Confira 5 coisas importantes antes de comprar uma bike usada

O uso diário de bicicletas já é algo bem comum na vida de muitos brasileiros, em pedaladas nos mais diversos locais do país, do Oiapoque ao Chuí. Há quem faça uso da bike para ir ao trabalho pela manhã, passear no parque aos finais de semana, se exercitar com média intensidade, e até competir em corridas de maior exigência atlética.

Em metrópoles cada vez mais caóticas devido a engarrafamentos, poluição e pressa de seus habitantes, o uso da bicicleta pode ser uma boa estratégia para lidar com esses problemas de maneira mais eficiente e menos estressante.

Em Buenos Aires, capital da Argentina, programas de distribuição e empréstimo de bikes ajudaram a aumentar a extensão de ciclovias e incentivaram uma alternativa “mais verde” na cidade portenha. O fato colocou Buenos Aires no “Ranking Copenhagenize 2015” — eleição que aponta os lugares no mundo mais hospitaleiros e preparadosquando o assunto é a magrela de duas rodas.

Em levantamento da ONG Transporte Ativo e o laboratório de mobilidade da UFRJ, realizado em dez grandes cidades brasileiras em 2015, 45% dos entrevistados para a pesquisa eram novos ciclistas. Os motivos para a medida eram os mais variados, desde economia de combustível do veículo até o gosto pela bike.

Para quem deseja fazer um novo investimento na vida além do Código de bónus Netbet e começar a pedalar, mas não quer gastar muito e prefere apostar em uma bike usada, é preciso prestar atenção em algumas coisinhas antes de adquirir o novo meio de transporte; confira:

A ORIGEM DA BIKE

Antes de tudo é preciso saber a procedência da magrela, já que ninguém deseja comprá-la sem um breve histórico. É recomendável saber quais pessoas já foram donas e conhecer o hábito delas com o transporte. Assim, dependendo das respostas, a compra pode ser mais tranquila, sem tanto medo por parte do investidor.

AS PASTILHAS DE FREIO

“Algo que acelera em algum momento vai precisar parar”. Com base nessa premissa, é preciso prestar atenção nas “borrachinhas” do freio da bike. Se elas estiverem muito gastas, é preciso pedir ao vendedor que faça uma troca ou venda a magrela por um valor mais barato.

VERIFIQUE AS SUSPENSÕES

Uma das coisas mais importantes na hora de adquirir uma bicicleta é verificar as suspensões. Para isso, além de uma análise visual e conversa com o proprietário sobre eventuais ajustes, é recomendado ao comprador dar uma volta para sentir a absorção dos impactos pela bike.

MATERIAL DO QUADRO

Os quadros das bicicletas também se desgastam com o passar do tempo, assim como todos os materiais dela. É preciso, portanto, analisar possíveis corrosões no alumínio, o estado da solda, e até pedir para o vendedor tirar adesivos, caso existam; alguns deles são colocados propositalmente para esconder imperfeições.

PREÇO DE UMA NOVA

Depois que todas as conferências anteriores forem feitas, é importante saber o preço de uma bike nova de mesmo modelo nas lojas, com isso é possível analisar com maior assertividade se vale a pena adquirir a usada ou se é mais inteligente investir em uma zero quilômetro.

50 dicas para você virar um biker expert – Parte 5

50 dicas para você virar um biker expert – Parte 5
50 dicas para você virar um biker expert – Parte 5

41. Existem alimentos que podem turbinar a sua performance de atleta. Eles contém uma grande quantidade e variedade de nutrientes. Dentre eles destacamos o alho, gengibre, oleaginosas, abacate, banana, cacau, quinoa, chia, batata-doce, beterraba, coco, frutas vermelhas, ovos, brócolis e salmão.
42. Também existem alimentos que devem ser consumidos em pequenas quantidade ou evitados, se queremos uma boa performance. Bebidas alcoólicas, refrigerantes, bolachas recheadas e salgados processados, comidas pré-cozidas e molhos que possuem grande quantidade de gorduras e açucaras.
43. Manter a concentração. Quando temos pela frente um obstáculo técnico, olhe para frente a mantenha-se concentrado. Visualize todo o trecho e quando você ver com clareza onde termina, foque no domínio da bike e oriente a sua roda para uma rota menos complicada. Você pode alternar olhares para o próximo ponto e a roda dianteira.
44. Escolha um pneu de qualidade. Um bom pneu proporciona qualidade na tração, curvas e frenagens em sua bike. Para fazer curvas com maior facilidade, prefira pneus com cravos laterais maiores e em maior quantidade. Já os cravos centrais são responsáveis pela tração e frenagem.
45. Escolha o pneu de acordo com o tipo de terreno. Para terreno barroso, prefira cravos maiores e mais espaçados, pois acumula menos barro nos pneus. Em um terreno seco, prefira pneus mais largos e cravos mais próximos, que proporciona maior desempenho e tração.
46. Aplicativos podem auxiliar a medir seu desempenho. Seu smartphone pode servir como um verdadeiro GPS em seu treino ou passeio. Listamos alguns aplicativos como o Strava, Runkeeper, Endomondo e MapMyRide. Eles ainda podem fazer você acumular milhas aéreas com o programa Mova Mais.
47. Utilize roupas apropriadas. É muito importante que você utilize produtos específicos para pedalar. Bermuda, capacete e luva são essenciais. Os produtos trarão para você o conforto e segurança necessários para um bom passeio ou treino.
48. Vontade. Vários motivos levam uma pessoa para pedalar, como perder peso, interação com outras pessoas, praticar esporte, de baixo impacto, dentre outros. Mas, seja qual for o objetivo, a vontade é fundamental. Metas ajudarão você a manter o desejo de pedalar sempre vivo.
49. Cuidado com trânsito. Mantenha distância de portas de carros parados. Muitos motoristas não olham para o retrovisor ou você pode estar em um ponto cego. Sempre que possível, utilize a faixa seguinte.
50. Não passe o sinal vermelho com a sua bike. Você pode ser atingido por um veículo em alta velocidade.

Iata Anderson, um campeão no ciclismo precisa de sua ajuda. Saiba como ajudar

O ciclista Iata Anderson precisa de sua ajuda
O ciclista Iata Anderson precisa de sua ajuda

Iata Anderson se dedica ao esporte há mais de 15 anos e nesse tempo coleciona vários títulos de campeão, como é o caso da Copa Internacional de MTB, Copa Patos Enduro MTB, Jimi MTB, dentre outras competições. Ele também já foi destaque no Mineiro de Judô. 
Em 2011 ele tem sua carreira interrompida. Iata descobre que está com leucemia. Tem início então o tratamento e a busca de um doador de medula óssea compatível. Para quem já passou por isso ou acompanhou algum paciente, sabe que não é fácil. No último mês, Iata passou pelo transplante de medula óssea.
Mas Iata está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital A.C.Camargo Cancer Center, em São Paulo, e depois do procedimento, pelo qual tanto esperou, necessita de doação de sangue para vencer mais uma etapa.
Com essas complicações, o Iata, que no momento está em coma, necessita urgentemente de doações de sangue. Se você reside em São Paulo, basta você seguir os procedimentos listados abaixo. Caso não resida, que tal você ligar para algum familiar ou amigo?
O procedimento é simples. Basta você ir até o A. C. Camargo Cancer Center nos horários determinados.

Banco de Sangue do A.C.Camargo Cancer Center

Horário de funcionamento:
Segunda a sexta, das 8h às 17h
Sábados, das 8h às 15h
Endereço:
Rua Professor Antônio Prudente 211, Liberdade, São Paulo – SP
Mais informações:
(11) 2189.5000  – Ramal 2233

Requisitos para doação de sangue

  • Estar em boas condições de saúde.
  • Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos necessitam de autorização)
  • Pesar no mínimo 50kg.
  • Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas).
  • Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas quatro horas que antecedem a doação).
  • Apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social).

Repasse essa informação para todos os seus amigos. Nós, amigos e familiares do Iata, contamos e agradecemos muito a sua ajuda e confiamos na recuperação do Iata.
FORÇA IATA!

Caloi apresenta nova formação da equipe para a temporada 2014

Criada pela Caloi para a disputa de provas nacionais e internacionais, a equipe Caloi Elite Team, visa a formação de futuros ídolos e a promoção do esporte no País.
A marca sempre incentiva o esporte, seja por meio do patrocínio de atletas ou pelo fornecimento de equipamentos de alta qualidade para o desenvolvimento das modalidades do ciclismo.
“A estratégia da Caloi de incentivo ao esporte, porém, não é uma ação isolada. Este é um programa de longo prazo. Ao proporcionar a formação de jovens atletas, a empresa fortalece o esporte nacional para o futuro. Esta é uma forma da marca contribuir efetivamente para que o Brasil conquiste seu pleno desenvolvimento no esporte e esteja preparado com uma equipe forte e capaz de competir em alto nível com grandes chances de medalhas”, afirma Eduardo Rocha, diretor de Produto e Marca da Cannondale Sports Unlimited do Brasil.
Esta equipe da Caloi que é a única inscrita na União Ciclística Internacional (UCI) , esta com uma formação nova para esse ano. A equipe apresentada oficialmente hoje no  Bike Park Cancioneiro em São Paulo, conta com os atletas Henrique Avancini ( Cross-country Olímpico), Sherman Trezza (Mountain Bike Cross-country) e Frederico Nascimento ( Mountain Bike XCO).

Caloi Elite TeamDurante a temporada 2014 que promete ser bem competitiva , os atletas irão competir com a bike Caloi Elite Team, um modelo leve, rápido e agressivo. Ideal para competir ou simplesmente ter mais velocidade nos pedais de lazer.

 
Conheçam um pouco mais sobre os atletas que irão competir juntos pela conquista de medalhas este ano.
 
Henrique Avancini – É o atual campeão brasileiro da modalidade , top 18 do ranking da UCI. Esta na equipe desde sua formação inicial em 2012, e  uma das grandes esperanças brasileiras de medalha nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.
Henrique AvanciniO atleta, de 24 anos, subiu ao pódio em todas as provas que disputou em território nacional na temporada passada e conquistou a vitória mais relevante de todos os tempos do MTB brasileiro ao vencer a etapa de Munsingen, na Alemanha. Além destas conquistas, Avancini tem um foco direcionado para a vitória do Pan-Americano de Mountain Bike 2014 e fortalecer seu currículo com a conquista da terceira medalha de ouro no evento. Ele já possui duas medalhas, uma em Pan-Americanos, do Brasil (2006) e da Argentina (2007).
 
Sherman Trezza – É o campeão da ultramaratona Brasil Ride e atual vice-campeão brasileiro de XCO. Mesmo estando na equipe desde sua formação, foi na última temporada que o atleta teve o deslanche de sua carreira com conquistas importantes no cenário nacional como a Copa Internacional de Mountain Bike e o GP Ravelli. Além dessas conquistas, já foi representante da Seleção Brasileira que defendeu em várias provas internacionais o nosso País.
Sherman TrezzaTambém com apenas 24 anos, o atleta é considerado uma esperança para os próximos ciclos olímpicos brasileiros, assim como seus companheiros de time.
 
 
 
 
 
Frederico Nascimento – Com apenas 22 anos, mais conhecido como Fred, o atleta uberabense é uma das grandes promessas para o mountain bike. Será nessa temporada que o novo integrante da equipe Caloi Elite Team irá competir na principal categoria da modalidade, a Elite Masculina.
Frederico NascimentoO atleta sabe que esse ano terá maiores complicações devido estar competindo com os melhores atletas do Brasil, mas já esta focado e com objetivo determinado: “Quero fazer parte da Seleção Brasileira na Elite Masculina. A concorrência é grande, mas, com a infraestrutura que a Caloi está me proporcionando, as chances são muito boas. E uma vez  selecionado, quem sabe ainda conseguir chegar às Olímpiadas”. Frederico esta se empenhando em treinos de base pesados para ter um bom desempenho na temporada.
 
A marca Caloi foi recentemente adquirida pelo grupo Canadense Dorel, e passou a fazer parte da Cannondale Sports Unlimited ( CSU), uma divisão do grupo responsável pelas marcas de bicicleta, que , no Brasil, inclui também as marcas Cannondale e GT. Agora basta aguardarmos os resultados.
Por Giovanna Soares

Grupo Shimano XTR 2015 com 11 velocidades e eletrônico? É isso mesmo?

Há alguns dias imagens do novo grupo Shimano XTR da lendária versão 2015 circula na web.
Quais são as novidades prometidas?

  • Cassete de 11 velocidades;
  • Displays eletrônicos para indicar a marcha atual;
  • Troca de marchas eletrônicas.
  • Uma só coroa.

Vamos aguardar.

Segue algumas fotos:

2b33f9cb3e417bc5704a16383dd2641d
3
8e5de616cc1e48b4c562d8f891215766
17f7d2b799d2c2075bf9410158ffb3fb
126da01e1ac612c8489c771dc8f21fa6
446a9ed7f13e435fe2558c6f0035be31
6397a3a60a13724391ae87160f275225
c2570a6104738b78d915d04e95766ef7
e5bd18c809a8f7fb11488b990c744e93

Pedalar é uma excelente atividade para um bem estar físico e mental

A bicicleta esta cada vez mais presente no dia a dia. Pessoas estão se conscientizando da importância de se viver de uma maneira mais saudável e aproveitar as vantagens de praticar o ciclismo, seja como lazer ou como esporte. Essa pode ser a relação mais deliciosa e prazerosa da vida dos adeptos desse exercício físico.

Lazer e diversão.
Lazer e diversão.

Em razão a combinação da eficiência, do baixo custo operacional, da simplicidade e da versatilidade, esse veículo popular vem conquistando o seu espaço nas ruas, ciclovias, ciclo faixas e principalmente nos velódromos.  Pedalar é algo que todos podem aprender, independente de idade, sexo e peso, basta querer e dedicar para se aperfeiçoar. Com essa prática esportiva se tem uma melhora na qualidade de vida, manutenção no bem estar físico e mental de forma saudável, e um contato com a natureza que lhe permite apreciar coisas que não são notadas na correria do dia.
A população atualmente se encontra em uma fase que os caos e situações do cotidiano da sociedade estão causando a perda de qualidade de vida. Mas uma das soluções esta mais próxima do que imagina: exercitar. Uma bicicleta, roupa adequada, equipamento de segurança e disposição são o necessário para acalmar o ritmo desse mundo tão agitado. Envolva com espontaneidade e convide os amigos, filhos, pais e familiares para compartilhar essa experiência que permitira grandes momentos felizes.
Pedalar é se dedicar. Quem aprende jamais esquece. Descubra o ciclista que há em você. Esse é o incentivo da escola de bicicletas Ciclofemini, e a idealizadora desse projeto Claudia Franco realça o quão é especial essa experiência: “Para o ser humano não existe limite desde que haja força de vontade, determinação, foco e empenho. Eu mesma aprendi a pedalar (a colocar a bicicleta em movimento) somente aos 49 anos, um ano depois já estava participando da Brasil Ride, uma das mais difíceis competições de mountain bike”. Hoje Claudia afirma que seu estilo de vida mudou seus valores, sua forma de interagir com as pessoas. E isso mostra a pessoa feliz, equilibrada e sensata que é.
Um pedal descontraído em momento de lazer pode se tornar um grande incentivo para viver nesse esporte e se tornar um atleta profissional. É graças à popularização das bicicletas, que o ciclismo hoje facilita a profissionalização dos atletas devido à evolução no ramo de peças e acessórios. Enfim, escolha o melhor equipamento, as melhores companhias, e defina o seu objetivo. Feito isso vá se conhecer de uma forma diferente e muito interessante esse universo contagiante.

Por Giovanna Soares

Conheça as bikes das equipes internacionais que você verá nos pelotões em 2014

A nova temporada significa novas bikes para as equipes profissionais. Como sempre, eles têm nas mãos as melhores bikes. Houve algumas mudanças para equipamentos este ano. Specialized vai patrocinar três times worldtour. Cannondale, Trek e Giant são todos agora patrocinadores título de equipes. Esperamos ver alguma tecnologia realmente emocionante saindo dessas parcerias.
Qual é a sua bike favorita do vídeo abaixo?

Conheça os uniformes que os ciclistas de equipes internacionais usarão em 2014

Uma nova temporada sempre significa novos uniformes para as equipes profissionais de ciclismo. Houve algumas grandes mudanças nos uniformes das equipes UCI World Tour.
Um que relativamente não foi alterado, foi o da Team Sky. Fique ligado com o novo panda da Garmin-Sharp, com o amarelo otimista de Tinkoff-Saxo. O vídeo abrange todas as principais mudanças que ocorreram. Há tons mais escuros do que os de 2013.
Qual é o seu novo uniforme favorito de 2014?

Confira a Descida das Escadas de Santos com o piloto Filip Polc

Nesse último domingo (9 de fevereiro) foi realizada a Descida das Escadas de Santos 2014.
Assista ao vídeo onboard com o piloto eslovaco Filip Polc e sinta a emoção dos pilotos. Ele venceu a competição e ainda quebrou o recorde.
Vale a pena assistir em HD.

2013. O melhor ano do mountain bike masculino brasileiro

Henrique Avancini
Henrique Avancini

É possível afirmar sem sombra de dúvidas que 2013 foi o melhor ano do mountain bike brasileiro masculino. Os resultados alcançados por nossos representantes nesse ano que finda, jamais foram conquistados na história do MTB brasileiro. A evolução é nítida.
Comparando com os anos anteriores, a disparidade é enorme. O ranking da UCI que é formado através da soma de pontos dos três primeiros ciclistas de cada um dos país, retrata essa evolução.
Veja a tabela abaixo:

2013

2012

2011

2010

2009

Pontos acumulados

1837

1283

822

1195

1011

Posição no Ranking

16º

21º

15º

18º

Rubinho Valeriano
Rubinho Valeriano

Se fosse levado em consideração o ranking de 2013 para a seleção de atletas para a composição da linha de largada dos Jogos Olímpicos do Rio 2016, o Brasil teria dois representantes. Vale lembrar que para as Olimpíadas de 2012 tivemos somente um participante. E para ter um representante brasileiro, foi necessário uma medida emergencial prestes a fechar as competições do ciclo olímpico. Os três primeiros colocados no ranking, Rubinho, Edivando e Avancini participaram de diversas provas no exterior, conseguindo assim os pontos necessários para que Rubinho Valeriano participasse dos Jogos Olímpicos de Londres.

