Diário de bordo: Pedal noturno na Trilha dos 50 cents

09/12/10 – por Bruno Fernandes

Bom, o que dizer deste pedal noturno? Imitando o grande herói Lagoense Feliz, do nosso diário de notícias Patos Hoje, “na minha modesta opinião, o pedal de hoje foi muito bom, pois com o apoio de todos, fizemos um pedal à moda antiga: uma pedalada bem tranquila, ritmo passeio, onde o papo de elite rolou solto e nem mesmo os novatos desafinaram, juntos somos fortes”. Estreando hoje tivemos o Luciano e o Paulo Henrique. Éramos 16 companheiros.

Como assim pedal noturno? E o sol?

Como assim pedal noturno? E o sol?

Já que o novato Luciano não tinha lanterna, nosso companheiro de bom coração, que não havia feito sua boa ação do dia, Markim Kxão, emprestou uma de suas duas lanternas para ele.

Tivemos também o retorno do Pedrão, filho do Euler e, claro, do Flávio do Galo e de nossa estrela maior, o Gagame, que por sinal foi um exímio guia. Com indicações de dificuldades em alguns lugares e inclusive falando para passarmos calados próximo às casas. Logo após passarmos pelas Molas Americanas, ele sugeriu que fizéssemos a trilha que eu gostaria de ter marcado. Só que ele colocou bastante pimenta nela. Da maneira que ele nos guiou, encurtou bastante o pedal, só que passamos por uma descida técnica e uma subidinha mais técnica ainda. Que lugar bacana.

Havia uma expectativa para o barro no fim da descida. Quando chegamos, havia uma ponte e nenhum sinal de barro. Barro somente em uma fazenda após a subida.

Gagame e suas fotos tortas

Gagame e suas fotos tortas

Na descida todo mundo mandou bem, inclusive o Pedrão. O Euler ficou fechando a trilha, acompanhando o filho e, quando observou, ele já tinha era descido. Fotógrafos não faltaram. Hoje tivemos dois “Chilons”: o Banhão e o Renato. O Banhão ficava lá recordando as vezes em que ele já foi para folias de reis de bicicleta.

Quando passamos pela última fazenda, recordamos o caminho que passamos na última semana, onde desistimos pensando que estávamos no caminho errado. Aí foi só completar a trilha, quando surgiu a ideia de passarmos na Star Lanches para comermos uma pizza. Só que com qual grana? Ahh, o Vaninho “pendura” pra gente.

Chegando lá, cadê o Vaninho? Ele estava viajando para a cidade satélite de Lagoa Formosa. Foi quando apareceu o Juninho (Cemil) Melhor de Patos para nos salvar. Ele emprestou a grana que faltava para pagarmos a pizza.

Depois disso foi cada um para a sua casa. Alguns ainda fizeram a trilha da Fátima Porto, que por sinal está mais emocionante que o dólar.

E aí? Já decidiu qual será o seu presente no nosso Pedal Solidário de Natal? Clique aqui e confira mais detalhes sobre esta nossa ação.

Vale a pena conferir as fotos. Tem umas do pôr do sol bem bacanas. E em breve teremos mais “chapas”.

Será mesmo a mulher de Branco?

Será mesmo a mulher de Branco?

Confira as fotos deste pedal noturno.

[nggallery id=178]

Compartilhe

Comentários

9 Comentários para Diário de bordo: Pedal noturno na Trilha dos 50 cents

  1. Renato Amaral disse:

    Cada pedal é um show à parte do cenário. No último foi a tempestade vaga-lumes… Hoje o pôr-do-sol foi muito bacana, e vendo a cidade do alto…

    A pizza tava boa, Vaninho… Interessante é que o Walder não tinha reconhecido o Juninho sem capacete e uniforme de pedal, rs… O cara apareceu do nada. Acho que ele viu umas bikes por lá e foi conferir quem era. Se deu mal porque teve que emprestar uma grana, rs.

  2. Bruno Fernandes disse:

    Que pedal que foi bacana. Muito bom ver novatos sofrendo. KKKKK
    E principalmente ter tempo pra conversar com a galera.

  3. Euler disse:

    Trilha show de roda, sempre passamos por perto e não conhecia, daqui para frente já faz parte de roteiro de trilhas.
    Valeu Gagame.

    O nosso fotógrafo voltou, é isso aí Renato.
    Olhem a foto anterior a foto do cachorro, pontinho branco no alto será que é a lua ou será……..
    rsrsrsrssrs

  4. Bruno Fernandes disse:

    Será a mulher de Branco? Vou ver a foto sem a logomarca do noispedala pra conferir.

  5. Bruno Fernandes disse:

    Confiram aí e tire suas próprias conclusões. Mas parece ser a Mulher de Branco sim.

  6. Euler disse:

    Só o Magela pode confirmar se é a Mulher de Branco.
    kkkkkkkkkkkkk

  7. Adriano disse:

    Eu acho que esse novato com codinome Luciano deve ser o vulgo Daniel thiago.. hehehe

  8. Daniel Thiago disse:

    Ow, esse tal de Luciano se destacou nesse pedal, o cara manda bem demais, parecia veterano. Parabéns Luciano!

  9. markim disse:

    mio de bão

Deixe o seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *