Diários de bordo

Diário de Bordo: Luciano Renato e Murilo na Trilha Descidas do Messias

Quem batiza a trilha é o Murilo, homenageando o avô que vive em uma fazenda que fica logo ali, atrás de uma das montanhas por onde passamos.

Cachoeira na Trilha Descida do Messias
Cachoeira na Trilha Descida do Messias

O idealizador da trilha ainda nos contou grandes histórias do senhor Messias que tem 83 anos de muita VIDA (com letra maiúscula).
Partimos de Serra do Salitre para uma trilha inédita, traçada via GPS pelo Luciano. Antes disso, o bandeirante Murilo já havia percorrido a pé parte do percurso.
A primeira referência a Serra do Salitre vem de outro bandeirante, Lourenço Castanho Taques, em 1675. Mais de três séculos depois fomos explorar o território por ele bem dantes descrito.
O percurso incluiu visita a três cachoeiras:  Xexéu, Ivo  e Peta. Pra não constipar, como aconselha os mais antigos, a primeira cachoeira vimos de longe, a segunda vimos de perto e a terceira vimos de dentro. Assim não tem perigo.
Seguindo o roteiro GPS do Luciano fizemos um pedal espetacular com descidas sem fim. Ou melhor, eram findas no distrito de Catiara. Lá paramos numa tradicional “venda” que o Murilo chama de “Saloon do Velho Oeste”. Tinha fumo de rolo, aguardente , salame, salgadinho Xebec, corda, vassoura, extrato de tomate… só não tinha água mineral. Pode ser do filtro de barro mesmo.
Abastecidos, seguimos a diante. Como as descidas acabaram o jeito foi subir a serra da Catiara até Serra do Salitre. Tinha tudo para ser sofrido, mas o tempo agradável do cair da noite e a lua cheia contribuíram ainda mais para o sucesso do novo percurso para amantes do MTB.

Confira o vídeo editado pelo Luciano

Vejam o percurso e as fotos desta aventura

Previous ArticleNext Article

12 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.