Artigos

Dor nas costas e as pedaladas

Dor nas costas e as pedaladas
Dor nas costas e as pedaladas

Infelizmente é com certa frequencia que eu escuto alguns ciclistas relatarem sobre dores nas costas. Saiba que é de extrema importância diagnosticar os motivos que estão causando esta situação, pois pode ser eliminado com um simples ajuste na bicicleta, técnica da pedalada ou até medidas mais criteriosas caso seja uma hérnia de disco. Abaixo listo algumas características:

Diagnóstico

  • O profissional (médico) tem que fazer colher informações sobre o seu histórico clinico, rotinas diárias e seus treinamentos. A partir disso, ele então irá fazer perguntas específicas sobre sua dor:
  • À freqüência e intensidade da dor,
  • À localização (se fica restrita às costas ou se espalha para o ombro, braços, tórax, nádegas ou pernas?),
  • À época de aparecimento,
  • Ao fator desencadeante (movimento brusco, carregamento de peso, etc),
  • Aos fatores de melhora ou piora,
  • À influência do repouso no desaparecimento ou não da dor,
  • Aos sintomas associados (sensibilidade, perda de controle das fezes ou urina, etc).

Além disso, se ele julgar importante, fará um exame físico completo para verificará a existência de outros fatores que se possam causar dor nas costas.
Através de uma avaliação mais detalhada o médico irá procurar diferenças entre seus lados direito e esquerdo (assimetria), espasmos musculares, curvatura anormal (lordose,escoliose, cifose, etc), limitação dos movimentos, falta de flexibilidade, áreas de formigamento ou de maior ou menor sensibilidade.
Alguns dos exames que eventualmente servirão de ferramentas para a análise são: Radiografias da coluna, tomografia computadorizada (TC) ou até Imagem de Ressonância Magnética (IRM), se o diagnóstico inicial não estiver claro.
Caso os sintomas persistirem ou o estado do paciente regrida depois de várias semanas de tratamento, pode ser o caso de uma intervenção cirurgica. O médico também pode recomendar uma eletromiografia, um exame que analisa os músculos e a função dos nervos e identificar locais de compressão ou irritação nervosa.
Prevenção
Em grande parte dos casos não é possível prevenir a hérnia de disco. Porém, se você sofreu de uma hérnia de disco no passado, você pode diminuir suas chances dela voltar a incomoda-lo tendo os seguintes cuidados:

  • Evitando atividades que necessitem levantar cargas muito pesadas ou flexionar e extender a coluna repetitivamente,
  • Praticando boa postura,
  • Mantendo um peso corporal saudável,
  • Seguindo um programa de exercícios físicos de maneira regular, adequado, individualizado, melhorarando a força muscular de suas costas e abdome e a flexibilidade.

Sempre que tiver alguma dor nas costas procure um ortopedista (especializado em coluna) ou neurocirurgião imediatamente para que você continue pedalando e treinando para o esporte e para a saúde.
Por Prof. Ms Helio Souza
Ele é formado em esporte pela Universidade de São Paulo (USP), mestre em Ciências pelo Instituto de Ciências Biomédicas (USP), preparador físico de atletas profissionais e amadores do ciclismo de estrada e do Mountain Bike.

Previous ArticleNext Article

2 Comments

  1. Durante varias viagens que realizei na minha atividade de cicloturismo, começei a sentir estas dores, principalmente na parte da tarde, deóis de umas 4 ou 5 horas de pedaladas. Para diminuir as dores instalei um Bar-end no guidon da bike, que me permitisse pedalar em alguns trechos com a coluna maios erguida. O Problema que para segurar no bar end eu tinha que forçar as mãos e ai elas é que acabavam doendo e me incomodando tambem. Para resolver isto, estou adaptando um Guidon “suplementar” , de encaixe, para quando eu começar a sentir as dores nas costas, de forma que possa pedalar com a coluna mais ereta, sem ter que trocar o guidon original da bike que é muito bom para trechos de subidas. Vi um dispositivo destes numa bike importada. de um cicloturista que passou por BH no ano passado. Na minha proxima viagem já quero usar o equyipamento, se der tudo certo repasso minhas opini~]oes para voces.
    João Batista
    Belo Horizonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *