Qual o maior impacto ambiental gerado no biking?

Leve seu lixo

Leve seu lixo

O biking é realizado, na maioria das vezes em trilhas e estradas preexistentes. As bikes não emitem poluentes pela queima de combustível e, ainda,  a poluição sonora das bikes é nula. Então, qual seria a “mancha” a um esporte considerado limpo do ponto de vista ambiental? O lixo nas trilhas é mancha que o esporte pode deixar para trás. Não se trata de uma situação habitual, mas existem diversos bikers que sujam os locais por onde passam.

O Lixo em trilhas é mais comum em competições do que durante passeios, mas o impacto durante passeios é maior. Como pude presenciar durante a cobertura da Final da Copa Cemil de Enduro Mountain bike 2009, após a prova existe a preocupação por parte dos organizadores em recolher  as marcações e o que seja possível para deixar as trilhas limpas. Durante os passeios isso não é possível, ao menos que alguém se habilite a vir em seguida recolhendo o rastro dos sujões. Você se habilita? Isso não é necessário.

Me lembro que ainda na pré-escola (faz tanto tempo que até o nome já mudou, agora se chama introdutório) a professora já dizia, e em casa era o que eu escutava: lixo é no lixo. Não tem nenhum próximo? Guarde com você até poder depositar no local correto.

Em enduros de regularidade, alguns competidores se desfazem da planilha atirando-a no meio do caminho. Apesar do papel ser biodegradável, a tinta não é. Os que têm esse hábito sujam a trilha e, durante alguns meses, quem fizer a mesma trilha deixará de apreciar a natureza para notar aquele papel no chão. Em razão disso, em algumas provas pelo Brasil a organização está tendo que  exigir que todos entreguem suas planilhas no final da provas e os atletas que são vistos jogando lixo durante o percurso são penalizados com perda de pontos.  Isso também não é necessário.

É necessário que todos se conscientizem e, ao invés de sujar, retribuam à natureza todo o prazer de uma bela trilha. De alguma forma, faça sua parte, faça a diferença. Ou simplesmente, não faça sujeira.

Tempo (aproximado) de decomposição de materiais

A tabela de tempo de decomposição de materiais fará você pensar na sua responsabilidade individual com relação ao lixo. O tempo de decomposição pode variar de acordo com as condições do solo ou ambiente em que os materiais foram descartados:

Tempo de Decomposição dos Materiais
Fonte: www.ambientebrasil.com.br – adaptado

Material

Tempo de degradação

Embalagens de gel (longa vida) Até 100 anos
Embalagens de Isotônico (Plástico) Até 450 anos
Chicletes 5 anos
Nylon 30 anos
Embalagens PET Mais de 100 anos
Pneus e câmaras de ar Indeterminado
Sacos e sacolas plásticas Mais de 100 anos
Isopor Tempo indeterminado
Papel e Papelão Cerca de 6 meses
Vidros Indeterminado
Aço Mais de 100 anos
Alumínio 200 a 500 anos

Por Renato Amaral
Biólogo – CRBio 44323/04-D

Compartilhe

Comentários

4 Comentários para Qual o maior impacto ambiental gerado no biking?

  1. gleidson disse:

    E isso ai Renato, valeu por lembrar a galera, tomara que totos leia e se conscientizem, e matenham nossas trilhas limpas.

  2. flavim disse:

    o biker que joga lixo nas trilhas, para mim esse não é um biker… lembre que nas sua camisetas atras tem os bolsos onde vc leva o seu suplemento o mesmo pode carregar o lixo de volta….

  3. Bruno Fernandes disse:

    É isso aí galera. Se eu ver alguém jogando lixo no chão, eu falo mesmo. É como está escrito na embalagem do Power Gel. Detone seus adversários, não a natureza.

  4. cassio disse:

    ow faz uma etapa da copa cemil aqui na serra do salitre mg abraços

Deixe o seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *