Diários de bordo

Diário de Bordo: Pedal Noturno na Trilha das Pedreiras

17/02/11 – Por Bruno Fernandes

Mais um pedal noturno
Mais um pedal noturno

Eram 18h52 quando cheguei ao ponto de encontro do dia, a Band Bike. Desta vez o Celinho que sempre nos prestigia, nos deixou na mão. O cara está lá em Caldas Novas curtindo e a gente aqui pedalando.
Estava tudo certo para sairmos às 19h. Quando o Doutor Kleber liga dizendo que vai atrasar um pouco. Ele não atrasou quase nada, apenas 5 minutos. Quem atrasou de verdade foi o mais caxias da turma, que inclusive ficou indignado de não termos deixado ele para trás. Foi o meu padrinho Gleidson e seu fiel afilhado novo Geomar.
Então às 19h10 saímos sentido Ponte em arco do Rio Paranaíba, passando pelo tradicional down hill da Vila Operária. Era dia ainda quando chegamos ao primeiro morro pesado. O João Young Flu Pivodrip afinou e já encomendou mais 10 dias de atestado. Que pena em Sérgio? O Doutor Kleber que o acompanhava, fez um trabalho psicológico com ele, mas não adiantou. Ele resolveu voltar. Com esta baixa, ficamos apenas com 16 companheiros.
Como o Banhão não foi (está recuperando do último tombo), minha câmera ficou na Power Bike, tivemos que improvisar com o celular do Iuri. Perdemos um belo por do sol, que por sinal deve ser o último da temporada, pois domingo finaliza o horário de verão.
E a disputa de faróis? A briga ficou entre o Weber Braz Eletrodiesel e Doutor Kleber. O Luis Farol de Carreta deixou a bike no hospital durante a semana e esqueceu-se de colocar a bateria para carregar e teve inclusive de ser socorrido pelo Sérgio Zaggo, que estava com quatro lanternas. Isso mesmo, quatro lanternas. Desta vez o Luis Farol de Lambreta Foi mais prudente nos mata-burros.
Temos que registrar também o retorno do Sargento Luis (Papai Noel Super Mario) que nos abrilhantou com sua alegria.
Depois de várias semanas com a galera torcendo o cabo da bike, este foi um pedal mais tranquilo, com muitas paradas, tendo então uma resenha de elite bem criativa. O assunto que predominava era a Cachoeira do Buracão, que resolvemos fazer a trilha novamente este sábado. Fiquei sabendo que até meu companheiro Heber Contador irá nos prestigiar. É verdade?
Depois então de muitas subidas, chegou o momento aguardado das descidas. Tudo sem alterações. Somente nas encruzilhadas, que haviam muitas macumbas. Inclusive no trevo do fim do asfalto, onde um preguiçoso fez lá mesmo.
Eram 21h50 quando chegamos à cidade, e uma parte da galera foi ainda tomar uma água de coco na Lagoa Grande.
É isso aí galera! Sábado tem Trilha da Cachoeira do Buracão, domingo primeira etapa do Campeonato Patense de Ciclismo. E claro, domingo dia 27 de fevereiro inicia a Copa Cemil de Enduro 2011 com a maior competição desta modalidade no Brasil, o enduro do 15º BPM. Está preparado?
E você? Já encomendou sua camisa do Noispedala? Já são 51 camisas vendidas.
PLANTÃO DO NOISPEDALA:
Iuri Scoton acaba de me dizer no MSN que o Doutor Kleber sofreu pra subir o “morro” da Major Gote em frente ao Banco do Brasil. Vamos treinador Doutor, e deixar o Roundup pra trás. Rs.

Previous ArticleNext Article

9 Comments

  1. ei luiz ae perdeu a pose do farol em rsrsrsr lambreta essa e boa de mais que pena acho que nao do conta de ir no buracao mais vou fazer esforco pra ir
    la e otimo top de mais o lugar valeu
    eita essa macumbaiada nunca acaba pru lado de lá valeu tudo de bom ……fique na paz

  2. Estamos organizando a lista dos bikers da Cachoeira dos Borges (Buracão tá fora de moda, é até pejorativo). Quem for, por favor ligue pro Bruno ou pra mim, 8849-0890. Estamos pensando em mandar alguém levar um marmitex pra cada um, e água geladinha pra volta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *