Diários de bordo

Diário de Bordo: Pedal Noturno Matinha e Dólar

O que esperar de um pedal noturno que está chovendo na hora de sair? Bom. Vai dar poucas pessoas, o guia (Magela) vai faltar, O Gagame (como sempre) via está lá, a água que cai vai dar mal contato no Duracell rendendo vários tombos  e principalmente não vai faltar emoção.

Galera preparada para sair para um pedal noturno cheio de aventuras
Galera preparada para sair para um pedal noturno cheio de aventuras

Este começou um pouco diferente para mim (Bruno Fernandes). Eu não estava nem um pouco animado, pois chovia bastante. Estavam aqui na minha casa o Renato Amaral, o Léo e o Rantar (Roundup). Eles queriam ir, eu não. Quando a chuva deu uma trégua de alguns segundos eu animei e fomos todos, mesmo ajeitando os últimos detalhes no Posto Alpa ainda.
Saímos sentido CICA. Paramos, fizemos a foto oficial. Éramos 14 bikers. Gagame, Edinho, Otávio (Novatis), Doutor Valner, Raquel (digníssima namorada do Doutor), Renato Amaral, Léo, Rantar, Marquinho Kxão, Duracell, Luís Farol de Carreta, Cadu, Alisson Pó e Eu. Não foi necessário ter fecha trilha, pois a galera andou bem unida e o Chilon da vez foi o Alisson Pó. E o guia foi o Gagame.
Duracell DaMatta, o Pipoqueiro
Duracell DaMatta, o Pipoqueiro

Depois da matinha, fomos sentido Lagoa do Enduro do Batalhão, mas ela tava toda alagada e cobriu as trilhas e não conhecíamos bem o lugar e a noite estava complicado procurar outra trilha. Voltamos, entramos no Planalto e saímos nas Molas Americanas. O Gagame que parecia uma vitrola queria ir embora com medo do pai dele deixar ele para trás no fim de semana. Só que ele esqueceu que ele era o guia. Aí ele resolveu ir conosco.
Fomos sentido viveiro do IEF e ao chegar à rodovia, ficamos sem guia. Então resolvemos subir o Dólar. Os corajosos eram nove, pois o dólar não é brinquedo. E a galera não desafinou. Depois foi só girar pra valer no retorno pelo estradão do Sumaré.
A partir da próxima semana vamos instalar um caderninho na bike do Duracell para facilitar a contabilidade dos tombos. Não faço nem idéias de quantas foram. Só sei que em um desses, ele levou o pai dele junto e ambos entraram de sócio em um terreno. A Raquel também caiu duas vezes. Uma no fim da matinha e uma na subida do dólar. O Otávio Novatis também caiu, mas não afinou hora nenhuma.
É isso aí galera. Semana que vem tem mais. Forte abraço e boas pedaladas a todos.
Confira as fotos de mais esse pedal noturno.
[nggallery id=81]

Previous ArticleNext Article

8 Comments

  1. Até q enfim heim Duracell!!!
    Seu pai teve coragem d tirar o escorpião do bolso…(rsrs…) e te presenteou com um lindo conjunto da DaMatta; agora sim tah parecendo um verdadeiro ciclista.

  2. Esse pedal foi show… pena que o guia Gagame afinou. O que houve, Gagame? Tava com medo de ficar sem perna pra acompanhar seu pai no pedal na sexta?

    1. Tenho certeza que é verdade. Agora se o Gagame cantar menos, ele vai pedalar mais. Gagame, quando seu pai vai vir pedalar conosco?

  3. kkkkkkk… boa teoria Renato.. acho que o Gagame tava c/ medo da subidinha. Aquela história de barulho na bike… era só barulho dele. kkkkk
    Aproveito p/ dar os parabéns ao bruno…. autor dos melhores diários de bordo do noispedala, aos novatos e aos guerreiros que faça chuva ou faça lua kkkk estão firmes toda quinta.
    []`s

  4. OU tá foda aquela maquina, tá igual o gagame na trilha de quinta:fraquinho, fraquinho…..
    Brincadeira, o menino é bom, é das elite!!!!
    Mas valeu pelo passeio , e pela subida do dolar…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.