As aventuras de Sérgio Zaggo: BikeLuz terceiro dia

Caminho da Luz - Que paisagem hein?

Caminho da Luz - Que paisagem hein?

06 de Julho de 2010, terceiro dia.

Galera do Noispedala, estamos no terceiro dia de pedal no Caminho da Luz.

Antes de começar o diário de bordo, preciso corrigir uma falha: esqueci de citar que na noite do dia 3, quando chegamos em Tombos, fomos jantar com o Albino e mais alguns bikers que já tinham chegado, na Pizzaria Casarão. Lá a Dona Teresinha serve lasanhas, canelones e pizzas, acompanhadas com um bom vinho da casa. Imperdível, coloquem no roteiro aí.

Começamos o dia com um café da manhã reforçado no Clube de Faria Lemos. Tinha muita fruta, mamão, banana e maçã, suquinho de caju, café com leite e pão com queijo, tudo muito farto como sempre. Barriga cheia e força no pedal.

Uma das surpresas, ferrovia desativada.

Uma das surpresas, ferrovia desativada.

O dia começou com uma neblina densa, queprenunciava um dia de muito sol, mas com temperaturas amenas. Em uma parte do trajeto pedalei com o Sr. Virgílio. Ele é pai do Danilo, que está fazendo um pedal pelo mundo todo há dois anos, e posta tudo no site www.homemlivre.com. O Virgílio (tirei o “Sr.” porque ele é um garotão), tem 64 anos e é um companheirão de pedal, adorei bater papo com ele durante o trajeto.

As estradas são todas muito boas, a maior parte recém-patroladas, e o engraçado é que quase não passa carro. Durante todo o trajeto fomos acompanhados por um mecânico de moto, com peças para socorrer qualquer bike que dê problema.

Pedalamos uns 10 km e pegamos uma subidaça, e o visual ficou show, confiram nas fotos. Descemos a mil e chegamos a Carangola na marca dos 22,5 km.

Elenice e Sérgio Zaggo em Caiana

Elenice e Sérgio Zaggo em Caiana

O pessoal da “Rastro de Luz” nos esperava com uma tenda bem no meio da praça central da cidade, com aquele lanche fantástico. Os caras providenciam salgados quentinhos, fruta, suco, tudo muito organizado mesmo.

Força no pedal e pintou um paredão no nossa frente. Encaramos o morrão, mas eis que no meio dele, uma surpresa: a subida acabou e pegamos um trecho de 8 a 9 km de uma estrada de ferro desativada, no estilo Curvelo-Diamantina, só curtição.

Demoramos mais nestes 8 km que no trecho todo, parávamos a toda hora para apreciar a vista. Fechamos o dia com 48 km, em Caiana, comendo quibe quentinho com a tradiconal coquinha.

Amanhã tem mais, Alto Caparaó nos aguarda!

Confira as fotos do terceiro dia da Aventura de Sérgio Zaggo e Elenice

[nggallery id=123]

Compartilhe

Comentários

4 Comentários para As aventuras de Sérgio Zaggo: BikeLuz terceiro dia

  1. wanusa disse:

    Aí Elenice e sergio sinceramente fiquei surpresa com tanta energia,e com tantos lugares maravilhosos que ja registraram realmente isso que voces estão vivendo é como master card ,não tem preço! abração

  2. Vitor Hugo disse:

    Grande AMIGO Sergio!

    Parabéns pela qualidade dos relatos e fotografias. Obrigado pelo carinho e amizade durante todos os dias em que estivemos juntos no Caminho da Luz.

    Muita paz, luz, amor e bem pra você, Elenice e família! Forte Abraço!

    • Bruno Fernandes disse:

      E aí Vitor, seja bem-vindo ao Noispedala. Quem sabe na próxima acompanhamos o Sérgio nessa aventura? Forte abraço e conte conosco!

  3. sergio disse:

    Fala Vitão.
    Que bom que você se cadastrou no NOISPEDALA.
    Pessoal, o Vitor e a Clarissa são da “Rastro de Luz”.
    Um grande abraço, dê lembranças ao Albino.

Deixe o seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *