Conecte conosco

Oi, o que você está procurando?

Diários de bordo

Diário de Bordo: Trilha do Aragão, "o perde-perde"

23/12/2010 – Por Walder Martins
Trilha do perde, perde.
A quinta feira já começou daquele jeito, chovendo. Tudo indicava que São Pedro não colaboraria com o nosso pedal noturno. Tudo indicava, mas não foi o que aconteceu. Já eram 18h23 quando fiz a pergunta rotineira para nosso companheiro Bruno Fernandes ‘’-Fala Brunão, vai pedalar hoje?’’, a resposta veio meio evasiva, alegando que tinha que acertar detalhes da nossa viagem à Curvelo e de fato, não poderia comparecer ao pedal. Não foi o que aconteceu.

O perde-perde

O perde-perde


Cheguei ao nosso ponto de encontro, a Nutry Suplementos e já eram 18h50. Apenas o Olemar do Santiago da Compostela estava lá. Já pensei comigo “não vai vir ninguém”. Segundos depois da minha onda de pessimismo, eis que aparece o Pedro Elias Pneus União. Começamos a resenha, em seguida chega nosso amigo Renato e seu fiel escudeiro Bruno (Ou seria o contrário? Ah, tanto faz), e o Walner. Até parece um clichê ‘’Aos 47 do segundo tempo o Rodrigo Liderança chegou’’, e sem lanterna.
A galera reunida, vamos pedalar, mas antes um fato inusitado. Um guarda-roupa vestido de gente resolve dar uma ré estilo Carlos Cunha (http://www.youtube.com/watch?v=s2Mnoed7fq0&feature=fvw). Um motorista assustado com a investida do Fiat Palio Fire Flex aperta a buzina com medo de levar uma carimbada no seu possante. Algum segundo depois vem à indagação “Você ficou com medo de eu te bater? Que isso, eu estou acostumado é dirigir caminhão carregado fora da estrada”. O Pedro em tom irônico, solta a bomba “hummmmm brutão”, o pior de tudo foi segurar o riso.
Saímos em direção a já batida trilha do Aragão, e logo na primeira bacada da primeira descida, quase fico sem minha lanterna, já era um aviso do que estava por vim. O Renato arrumou umas goiabas não sei aonde e resolveu repartir com a galera. O Pedro depois de um lanche leve em casa (1 litro de iogurte patinho e meia lata de neston) e não afinou de jeito nenhum.
Ficou resolvido que subiríamos o morro de grama e cascalho para chegarmos ao Rivalcino. E claro né, todo desafio rola uma competição e nessa competição eu perdi. Perdi meu cateye. Chegando ao Rivalcino, de cara fomos procurar o Luís Farol de Carreta, pois estava rolando uma gambiarra das grandes por lá. Mas dessa vez ele terceirizou o serviço. Ainda parados, a galera começou um review de termos e gírias do MTB e de fato o Single track foi o mais comentado. (@fabianospaço)
Começamos a pedalar e nos preparar para a descida, pula cerca vai cerca e cadê o caminho? Estava todo tampado por um milharal. Trocamos de assunto e fomos conversar das redes sociais, onde o Bruno citou uma twittada do fake do Clebér Machado: Qual a sua opinião sobre Airton Senna? “Esse assunto pra mim está morto e enterrado”. Enterrado mesmo quase ficou o Óculos do Dr.Walner, foi só falar que quem se encontra os óculos ganharia uma lavagem com direito a um polimento cristalizado na Power Bike. O dito cujo apareceu, e quem achou? O Próprio Doutor, que sacanagem hein.
Nessa altura do campeonato o Renato já tinha enchido pneu umas 20 vezes. Começamos a descer, o Bruno caiu, mas ninguém viu e antes que eu me esqueça, o Dr. Walner comprou um terreno ainda na BR. Chegamos às Molas Americanas onde o Pedro Elias manda apressar o passo porque mesmo depois do lanchinho de patinho e neston, das goiabas e ainda uma dúzia de barras de cereais, estava morto de fome.

6 Comentários

6 Comments

  1. Hebinho

    14 de janeiro de 2011 em 13:19

    Pedro, leva pra mim umas 30 barrinhas de cereal pra cicloviagem! Grato!

  2. Walner

    14 de janeiro de 2011 em 19:36

    O dificil foi fugir da galera que estava no meio do pasto procurando os óculos p ganhar a lavacao, quase me agrediram quando eu encontrei o prêmio. Mas valeu a ajuda..

  3. Renato Amaral

    14 de janeiro de 2011 em 20:04

    Alguém tem uma caneta aí? rs…

    • Bruno Fernandes

      14 de janeiro de 2011 em 21:08

      Como é a história da caneta? Juro que esqueci.

  4. walder

    14 de janeiro de 2011 em 20:28

    hahahahahaha ,esse renato .

  5. walder

    15 de janeiro de 2011 em 08:18

    A história da caneta ? Foi a hora que o renato comseguiu subir o morro de grama pedalando .

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Competições

Aconteceu neste sábado o 4º ENDURO CEMIL, pela primeira vez o enduro aconteceu em um sábado à tarde, como o sol estava fervendo, alguns...

Artigos

A Bicicleta pedaço a pedaço. Entenda melhor o que cada componente faz e monte uma super bike. Se não quiser montar, você saberá escolher...

Blog

Depois da etapa de São Paulo, do Festival Bike Brasil, é hora de voltar para Minas Gerais. A etapa que fecha a temporada da...

Blog

As apostas esportivas são uma das modalidades de jogos online mais procuradas ultimamente. Isso porque elas oferecem diversão e entretenimento enquanto você aproveita os...

Copyright © 2021 Noispedala