Caixa é o novo patrocinador master da Confederação Brasileira de Ciclismo até Rio 2016

Parceria tem período inicial de três anos e potencializa investimentos em todas as disciplinas do ciclismo brasileiro.

A Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) assinou contrato de patrocínio com Caixa Econômica Federal nesta sexta-feira, 25 de outubro, em Londrina (PR). Os investimentos serão aplicados nas quatro disciplinas olímpicas do ciclismo brasileiro: Ciclismo BMX, Ciclismo Estrada, Ciclismo Mountain Bike e Ciclismo Pista.

O diretor de marketing da Caixa, Clauir Santos, destacou a importância de estar colaborando com uma das modalidades esportivas que mais distribui medalhas em olimpíadas. “Já acompanhávamos o bom trabalho que vem sendo realizado no ciclismo brasileiro e decidimos buscar esta oportunidade de estar contribuindo com a modalidade. Nossa ideia é manter uma parceria duradoura e a longo prazo”, ressaltou Clauir.

Presidente Vasconcellos. Crédito: CBC/Divulgação.

Presidente Vasconcellos. Crédito: CBC/Divulgação.

Inicialmente o contrato se estende até os Jogos do Rio 2016, potencializando  investimentos na preparação das equipes nacionais de ciclismo, além de priorizar a realização de alguns eventos do calendário esportivo nacional, como os Campeonatos Brasileiros.

Segundo o presidente da Confederação, José Luiz Vasconcellos, os investimentos proporcionados pela Caixa terão uma grande importância na preparação dos atletas do ciclismo.

“O patrocínio irá fortalecer os projetos que estão sendo desenvolvidos nas quatro disciplinas olímpicas do ciclismo, fortalecendo a busca da classificação olímpica para Rio 2016, na qual o ciclismo distribui 54 medalhas. O ciclismo brasileiro agradece a parceria com a Caixa e estará representando da melhor forma os investimentos que foram viabilizados”, destacou José Luiz Vasconcellos.

 

Ações que fazem parte do patrocínio Caixa no Ciclismo:

– Participações em algumas competições internacionais 2013-2016;

– Realizações de determinadas competições nacionais 2013-2016;

– Programa de apoio para atletas potenciais no ciclo Rio 2016;

– Programa de formação técnica;

– Programa de combate ao doping;

– Ações de mídia e publicidade;

– Plano Brasil Medalhas (BMX).

Por ASSESSORIA DE IMPRENSA CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO

Compartilhe

Deixe o seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *