Cobertura Trilha da Maria Fumaça, Curvelo a Diamantina 2011

Por Bruno Fernandes. O retorno ao paraíso.

Momentos antes da saída de Patos de Minas

Momentos antes da saída de Patos de Minas

Em janeiro de 2010, rigorosamente nos mesmos dias, 20 entusiasmados companheiros fizeram uma viagem para a região que, aqui em Patos de Minas, costumamos chamar de “paraíso”. É um caminho cheio de histórias com trilhas pouco exploradas: A trilha da Maria Fumaça, uma cicloviagem de Curvelo a Diamantina.

Com o objetivo de curtirmos mais o trajeto,  o percurso foi feito com um dia a mais de duração que no último ano.

Este ano éramos  50 participantes vindos das cidades de Patos de Minas, Curvelo, Montes Claros, Felixlândia, Paraopeba, Caetanópolis, Belo Horizonte, Mojolos, Gouveia e Diamantina. Além dos bikers, uma equipe de apoio de 15 pessoas garantiu a alimentação e as acomodações de toda a turma.

Todos ficaram impressionados com as belezas naturais dos lugares e, para muitos, este trecho tem potencial para se tornar uma das principais rotas de ecoturismo do Brasil. A Trilha da Maria Fumaça foi um antigo ramal ferroviário desativado na década de 70 e muitas comunidades no seu entorno eram totalmente dependentes dela. Com o fim da ferrovia, muitas famílias ficaram completamente desamparadas.

Durante a viajem, o grupo distribuiu cestas básicas para algumas famílias das comunidades por onde passaram, em um ato simbólico do surgimento de um novo tempo para este povo.

Confira os vídeos da Trilha da Maria Fumaça 2011

 

Patos de Minas, 20 de janeiro

Café da Manhã na rua principal de Monjolos

Café da Manhã na rua principal de Monjolos

Enquanto a gente trabalhava em Patos de Minas, parte da turma já pedalava lá pelo “Grande Sertão Veredas”. Como parte da galera de Patos de Minas não podia “enforcar” este dia de trabalho saímos após as 18 horas. Nosso destino era Monjolos, onde o pessoal já nos aguardava para o próximo dia de pedaladas.

Na van, o Pedro Elias foi o destaque da viagem, com suas histórias mirabolantes. Depois de jantarmos em Três Marias, chegamos a Monjolos por volta de 02h da madrugada. O pessoal de BH – Raquel, Gustavo e Virgílio – chegou com o Renato Minhoca pouco antes. O Markim Kxão se acomodou na varanda da casa que passamos a noite e acordou sobre um banco de madeira.

Curvelo a Monjolos, 20 de janeiro

As 7 mulheres no primeiro pontilhão

As 7 mulheres no primeiro pontilhão

Paralelo à nossa quinta-feira de trabalho que não pudemos “enforcar” a galera que iria fazer os quatro dias, já se reunia na praça da estação e iniciou o pedal de 70 km às 10h da manhã. Depois de muitas fotos seguiram sentido Inimutaba, passando por estradas do “Grande Sertão Veredas”. Destaque para o Sérgio Zaggo, que venceu a caquente, embora não tendo pagado a dívida dele de 2010 com a ladeira. De Patos de Minas estavam também o Herculano Paulista e o Doutor Walner. Chegando tarde a Monjolos ainda tinham a prainha pra curtir após o almoço.

Monjolos a Conselheiro Mata, 21 de janeiro

Neste segundo dia da cicloviagem nos juntamos aos demais para completar a turma. Acordamos e fomos direto ao café da manhã que foi servido no meio da principal rua da cidade, em frente à praça da Estação. Era feriado em Monjolos. Após a foto oficial na Estação Ferroviária, saímos sentido Trilha da Maria Fumaça. Logo no início, o primeiro pontilhão que rendeu belas fotos, inclusive o registro das sete mulheres que fizeram o percurso. A beleza da trilha impressionava a todos. É um misto de muito verde, montanhas, cascalho e areia. Várias fendas pelo percurso provocavam comentários da galera.

Galera chegando a Rodeador

Galera chegando a Rodeador

Chegamos então a Rodeador, um distrito famoso pela extração de pedras. Logo na chegada o Walder foi descer a rampa da estação ferroviária e tomou aquele tombo de costas no chão.

A equipe de apoio nos aguardava à sombra no coreto. O sol já castigava. A resenha estava ótima e aos poucos a galera ia se conhecendo. Depois de termos reabastecido as energias, seguimos até Conselheiro Mata. É um trecho que exige um pouco mais dos bikers, com algumas subidas mais fortes. Mas tudo isso é recompensado pelo visual do vale e as belas cachoeiras que tínhamos para apreciar. As plantas características desta região também são um espetáculo à parte. Vale destacar também o Templo do Sol, de característica budista. Estava prevista uma visita até lá, mas devido uma mudança de programação não foi desta vez que fomos lá conhecê-lo. Pelo menos conversamos com a senhora que toma conta de lá.

Cachoeira Telesforo

Cachoeira Telesforo

Uma das novidades que mudou nossa programação foi a Cachoeira do Telesforo. Ela está localizada a 17 km de Conselheiro Mata. Uma boa parte da galera de Patos de Minas foi de bike e o restante nos carros e van. Pedalando, a galera disse que curtiu demais mas de van, a viagem não acabava. Estávamos pensando que havíamos caído em uma cilada. Uma pergunta frequente era “porque o almoço não foi servido no Kussú?” Quando vimos um pântano pra atravessar de van foi que acreditamos ainda mais na cilada. Que nada, pouco a frente estava uma cachoeira belíssima com uma enorme praia de areia branca. Podemos dizer que é o paraíso do paraíso.

Estrada Real

Estrada Real

Esta não tem como descrever. Melhor mesmo é você ver as fotos. Lá foi servida a refeição à sombra dos pequizeiros, que nos forneceram um dos ingredientes do almoço, além de churrasco e macarrão. Fomos embora junto com o sol. Na “viagem” de volta, tivemos um problema mecânico que não foi resolvido pelo Luis Farol de Carreta e sim pelo Doutor Walner, que deu um show de mecânica.

Depois de perder algumas vezes e estarmos seguindo sentido Diamantina, encontramos dois bikers de Diamantina que estavam indo ao nosso encontro, mas também perdidos. E dois grupos perdidos foi o bastante para encontramos o caminho correto para voltar a Conselheiro Mata. O jantar foi servido no tradicional Buteko do Kussú que estava nota 10. O cansaço físico tomava conta da galera que foi dormir cedo este dia. Claro que após a tradicional resenha na pousada e na casa que ficamos abrigados.

Conselheiro Mata a Barão de Guaicuhi, 22 de janeiro

A galera reuniu-se no Buteko do Kussu, tirou a foto oficial do dia. Seguimos então por trilhos com bastante água, areia e obstáculos. Era uma fila indiana sem fim. Destaque para o Netinho que é paradesportista, e mesmo sem a perna esquerda, quase sempre dispensava ajudas e vencia os obstáculos sozinhos. Impressionante a força e a força de vontade deste companheiro.

dsc01131

 

Neste dia eram várias galerias a serem atravessadas. Em algumas delas era necessário uma pessoa para descer, pegara bike e atravessá-la para o outro lado. Considero o percurso do segundo dia o mais bonito. As trilhas são muito desafiantes e pedalamos o tempo quase todo margeando as encostas de um rio com bastantes cachoeiras. Observei o companheirismo do Luizão Caixa d’água. Ele está sempre disposto a ajudar e é o chamado fecha-trilha. O primeiro ponto de apoio foi em uma bela ponte. Estava nota 10.

Netinho, um vencedor

Netinho, um vencedor

Depois de reabastecer a energia, seguimos sentindo Mendes. É uma das únicas descidas que temos na Trilha da Maria Fumaça. E que descida. O sol castigava novamente. Chegamos então a Mendes, onde doamos cestas básicas aos moradores. Mendes é um conjunto de cinco casas que serviam de “Casas de Turma”. Lá moravam os profissionais que mantinham a ferrovia quando ela ainda estava ativa. Vários vestígios retratam esta época.

Bacana foi o morador da última casa que contava diversas histórias e após receber a cesta, nos retribuiu com algumas mangas. Após o almoço faltavam poucos km para chegarmos à prainha do alto pontilhão, mas antes tivemos que atravessar outro menor,  equilibrando sobre as réguas estreitas. Mais uma vez meu xará Ribas desafinou. Chegamos então à prainha e curtimos bastante o lugar.

Preparado para escalar?

Preparado para escalar?

Depois de passarmos por um trecho com bastante pedras e escalarmos com a bike nas costas, chegamos ao Alto Pontilhão. Lá é o lugar de apreciarmos a natureza. É o meu atual papel de parede. O bom é que também é o lugar de colarmos pneus, visto que alguns espinhos próximos à prainha vitimou boa parte da galera.

Faltavam poucos km para chegarmos a Barão de Guaicuhí. Era o momento de pedalar com montanhas embelezando a trilha. Chegamos ao fim do dia e fomos tirar fotos. Uma parte da galera foi à cachoeira e outra ficou no “Tradição Mineira” saboreando o churrasco.

À noite, tivemos também a palestra do Alex Mendes, da ONG Caminhos da Serra. Ele luta pela revitalização do trecho do antigo ramal ferroviário Diamantina, Gouveia e Monjolos. Ele nos contou a história da ferrovia e as expedições que são realizadas há mais de dez anos. Nosso representante Cabo Magela deixou também o seu recado.

E aí? Curtiu a vista?

Barão de Guaicuí a Diamantina, 23 de janeiro

Até breve, Barão de Guaicuí

Até breve, Barão de Guaicuí

Noispedala na Trilha da Maria Fumaça

Noispedala na Trilha da Maria Fumaça

Era o último dia de pedal. Depois da foto oficial na Estação de Barão, percorremos as trilhas rodeadas por montanhas e pelos tristes vestígios de um garimpo desativado. Chegamos à rodovia. Veio então a segunda grande novidade de 2011. Após o apoio na rodovia, não seguimos pela rodovia, e sim pela Reserva Natural Pau de Fruta, que é gerida pela Copasa. A reserva contém uma diversidade biológica que comprova sua excelente preservação. Registramos tudo em fotos e vídeos. É o ponto mais alto da trilha, com altitude máxima registrada de  1409 metros de altitude. Depois disso, claro, descidas de areia desafiadoras onde os mais ousados colocavam a bike de lado nas curvas.

Chegamos então a Diamantina pelo caminho da ferrovia e seguimos direto para a Estação Ferroviária onde registramos a foto oficial de 2011.

Chegamos a Diamantina

Chegamos a Diamantina

Éramos mais de 50 companheiros. Mudamos a rotina da cidade e, inclusive os vizinhos tiravam fotos de nossa turma. Já estávamos em clima de despedida e, confesso eu, que já estava com saudades neste momento.

Faltava a parte chata de colocar as bikes nos transbikes e retornamos às nossas cidades. Mas agora tem a parte boa que é contar todas as histórias dessa cicloviagem pelos históricos Trilha da Maria Fumaça.

Deixamos aqui registrados nosso agradecimento a todos do Amantes da Magrela e demais participantes que tornaram esta viagem uma realidade. Principalmente ao Bruno Ribas e ao Malaga que coordenaram nossa expedição. Parabéns também a todos vocês que compartilharam vários momentos bacanas nestes dias. E anotem aí na agenda, pois em 2012 tem mais, galera!

Roteiros GPS passando pela Cachoeira Telesforo

Confira os vídeos:

