidas.
Como disse o Bruno esta trilha está marcada com duas das melhores descidas da nossa região. São fortes e bem técnicas só conferindo para saber.
O Kuririn como sempre foi o nosso fotógrafo e registrou os melhores momentos com o seu celular.
O Tora não podia ver um lugar diferente que ia prometendo que as próximas seria naquele lugar. Sem contar que ele em um momento disse: “Eu sou doido demais né? E era só risada do pessoal foram umas das mais descontraídas e emocionantes trilhas que fizemos.
Chegamos e a galera foi direto para a Lagoa Grande tomar um caldo de cana no Laércio Engenheiro amigo do Luis Farol de Carreta.
É isso aí galera, você estão convidados para pedalar conosco ao sábados.

Confira as fotos de mais uma trilha bacana.

[nggallery id=119]

Diário de Bordo: Pedal Noturno Ribeirão Mataburrinho 24/06/10

Aí galera. O pedal noturno de quinta foi bem bacana. Com um ritmo de passeio, 12 companheiros participaram. Partimos às 19h11 da Star Bike. Lá nosso amigo Zé Gonçalves prestou os últimos socorros a alguns bikers e a partir daí, só pedal.
Logo na subida da Marabá, o pneu do Renato Amaral fura, fazendo que ele fique bem nervoso. Os mecânicos da Band Bike (Waguinho e Alex) estavam presentes, fazendo com que o pit stop fosse bem rápido.
Continuamos a subir até chegarmos ao estradão do Sumaré onde começa a parte chata da trilha. Seguimos no estradão até pegarmos a estradinha que dá acesso ao dólar e a matinha do ribeirão.
Paramos no mata-burro com corrente e informamos do risco. Na descida ia tudo bem até que o Marcelinho Alves perde o cateye e ainda compra aquele terreno. O cateye foi encontrado no sábado pelo Vinícius Diógenes que também comprou um terreno. Essa trilha realmente tem bastantes surpresas. Teve mais um tombo, só que agora não estou lembrando quem.
Ao chegar à estradinha de cascalho antes da ponte, o Walner depara com um gelzinho no chão. Quando ele pensa em chamar a atenção de quem jogou o lixo, ele percebe que o gelzinho estava cheio. Era o gelzinho que o Renato Lima perdeu há cinco dias na mesma trilha.
Passamos pelo ribeirão mataburrinho, depois pelo pequeno córrego e deu início às subidas. Teve gente que sofreu viu? Mas sem problemas, terminamos bem a trilha passando pelo pesque pague.
Chegamos tarde à Avenida JK. Já eram mais de 22 horas. Notaram que não falei o nome do nosso ídolo Gagame? Ele só queria saber de treinar, treinar e treinar pro Cross Country Sport Biker. Logo na trilha que apelidou ele, ele não foi.
Ahhhh, o Duracell voltou e sabem quantas vezes ele caiu? NENHUMA. Isso mesmo. O Duracell não caiu. Inacreditável.
É isso aí galera, semana que vem tem mais. E vamos bombar esse pedal noturno hein?

Patenses no VI Super Bike LM em Lagoa da Prata

No último domingo, foi realizado na cidade mineira Lagoa da Prata, o VI Super Bike LM. A competição foi no formato maratona e contou com cerca de 220 atletas divididos em 14 categorias. A organização ficou por da LM Bike, distribuidor de peças em Lagoa da Prata, tendo como responsável o Silas Vidal. Contou com o apoio de diversas empresas e também da Prefeitura Municipal e Câmara Municipal de Lagoa da Prata.

Alysson Kuririn, Júnio Alves, Robson, Vaninho, Sílvio Amorim e José Gonçalves
Alysson Kuririn, Júnio Alves, Robson, Vaninho, Sílvio Amorim e José Gonçalves

Foi um percurso muito elogiado pelos atletas, com muitos single-tracks, travessias de córregos e estradões passando pelo meio de canaviais. Foi 65 km para as categorias principais e 30 km o circuito reduzido.
A largada foi em um só pelotão após um deslocamento de quatro quilômetros. Os atletas andaram praticamente juntos até o início dos single-tracks, onde começaram as longas subidas e descidas técnicas que são marca registrada da região.
Sílvio Amorim (OCE, Power Bike, Medley Natação, Herbalife Espaço Saudável, Cia do Corpo, Sonobom Franquias) de Patos de Minas levou o troféu na categoria Sub 40. Ele foi o sexto a completar a prova no geral, confirmando assim a boa fase do atleta que vem colhendo excelentes resultados este ano. Ele é o segundo colocado na Copa Internacional Levorin de MTB na mesma categoria.
Júnio Alves (Cemil, Star Bike) que também vem conseguindo bons resultados, foi o quarto colocado na Elite. José Gonçalves (Star Bike, Proshock) foi o quarto colocado na categoria sub 35.
De Patos de minas, também participaram o Robson que foi o décimo quinto na sub 30, o Vaninho, 21º na Sub 35 e o Alysson Kuririn.
Sílvio Amorim venceu na sub 40
Sílvio Amorim venceu na sub 40

Júnio Alves foi o quarto na Elite Masculino
Júnio Alves foi o quarto na Elite Masculino

José Gonçalves foi o quarto na Sub 35
José Gonçalves foi o quarto na Sub 35

Diário de bordo: Trilhas do fim de semana 19 e 20 de junho

Na manhã de sábado, 10 bikers fizeram mais uma trilha guiada pelo Tora Racing. Bruno Fernandes, Euler Caixeiro Viajante, Herculano, Danilo, Tora, Robinho Dinossauro, Coca-Cola, Alisson Pó e Walner.

Descendo para a Mata do Ribeirão Mata burrinho
Descendo para a Mata do Ribeirão Mata burrinho

Saímos da Praça Bandeirantes sentido Baixadinha dos Gonçalves. Aí começaram os atalhos do Tora. Fomos até atravessarmos o estradão que liga a BR 365 à Zalagoas e aí começou a emoção pra valer. Destaque para a descida que fica logo após o Paraíso Camping Clube que tem um misto de descida técnica e aquele trecho que você pode soltar o freio. Sem contar a paisagem do local e a matinha que adentramos após a descida.
Por incrível que pareça, chegamos antes do meio dia em casa, apenas com o pneu do Coca-Cola furado e nenhum tombo.
No domingo também pedalamos. Fizemos a trilha do Arraial dos Afonsos guiados pelo Rantar. Bruno Fernandes, Renato Amaral, Renato Lima, Rantar, Doutor Kleber, Pedro Elias Cadu e Vanelton Sagra.
Tudo nos conformes até o Bruno começar a dar palpite. Como o pessoal andava meio parado, a intenção era cortar o morro do Arraial pela metade e voltar.
Galera no Viaduto da Pipoca
Galera no Viaduto da Pipoca

Resolvemos descer até o cemitério. Depois de 40 minutos subindo o morro, resolvemos is sentido Ribeirão Mata-burrinho. Aí foi emoção pra valer. Vários tombos. Primeiro foi o Pedro Elias no tradicional buraco de tatu, depois o Renato Amaral duas vezes e pra fechar o Renato Lima comprou um terreno com bastante cascalho.
No final da subida do dólar, encontramos os corretores de imóveis Vinícius Diógenes e Breno. Ao chegamos, encontramos com o Doutor Romes e o Paulo Trosso que estavam voltando de um treino de speed no Viaduto da Pipoca. Chegamos antes do meio dia também.
Também pela manhã de sábado, os bombeiros fizeram a trilha da Usina e relataram o seguinte:
Por Joaquim (Bombeiro)
Bombeiros unidos pelo pedal
Bombeiros unidos pelo pedal

Eram 07horas e 25minutos quando cheguei ao Posto Alpa(Camalle), e nem sinal dos companheiros de pedalada. O dia estava lindo, céu claro, mas fazia muito frio, talvez a manhã mais fria deste mês. O que deve ter intimidado os colegas bikers. Eram exatamente 07horas e 35minutos, como não havia aparecido ninguém  até o momento, desloquei com minha bike, sentido Viaduto da Pipoca, pela ciclovia da avenida Jk, momento em que passava pelo posto Sem Fronteira, entrada do bairro Planto, fui surpreendido por dois bikers, que estavam nos aguardando . São eles o Sirlânio e o Hely Braga, que também são bravos Soldados do Fogo. Eramos apenas três companheiros.
Seguimos pela Avenida JK, logo em seguida atravessamo-la e entramos na entrada das molas americanas. Fomos observando as casas e logo a frente vimos a esquerda  um campo de futebol, e uma bar ao lado e o Hely Braga disse-nos já temos um local para tomar aquela coca-cola quando retornarmos, concordamos por unanimidade. Resolvemos subir pela BR 365 e entrar depois do trevão.
Essas cavas já fizeram muitas vítimas
Essas cavas já fizeram muitas vítimas

Fomos seguindo pedalando um pouco mais forte como o intuito de esquentar o corpo. Quando notamos já estávamos chegando ao  Aragão. Logo após o Aragão resolvemos pegar um atalho, depois do mata-burro, era uma descida muito forte, que o nosso amigo Hely Braga, acabou comprando um pedaço daquele terreno, acredito que não foi uma boa compra, pois era pura cava, kkkkk….
Quando chegamos à usina, nossas bikes, já estavam todas impregnadas, de poeira e as marchas desreguladas. Foi o momento crucial para podermos dar aquela descansada e lubrificar e regular as marchas. Quando estávamos próximo do Aragão, resolvemos continuar por terra, passando pelo cafezal, pois a trilha estava muito emocionante.
Atravessamos em fim a rodovia 365, e fomos ao barzinho tomar aquela coca-cola geladíssima, para fechar a trilha.
É isso ai galera, compreendemos a ausência de todos, mais não vamos deixar que o frio nos desanime, pois nem o tempo pode contra nós. E no próximo final de semana tem mais, fiquem ligados no noispedala.

Confira as fotos destes pedais

[nggallery id=115]
[nggallery id=116]

Diário de Bordo: Trilha das Pedreiras voltando pelo Friends 17/06/10

17/06/2010, por Bruno Fernandes
Eram 18h58min quando cheguei à Nutry Suplementos e encontrei somente aqueles companheiros que faça chuva ou faça frio, eles estão lá. Afinal, acredito que foi uma das noites mais frias este ano. Saímos sentido Ponte antiga do Rio Paranaíba, quando no primeiro semáforo eu parei. Aí o Eduardo Grandão chegou e disse: “Pode ir galera, o Magela não veio hoje não.” Mesmo assim esperamos a galera reunir e continuamos.

E a chama do Pedal Noturno continua acesa...
E a chama do Pedal Noturno continua acesa...

Éramos 10 companheiros. Eu, Renato Amaral, Otávio, Gagame, Walner, Cadu, Marquim Caxão, Vinícius Diógenes, Joaquim Bombeiro e o Grandão.
Ao passar pela Avenida Brasil, notamos a ausência de gatos. Impressionante, a cada esquina havia um churrasquinho. Dessa maneira não há gato que fique vivo. Descemos para chegar à ponte congelando. A partir daí, começou o pedal forte. Todo mundo girando pra valer com a intenção de esquentar. O Otávio queria voltar sozinho, só que não deixamos. Mais na frente encontramos o Diógenes com a mesma idéia. E também fizemos a cabeça dele.
Depois da primeira subida forte, a galera reuniu-se e passamos a pedalar em um só pelotão. Passamos pela entrada da subida que chega à Matinha e fomos lá. É uma das subidas mais técnicas, e a galera subiu. Estamos cada dia mais fortes galera.
Paramos na Matinha e o pneu do Doutor Walner tava furado. Ele deu umas bombadas e seguimos. Ao chegarmos a uma encruzilhada, o momento mais hilário da trilha. Estávamos com dúvida do caminho, quando o Cadu disse. “Pra cá é a Secretária, ops, não é não, é o Dólar”. Com um detalhe galera, Dólar e Secretária ficam do outro lado da cidade. Foi uma risada só.
Momento da aula do Eduardo Grandão
Momento da aula do Eduardo Grandão

Continuamos a trilha, parando algumas vezes para o Walner encher o pneu, onde começou o Curso do Grandão. Na primeira aula aprendemos como regular marcha. Ou seja, quem não foi, perdeu essa nova atração do Pedal Noturno.
Qual será o assunto da próxima semana?
E o Gagame? Continua o mesmo, cantando as mesmas músicas que ninguém conhece. Só que a cada dia está mais Zelite. Ele está treinando pesado para o Cross Country do Leandro. Será dia 27 e a galera vai lá para torcer pra ele. Força Gagame.
É isso aí galera, a chama continua acesa. Está forte e não vamos deixar ela apagar. Mesmo com esse frio todo. Semana que vem tem mais.
Dez companheiros mantiveram a chama acesa. Valeu galera!
Dez companheiros mantiveram a chama acesa. Valeu galera!

Confira as fotos de mais um pedal noturno.

[nggallery id=114]

Cobertura TV Noispedala: CIMTB Levorin São Lourenço

Aí galera que acessa o Noispedala. Gravamos um programa especial durante a etapa de São Lourenço da Copa Internacional Levorin de MTB. Fique ligado em todos os detalhes e deixe seu recado. Sua participação é importante para sabermos se estamos no caminho certo.

Imagem e Edição: Renato Amaral
Reportagem: Bruno Fernandes
Fotos: Alysson Kuririn e Flávio André.

Encerrada a segunda etapa da Copa Internacional Levorin de MTB, que aconteceu nesse fim de semana (12 e 13 de junho) em São Lourenço, MG, alguns atletas já começam a despontar com grande favoritismo para ficar com o título da competição. Mas, na grande maioria das categorias, a briga promete ficar mesmo para a Grande Final, em Congonhas, nos dia s 22 e 23 de agosto.
A prova aconteceu no Parque da Ilha Antônio Dutra e contou com um circuito de 6.130 metros que exigiu muito dos competidores não só na parte técnica como principalmente na parte física. “É um circuito técnico, mas que exige muita força dos competidores. As subidas são muito fortes e forçam o atleta no máximo. Eu adoro a pista de São Lourenço”, comentou Rubens Donizete.
Ao todo, 650 atletas participaram da prova. Principalmente quem participou da primeira largada, às 7h55 da manhã teve um adversário extra além dos competidores: o frio. A temperatura na cidade chegou a 3º C faze ndo com que o desafio de completar a prova fosse ainda maior.
Na categoria sub-13, o paulista Ivan Gomes Ferrari conquistou a vitória mas quem comemorou mesmo foi Edilberto Aristo Júnior que ficou em segundo lugar e assumiu a liderança da competição. Agora, ele vai para Congonhas com vantagem em relação a Higor Silva Ferreira e Lucca Venditti, seus principais adversários na briga pelo título.
O mineiro Jhefferson de Paiva não deu a menor chance aos seus adversários e venceu na sub-15 com mais de quarenta segundos de vantagem sobre o segundo colocado, Bruno Luz. Com a vitória, ele ultrapassou Kéverson Alves e assumiu a liderança da cat egoria.
Entre os menores de dezessete anos, mais uma vitória dos paulistas. Nicolas Sessler, que já havia vencido em Araxá, conseguiu mais um primeiro posto e já abriu boa vantagem na disputa pelo título. Brunno Sampaio, que chegou na segunda posição e Breno Henrique, terceiro colocado, terão muito trabalho em Congonhas se quiserem tirar o título do ribeirãopretano.
Na Júnior, o gaúcho William Alexi aproveitou-se da ausência de Felipe Cocuzzi para conquistar a vitória e a liderança da competição. João Paulo da Silva, que ficou na terceira colocação nas duas etapas, é o vice-líder do campeonato.
Frederico Mariano, de Uberaba, fez uma prova sensacional na categoria sub-23 e embolou a disputa pelo título. Ele abriu mais de um minuto de vantagem sobre o favorito Sherman Paiva e agora os dois chegam em Congonhas disputando o título de igual para igual.
Sherman chegou a liderar boa parte da prova mas não agüentou a pressão do adversário e acabou terminando na segunda colocação. Destaque também para o campeão argentino Rodrigo Darnay que, em sua estreia na Copa Internacional, terminou na terceira colocação muito perto de Sherman.
Na categoria PNE, o atleta Jefferson Spimpolo venceu novamente e abriu boa vantagem na briga pelo título. Izaías Costa novamente foi o segundo colocado. Estreando em equipe nova, o atleta agora faz parte da equipe Levorin, Jefferson estava muito satisfeito com a vitória. “É bom estrear na equipe assim, com vitória. Com o novo projeto, tenho certeza que conseguirei resultados ainda melhores”, disse.
Elite Feminina e SuperElite Masculina
A presença das argentinas Noelia Rodriguez e Leila Luque na segunda etapa da Copa Internacional Levorin de MTB fez com que o campeonato ganhasse muito em emoção na categoria. Antes da prova, as principais atletas brasileiras fizeram muitos elog ios à organização da competição por viabilizar a presença estrangeira.
“Acho ótimo correr contra novas adversárias porque, no final, a gente acaba estagnando de correr sempre contra as mesmas rivais. A chegada delas motiva e aumenta ainda mais a emoção da competição”, comentou Érika Gramiscelli.
Roberta Stopa também elogiou a chegada das novas adversárias. “É ótimo para a nossa evolução contar com mais competidoras de alto nível. Faz com que a prova fique mais emocionante, mais disputada e aumenta a adrenalina”.
Terminada a prova, os resultados mostraram que os elogios das atletas brasileiras eram bem fundamentados. Noelia Rodriguez e Leila Luque andaram muito forte e fizeram uma belíssima prova, conquistando a dobradinha. Entre as brasileiras, o resultado fez com que a disputa pelo título ficasse totalmente em aberto.
Érika Gramiscelli, que terminou a prova na terceira colocação, assumiu a liderança do campeonato com apenas um ponto de vantagem sobre Julyana Machado, vice-líder e nove pontos a mais que Roberta Stoppa, terceira colocada. Agora, as três chegam à Congonhas com grandes chances de título.
Se entre as mulheres a disputa está acirradíssima, entre os homens Rubens Donizete aparece como o principal favorito ao título. Se vencer o campeonato, Rubens será o primeiro tricampeão da história da competição na categoria Superelite.
O mineiro venceu mais uma vez a prova, depois de um belo duelo com Thiago Aroeira nas primeiras voltas e poderia estar ainda mais folgado na liderança se não fosse uma espetacular recuperação de Ricardo Pscheidt, que depois de não ter conseguido uma boa largada, terminou na 3ª posição e assumiu a vice-liderança.
Patos de Minas
O patense melhor colocado foi Sílvio Amorim (OCE, Medley Natação, Cia do Corpo e Sonobom) na categoria Sub 40. Ele completou as quatro voltas na terceira posição, ficando com o segundo lugar na Copa.
José Gonçalves (Star Bike, Proshock, Liga Patense de Ciclismo) foi o 26º colocado e completou as quatro voltas em 01h23min49.
Júnio Alves Vieira (Cemil, Star Bike)  que participou da prova resfriado, foi o 16º na categoria superelite, que engloba os atletas profissionais. Ele está em 12º no geral na Copa.
Já na Copa Centauro, Flávio Durval (Acase) foi o 25º na cadete e Antônio Carlos Trindade (Acase) o 40º. Robson Marques de Sousa na mesma categoria teve problemas na última volta.
Na categoria Feminino Sub 40, Ana Paula Silva (Bike Show) ficou com a prata, completando as duas voltas em 01h e 49 segundos.
Outras categorias
Na categoria sub-30, muita disputa pela vitória que ficou com Gustavo Santos, de Lagoa da Prata. Ele travou uma grande disputa com os também mineiros Ricardo Xavier e Caio Paixão que, com a terceira colocação, assumiu a liderança da competição.
Depois da segunda colocação em Araxá, Marconi Ribeiro chegou em São Lourenço disposto a não deixar a vitória escapar mas, para isso, teve muito trabalho. Enoque Filho e Luiz Carlos Júnior também estavam muito fortes e deram muito trabalho para o brasiliense. No final, Marconi venceu mas o duelo com Luiz Carlos Junior pelo título em Congonhas promete.
O decacampeão brasileiro Márcio Ravelli mostrou que está se preparando muito para o Mundial Master, que acontece em Camboriú, e conquistou uma bela vitória na segunda etapa da Copa Internacional Levorin de MTB.
Ele venceu com pouco mais de doze segundos de vantagem sobre Amarildo Ferreira e com o resultado, assumiu a liderança da competição. Entretanto, a decisão ficará mesmo para Congonhas, uma vez que apenas o dois pontos o separam de Amarildo Ferreira e Silvio Amorim, segundo e terceiro colocados respectivamente.
Na sub-45, outro ex-campeão da Copa Internacional Levorin de MTB na categoria Elite conquistou a vitória. Abraão Azevedo não deu chances à Luiz Lotti Neto e Paulo Sérgio Freitas e venceu a prova com tranqüilidade. Como ele não participou da primeira etapa, irá competir em Congonhas vendo Luiz Lotti e Paulo Sérgio disputarem o título. Lotti é o líder, com treze pontos de vantagem.
Paulo Roberto Correa surpreendeu o favorito Edu Ramires na sub-50, conquistou a vitória e embolou a briga pelo título. Agora, Ramires é o líder mas apenas seis pontos o separam de Paulo Roberto. Mais uma categoria totalmente em aberto e que será decidida só na final.
Na sub-55, Dilermando Melo repetiu o resultado de Araxá e venceu novamente, abrindo uma vantagem confortável na liderança da competição. Adolfo de Oliveira foi o segundo colocado e Cláudio Americano, o terceiro. Na Over-55, tudo indefinido. Pacífico Delai conquistou a vitória em São Lourenço e é o novo líder da categoria. Mas Aílton José dos Santos e Jusmar da Silva.
Copa Centauro de Amadores
Tudo igual na Cadete. Tiago Medeiros e Julio da Silva terminaram na segunda e terceira posições, respectivamente, e saem empatados na liderança da categoria. Wanderson Lourenço, vencedor da prova, é o terceiro colocado. Na Expert, o grande vencedor foi Leandro dos Santos, seguido de Guilherme Gotardelo e Felipe Gonçalves. A liderança da categoria é de Thiago Caetano.
Entre as mulheres, a vencedora na over-40 foi Raquel Gontijo, que colocou mais de seis minutos de vantagem sobre Catia de Carvalho. Como não participou da primeira etapa, Raquel tem poucas chances de brigar pelo título. A líder é Marta Cantarino, que foi 3ª colocada em São Lourenço. Entre as mais novas, Jaqueline Débora venceu novamente e abriu boa vantagem sobre as suas adversárias Isabely Souza e Ludimila Lobo. A sub-40 teve como vencedora Márcia Blanes, mas a líder do campeonato é Edna Almeida.

Rubinho vence segunda etapa da CIMTB em São Lourenço

Em uma prova muito dura, Rubens Donizete e a argentina Noelia Rodriguez venceram a segunda etapa da Copa Internacional Levorin de MTB, que aconteceu em São Lourenço, MG, neste fim de semana (12 e 13 de junho).  A prova foi a primeira no país a contar pontos para Londres 2012 na categoria Mountain Bike.

Rubens Donizete vence segunda etapa da Copa Internacional Levorin de MTB e abre vantagem na luta pelo tricampeonato
Rubens Donizete vence segunda etapa da Copa Internacional Levorin de MTB e abre vantagem na luta pelo tricampeonato

Com a vitória, Rubinho alcançou 149 pontos na competição e agora vai para a última etapa como grande favorito à conquista do inédito tricampeonato – ele e Edivando Souza Cruz são os dois únicos bicampeões na categoria Elite.
Muito concentrado na prova, Rubens largou bem e terminou o Start Loop na primeira colocação. Depois da boa largada, ele travou uma disputa intensa com Tiago Aroeira nas quatro primeiras voltas até que, na quinta, conseguiu abrir uma vantagem confortável sobre o seu adversário e seguir com tranquilidade rumo à vitória.
“Eu adoro essa pista de São Lourenço. Ela exige força, tem subidas muito fortes, mas ela é também muito técnica e exige muito do competidor. A prova foi muito dura, mas consegui me manter entre os primeiros durante todo o tempo e estou feliz com mais essa vitória”, comentou.
Depois dele vieram Tiago Aroeira, Josemberg Nunes, Ricardo Pscheidt e Hugo Prado Neto. Campeão em 2005, a prova marcou ainda o retorno dos bons resultados de Tiago Aroeira na Copa Internacional Levorin de MTB. Depois que conquistou o título, o mineiro vinha ficando constantemente fora da briga pelas vitórias.
“Infelizmente este ano eu tive dengue na primeira etapa e não pude competir, mas estou fazendo um treinamento muito forte e estou muito bem preparado para voltar a  brigar pelos primeiros lugares”, destacou ele.
Elite Feminina
Dobradinha argentina no pódio da Elite Feminina Crédito: Marcelo Andrê - Y. Sports
Dobradinha argentina no pódio da Elite Feminina Crédito: Marcelo Andrê - Y. Sports

Entre as mulheres, domínio total da dupla argentina Noelia Rodriguez e Leila Luque. Desde o início da prova, Noelia imprimiu um ritmo de corrida muito forte e começou a abrir grande vantagem sobre as suas adversárias.
No final da segunda volta, a argentina já tinha mais de um minuto de vantagem sobre a segunda colocada, sua compatriota Leila Luque. A terceira colocada era a belorizontina Érika Gramiscelli.
Sem diminuir o ritmo em nenhum momento, Noelia continuou abrindo cada vez mais vantagem até conquistar a vitória, com quase três minutos de vantagem sobre a segunda colocada. “Na última volta estava com uma vantagem muito boa, mas tinha feito muita força e comecei a sentir câimbras. Diminui um pouco o ritmo, administrei a prova e consegui esse primeiro lugar que foi muito importante para mim”, disse ela.
Já pelo segundo lugar, a disputa entre Érika Gramiscelli e Leila Luque foi muito intensa e definida apenas no sprint final. As duas chegaram praticamente juntas na linha de chegada, mas a argentina acabou conquistando o segundo lugar.
“Fiz uma prova muito controlada. No começo eu caí e tive que vir buscando muitas posições e, depois que assumi o segundo lugar, diminuí um pouco o ritmo para ver como estava a Érika. Como ela não me passava, vi que não estava mais forte do que eu e mantive a prova sob controle”, explicou.
Como as argentinas não participaram da primeira etapa, realizada em Araxá, a briga pelo título no feminino ficou totalmente embolada. Érika é a atual líder da competição, dois pontos a frente de Jullyana Machado, segunda colocada e onze na frente de Roberta Stopa, terceira. Sendo assim, as três chegam com grandes chances de brigar pelo título, na Grande Final em Congonhas.
Notas sobre a etapa de São Lourenço
• A prova contou com 650 atletas inscritos, de três nacionalidades diferentes
• O frio que estava previsto para a etapa realmente castigou os atletas. Na primeira bateria, a temperatura chegou a 3º C
• O comissário Jason Howard, da União Ciclística Internacional, fez muitos elogios ao evento. “Não acredito que nem em uma etapa de Copa do Mundo esta organização tenha algo a aprender”, destacou.
Resultado da etapa de São Lourenço
Elite Masculina

1º – Rubens Donizete – 1:58.12
2º – Tiago Aroeira – 1:58.48
3º – Ricardo Pscheidt – 2:01.57
4º – Josemberg Nunes (Montoya) – 2:02.21
5º – Hugo Prado Neto – 2:02.56
Elite Feminina
1º – Noelia Rodriguez – 1:43.13
2º – Leila Luque – 1:46.43
3º – Érika Gramiscelli – 1:46.49
4º – Roberta Stopa – 1:50.07
5º – Jullyana Machado – 1:53.09

Passeio Ciclístico do Colégio Fonseca Rodrigues esquenta a manhã de sábado

Galera passando pela Rua José de Santana
Galera passando pela Rua José de Santana

No último sábado 12 de junho, o colégio Fonseca Rodrigues realizou um passeio ciclístico para sua comunidade escolar. Era uma manhã muito fria, mas mesmo com esta dificuldade, participaram mais de 100 ciclistas, dentre pais e alunos de todas as idades.
Tudo começou com uma reunião dos participantes em frente ao colégio. Às 08h15min aquela galera animada, que agitava para disfarçar o frio, saiu pelas ruas de Patos de minas. Teve até direito a uma volta na orla da Lagoa Grande. Foram diversas ruas, passando pela Rua Major Gote e terminando o passeio no Parque Municipal do Mocambo.
Foram aproximadamente 7 km de muita diversão e no final uma grande mesa de frutas montada no Parque do Mocambo repôs as energias perdidas durante o passeio.
Para fechar com chave de ouro, os presentes puderam acompanhar apresentações artísticas, tornando aquela fria manhã de sábado muito agradável.
O Noispedla parabeniza a iniciativa do Colégio Fonseca Rodrigues, por não só incentivar, como investir para que seus alunos cresçam sempre praticando atividades físicas.

Confira as fotos:

[nggallery id=111]