Vários fatores foram determinantes para esse sucesso. Dentre eles podemos destacar as competições nacionais.
Nunca foram distribuídos tantos pontos em competições nacionais. Em 2013, os primeiros colocados nas principais competições somaram 540 pontos para o ranking UCI. Se somarmos os pontos acumulados pelos primeiros colocados nas principais competições, temos os seguintes dados:

Competição Pontos para o primeiro colocado
CIMTB

260

Campeonato Brasileiro

110

Taça Brasil e Copa Brasil

90

Brasil Ride

80

Ricardo Pscheidt
Ricardo Pscheidt

Vamos analisar os pontos obtidos por Henrique Avancini, que recentemente recebeu o Prêmio Brasil Olímpico 2013 como melhor atleta na modalidade:

Dos 836 pontos adquiridos que ele conquistou em 2013, 381 pontos (cerca de 46%) foram obtidos em provas no exterior e 435 pontos (cerca de 54%) em competições brasileiras, mostrando a importância das provas realizadas no país para os atletas brasileiros. Somente na Copa Internacional Levorin de MTB, principal competição do mountain bike brasileiro, Henrique conquistou 175 pontos (cerca de 21%). Outras provas no Brasil contribuíram com mais 150 pontos e o Campeonato Brasileiro 110 pontos.
Henrique é a maior esperança do mountain bike brasileiro. Ele disputa de provas desde os 8 anos de idade. Sempre incentivado pelo seu pai, Ruy Avancini, Henrique participa de equipes profissionais desde 2003.
Segundo Henrique Avancini, “Além de cumprir a figura de pai, Ruy sempre foi um grande amigo e é meu maior incentivador. Hoje ainda somos muito próximos e muito amigos em qualquer situação, mas temos um distanciamento profissional, pois eu tenho meu trabalho com os patrocinadores e ele tem o dele com a CBC.”
O ranking de 2013 da UCI, divulgado na última semana, aponta Henrique Avancini como o 15º colocado, dentre mais de 1000 ciclistas de todo o mundo. Chegou a hora de vermos o fruto de uma vida dedicada ao ciclismo.
”A colocação no ranking UCI foi um reflexo de uma temporada onde muita coisa deu certo e que o rendimento foi muito bom. O meu melhor ranking final foi 62° (6°sub-23) em 2010, então significou muito para mim mas para o MTB brasileiro também já que nunca tivemos um atleta no top 25 até então. Acho que foi muito importante para o MTB do Brasil atingir esse novo patamar. Lógico que fico feliz por ter sido o atleta que alcançou este nível, mas isso é muito importante para o desenvolvimento interno da modalidade, pois a referência sobe e o reconhecimento da modalidade cresce. É bom pra mim e é bom pro MTB. Chegar a este nível é algo realmente difícil, mas ainda mais complicado é se manter nesse grupo”, disse Avancini.
Outros fatores também determinaram essa evolução:
Podemos ressaltar o trabalho realizado pela CBC e de equipes como Merida, LM Shimano, Caloi, Scott, Focus OCE, Astro, Soul, dentre outras. O trabalho deles é essencial para que os nossos representantes levem vida de ciclista profissional. Além do auxílio e recursos financeiros das equipes, os nossos principais atletas recebem bolsa do governo federal, possibilitando aos atletas focarem cada vez mais de provas importantes.
As categorias de base estão cada vez mais fortes. Nas principais competições brasileiras, o atleta sai da Júnior diretamente para a Super Elite. Essa categoria une os atletas da Sub 23 e Elite. Isso possibilita ao jovem ciclista um ótimo intercâmbio, visto que ele disputa com os maiores ciclistas do mundo, tendo em vista que há cada ano a quantidade de estrangeiros em competições nacionais aumenta.
E 2014? A expectativa de alta pontuação do MTB brasileiro é ainda melhor para o ano que inicia, tendo em vista que somente a primeira etapa da CIMTB em Araxá distribuirá 120 pontos para o campeão. Será o 11º ano que esta competição somará pontos para o Ranking UCI.
Para Henrique, “a temporada de 2014 será um ano de maior risco. Mais competições, mais viagens e mais provas na Europa. Acho que é a hora de ver se estou realmente maduro para encarar uma temporada realmente pesada. Em 2013 fiz uma temporada bem exigente mas 2014 será ainda mais e preciso trabalhar muito em detalhes para suportar a carga de provas.”
Por Bruno Fernandes