Parte 1

Parte 2

Extras

Teaser do vídeo oficial com imagens de Renato Amaral

Slide de fotos do Magela

Fotos

https://plus.google.com/b/117924944395547017801/photos/117924944395547017801/albums/5980250799398925889

https://plus.google.com/b/117924944395547017801/photos/117924944395547017801/albums/5980345613950990145

https://plus.google.com/b/117924944395547017801/photos/117924944395547017801/albums/5980463666496532529

https://plus.google.com/b/117924944395547017801/photos/117924944395547017801/albums/5980303376371496849

https://plus.google.com/b/117924944395547017801/photos/117924944395547017801/albums/5980372841495563393

https://plus.google.com/b/117924944395547017801/photos/117924944395547017801/albums/5980348736715830001

https://plus.google.com/b/117924944395547017801/photos/117924944395547017801/albums/5980276232240565409

https://plus.google.com/b/117924944395547017801/photos/117924944395547017801/albums/5980316180473460417

https://plus.google.com/b/117924944395547017801/photos/117924944395547017801/albums/5980299598654700737

https://plus.google.com/b/117924944395547017801/photos/117924944395547017801/albums/5980362123120700161

https://plus.google.com/b/117924944395547017801/photos/117924944395547017801/albums/5980300505386991265

https://plus.google.com/b/117924944395547017801/photos/117924944395547017801/albums/5980272455012670881

https://plus.google.com/b/117924944395547017801/photos/117924944395547017801/albums/5980242266577037921

Compartilhe

Comentários

31 Comentários para Cobertura Trilha da Maria Fumaça, Curvelo a Diamantina 2011

  1. Bruno Ribas disse:

    Olá amigos do NOISPEDALA!

    Agradeço a presença de todos vocês nesta sensacional cicloviajem. Foi muito bom rever os amigos de 2010 e conhecer os novos amigos de 2011.
    Tenho certeza que fizemos de tudo para satisfazer a todos e peço-lhes descupas por eventuais erros. Grande abraço e até a próxima.

  2. Regis disse:

    Olá amantes do pedal!

    Parabéns pela união e solidariedade do NOISPEDALA, esperamos nos encontrar novamente na trilha para Diamantina em 2012 e em outros eventos em 2011.

    Abraços a todos,
    Regis

  3. Tiagão disse:

    Bruno, cadê o cascalho historico que te pedi de Diamantina, hahaha…
    Parabens pelas fotos e pela cobertura total do evento.

  4. Bruno Fernandes disse:

    Fala Tiagão. Cascalho eu não trouxe, mas creio que você vai gostar da recordação que trouxe.

  5. Bruno Fernandes disse:

    Em instantes será publicado o diário de bordo.

  6. Sergio disse:

    Ô instante que nāo passa!

  7. Renato Amaral disse:

    Não sei como conseguiu escrever porque é indescritível… Em breve os vídeos que vão tentar mostrar uma pequena parte do que presenciamos… Ver e ler não é o bastante, tem que sentir. Vida longa a essa rota cicloturística!

  8. magela disse:

    Trilha da Maria Fumaça: patrimônio natural, sensacional e perfeito do mountain bike!

    • Bruno Fernandes disse:

      Magela, podemos dizer que a tendência para 2011 é a Trilha da Maria Fumaça?
      Valeu pelo elogio Sérgio. Descrever o paraíso é muito fácil.

  9. Sergio disse:

    Valeu Bruno, aguardei ansiosamente pelo diário de bordo, e sem dúvida foi o melhor de muitos que você já redigiu.

  10. Andre Pelli disse:

    Amigos,

    Postei várias fotos da viagem em meu twitter. Quem quiser baixar é só acessar: twitter.com/delegadoandre

    Saudações alvinegras!!!

    Abraços a todos,

    André

  11. Euler disse:

    Bruno, perfeito seu diário.
    A cicloviagem foi emocionante, mais uma vez o visual do local nos deixou com vontde de voltar.
    Parabéns a todos que promoveram e participaram deste fim de semana cheio de emoções.

    Renato estou ancioso pelo vídeo.

    Valeu galera!!!!!

  12. Herculano disse:

    Pessoal ótimo passeio, lugar bonito d + !!
    Obrigado a todos pela companhia .
    Bruno parabéns pelo diário e fotos. Gostaria de agradecer ao pessoal de Curvelo também pela iniciativa e parceria e todos que participaram .
    Abraço a todos e ate a próxima!!!!!!!!

  13. Hebinho disse:

    Foi uma viagem emocionante! Turma nota 1000! Parabéns ao pessoal de Curvelo pela organização e ao Noispedala pela Cobertura! O Diário de Bordo foi perfeito!

  14. walder disse:

    Simplismente indescritível .E só foi bom assim porque a turma era demais , valeu pelo companheirismo pessoal . E sergio , muito obrigado também .

  15. Bruno Ribas disse:

    Parabéns Bruno, Renato e Magela pelas fotos, vídeos e apresentação de slides. Tudo muito legal.

  16. Pedro elias dos reis disse:

    Fiquei imaginando aqui comigo… talvez lá fosse o lugar onde Deus dorme, talvez ali, naquelas motanhas Deus as use como travesseiro para repousar. Assim acho que posso descrever aquele lugar, o “o Repouso de Deus”.
    Aos companhiros de viagem, agradeço a todos pela companhia, e desculpas por alguma palavra mal dita.
    se tiver mais me chama eu vou abraço!!!!

  17. Raquel disse:

    Pessoal, realmente a viagem foi inesquecível! Ter a oportunidade de conhecer lugares maravilhosos com uma turma tão companheira e animada é para poucos! Fica então a sugestão: pra que esperar 2012?
    Parabéns ao Bruno e ao Renato, que fizeram o registro da viagem com tanta boa vontade!
    Posso dizer que o Noispedala tem proporcioonado minhas melhores viagens!

  18. Renato Amaral disse:

    Pessoal,
    Este vídeo é apenas o teaser… Faremos várias edições do TV noispedala com a vídeo-reportagem completa. Aguardem!

  19. Jenner disse:

    Valeu muito galera, para mim e para o Gabriel foi um prazer conhece-los
    Espero nos encontrarmos em breve
    Um abraço

  20. markinho disse:

    vamo faze uma festa pra comemora?

  21. Afrânio disse:

    Olá, pessoal
    Já estou com saudades. O passeio foi fantástico e com final feliz, pois chegamos a Diamantina somente pela terra, diretamente no Largo Dom João.
    Abraços e até a próxima.

  22. Fernanda Ribas disse:

    Olá amigos do Nóis Pedala!

    Em nome de toda a equipe do apoio, gostaria de deixar os nossos agradecimentos pelas novas amizades que conquistamos. Também gostaríamos de pedir desculpas, caso algo não tenha saído de acordo. Para o próximo encontro vamos tentar fazer ainda melhor.
    Grande abraço,
    EQUIPE DE APOIO

  23. markinho disse:

    HEBIHO CONTADOR MEU GRATO COMPANHEIRO VOU LHE FAZER UMA PERGUNTA.
    VC USOU SUBSTANCIA PROIBIDA NA CICLOVIAGEM?QUANDO ACABOU VC FOI EMBORA?

  24. Bruno Fernandes disse:

    Companheiro Vandinho Dentista é homenageado pela prefeita Béia Savassi.
    20 anos de casa? Na minha conta já são uns 40.
    http://clubenoticia.com.br/noticias/vernoticia/6009/prefeita-homenageia-servidores-que-completam-20-anos-de-casa-em-2011-

  25. Joaquim disse:

    Caros amigos do noispedala, realmente a cicloviagem de
    Curvelo a Diamantina, deu para perceber que foi muito bacana, parabéns a todos que participaram, principalmente ao Bruno Fernandes pela organização da viagem.
    Um abraço a todos e no ano que vem farei um grande esforço para estar lá juntamento com vocês.

  26. Joaquim disse:

    Gostaria de parabenizar também a todos os organizadores por proporcionar este tão maravilhoso passeio, belas paisagens, em fim por tudo. Valeu Curvelanos…

  27. Bruno Fernandes, isso aqui virou rede social mesmo. Notícias do Vandinho na página da Trilha da Maria Fumaça! Markinho Caixão, estou afastado das competições por 1 ano em solidariedade ao primo Alberto Contador.

  28. Hebinho disse:

    Bruno Fernandes, isso aqui virou rede social mesmo. Notícias do Vandinho na página da Trilha da Maria Fumaça! Markinho Caixão, estou afastado das competições por 1 ano em solidariedade ao primo Alberto Contador…

  29. Leonardo Muniz disse:

    Participei desse passeio agora, em 2013! Realmente muito bom, e dessa vez foram 77 ciclistas!

Deixe o seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *