Diário de Bordo: Trilha da Matinha, Viveiro IEF e Dólar 27/05/10

27/05/2010, por Renato Amaral.
O pedal noturno passa por cima de tudo mesmo: que Fenamilho que nada! A galera quer é pedalar! Éramos 14 bikers: Eu, Banhão, Cadu, Celinho (Band Bike), Euler e Pedro, Gagame, Kleber, Luís Farol de Carreta e Duracell, Markin Kxão, Rantar, Sérgio Zaggo e Walner (que nos alcançou quase chegando à matinha). Eu fui o fotógrafo da vez, o Euler foi o guia e o Cadu o fecha-trilha.

Celinho Band Bike, o retorno
Celinho Band Bike, o retorno

Saímos do Posto São Cristóvão logo depois das 19h e pedalamos em direção à matinha.
O clima estava bem agradável e a turma como sempre, animada. Na entrada da matinha notamos que o Gagame não estava entre a galera. Logo ele liga pro Luís Farol de Carreta que tinha atalhado e estava esperando na “Surrascaria” Gaúcha. De lá seguimos pelo Planalto para entrar pelas Molas Americanas, de onde pedalamos até o anel viário.
No mata-burros antes de chegar ao anel viário o Gagame armou seu tradicional susto nos bikers: escondeu-se dentro do mata-burros e quando o Luís Farol de carreta vinha passando o Gagame levantou-se e quase matou o homem de susto.
Assustou hein Luis Farol de Carreta? Valeu Gagame!
Assustou hein Luis Farol de Carreta? Valeu Gagame!

Era noite de lua cheia e estava tão clara que dava pra ler a quilometragem no cateye. Apreciando a lua cheia de faróis apagados, dali mesmo a galera decidiu que a melhor opção pra prosseguirmos era a subida do dólar e lá fomos nós! Alguns retornaram pela Escola Agrícola: Rantar, Kleber, Luís Farol de Carreta com o Duracell, que levou também o Pedro pra deixar em casa. O Euler não teria desculpa no dólar… e não precisou. Subiu pra caramba. O Sérgio Zaggo também vem pedalando cada dia mais forte. A galera mandou muito bem na subida do dólar e eu, pela primeira vez conseguir vencer aquela ladeira. Dali até o trevo do Posto Cometa a galera fez ritmo de maratona e depois de tomar um banho de poeira de um caminhão chegamos (imundos) ao trevo.
Não parou por aí. Pra completar o tour decidimos descer o cenourinha. O Gagame não quis nos acompanhar alegando que tinha marcado de encontrar as gatinhas na Fenamilho. O Banhão seguiu com ele pela Marabá. A descida do cenourinha foi bacana e dessa vez nenhuma cascavel.
Ué Bocão, essa camisa da Lana Mayrink veio com defeito ou aconteceu algum acidente?
Ué Bocão, essa camisa da Lana Mayrink veio com defeito ou aconteceu algum acidente?

Pra comemorar que eu tinha subido o dólar pela primeira vez Eu resolvi comprar um lote (também pela primeira vez) no ponto mais valorizado da cidade: bem na praça champagnat. O freio da frente foi o inimigo. Voei por cima da bike e depois ela voou em cima de mim. Quando eu já estava no chão, duas garotas que assistiram de camarote falaram: cuidado moço! Pensei: agora não adianta ter cuidado. Saí ileso. Cuidado eu tive por estar usando os equipamentos adequados: luvas, manga comprida e capacete. Aliás, o capacete evitou que o acidente fosse grave porque o quadro deu uma pancada forte nele.
E quem me zoar pelo tombo, no próximo diário de bordo eu falo mal!

Conrira as fotos desta aventura!

[nggallery id=103]

7 comentários sobre “Diário de Bordo: Trilha da Matinha, Viveiro IEF e Dólar 27/05/10”

  1. A naaaaaaão Renato!!!!
    Dps de ter passado pela matinha,subir o dolar e descer o cenourinha…. vc foi logo cai na praça champagnat, bem no centro da cidade; onde sempre tah cheio d gente… ai naaaaaaão Renato.
    *ah!…. e vai ser dificil falar mal d mim; viu… daki em diante fikarei esperto nessses pedais… tah?

  2. Pedal show de bola!!!
    Renato q mico ei cai logo no centro como disse o kuririm deve q tava cheio de gente la…ta certo um dia todos ainda vao cai.Acontece…So espero nao cair no centro.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  3. Trilhinha show. To achando que não da pra marcar trilhas pequenas mais, quando é marcado uma trilha como a de ontem a maioria sempre quer mais. Estão andando muito em galera.
    Renato nunca vi um tombo estranho como o seu assisti de camarote, não deu pra entender o que aconteceu.
    Que foi engraçado foi.kkkkkkkkkkkkkkkk

  4. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    nao acredito… como que vc conseguiu???? auhauhauhu pena que na M.Gote eu desci na frente… imagina so o tanto que essas meninas nao riram dele depois que viram que ele nao machucou mesmo.. auahua
    ou.. e achar que ninguem ia rir foi d++++ ate agora vc ja tem que falar mal de 5 rs..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.