As aventuras de Lucas Couto: Le Tour de France #20 Final

Longjumeau a Paris Champs-Élysées, França, Domingo – 25/07/10

E o tour chegou ao fim

E o tour chegou ao fim

Eram 09:30 hr quando peguei um trem na estação da cidade de Libourne em direção a Paris. A chegada estava prevista para as 13:45 hr e se tudo desse certo, ainda tinha uma chance de ver a chegada dos ciclistas na Champs Elysees. A viagem foi muito tranqüila. Recomendo viajar de trem na Europa. É barato, seguro, pontual e muito rápido. Fato inusitado foi o “cobrador” ter encrencado com a minha mala após já termos viajado por cerca de 2 horas. Disse que era grande e só poderia ter embarcado com bagagem de mão. Mas e o mala-bike? Podia? Tinha o dobro do tamanho da mala e ele não falou nada. Mais uma vez, constatei a moral da bike nesta terra. Ninguém “mexe” com elas. Santa Bicicleta…

A chegada foi pontual. Na estação, já me esperava o brasileiro Matheus. Ele trabalha como taxista aqui em Paris e tem a vantagem de ser seguro, mais barato e não importar com o volume das bagagens.

O "Francês" Lucas Couto

O "Francês" Lucas Couto

Facilidades que a só a internet nos proporciona. Recomendo. Já fui entrando no táxi e dizendo “amigo, esse táxi voa?” Como era domingo, o trânsito tava tranqüilo e logo cheguei ao hotel. Fiz o check-in a jato, deixei as malas no quarto, e em poucos minutos já estava dentro do metrô a caminho da Champs. Não demorou 10 minutos, cruzei a cidade e ao sair da estação de metro já fui dando de cara com uma multidão na rua. Havia chegado a tempo. Olha, numa boa, nunca vi tanta gente reunida em um só lugar. Mais uma vez assustei. Aí sim o bicho pegou. Era gente em cima de escada, de árvore, nos ombros dos pais. Sem chance de chegar lá na grade, haviam “camadas” de pessoas, tipo 8 na sua frente. Só avistava o outro lado da rua. Mas aí, depois de dar aquele giro, vi uma turma de jovens ingleses na beira da grade mandando ver na cerveja. Fui encostando, empurra daqui, empurra dali e na medida que eles iam saindo para fazer xixi, eu ia chegando mais próximo da grade. E deu certo, demorou uns 40 minutos e consegui ficar a 1 pessoa da grade. Não demorou muito e o pelotão entrou na avenida socando a bota.

Avenue des Champs-Élysées

Avenue des Champs-Élysées

Eram 8 voltas. Impressionante a velocidade. Mas imaginem vocês. Circuito plano, últimos minutos do Tour, milhares de fãs na rua, o mundo alí te assistindo. Era o grand finale. Uma etapa neutra para fins de classificação geral mas tinha briga pela vitória da etapa. E deu ele, Mark Cavendish.

Depois da premiação, já com bem menos pessoas na avenida, os ciclistas voltam para uma volta de despedida, em suas bikes e acabam dando mais um show. Vão até a grade, cumprimentam os fãs, dão autógrafos e posam para fotos. E com exceção das estrelas. vão embora para seus hotéis de bike mesmo, pedindo licença para as pessoas nas ruas. Chegava ao fim o Tour de France 2010.

Imagino que algumas pessoas tenham curiosidade em saber quantos Km´s percorri, quantos quilos perdi ou então quantos euros gastei nesta viagem. Eu não sei. Mas sei que nos últimos 10 dias eu ganhei muito. Conheci lugares inesquecíveis, conversei com pessoas do mundo todo, numa única língua, o ciclismo e fiz o que mais gosto na vida, pedalei. E quanta gente especial passou por este site para acompanhar um pouquinho desta aventura.

O meu muito obrigado a todos, mais uma vez.

Vive le Tour! Poly e Henrique, amo vocês sempre.

Nesta atualização, temos até um vídeo galera. Confira.

Confira as fotos do último dia do Tour de France

[nggallery id=137]

Compartilhe

Comentários

9 Comentários para As aventuras de Lucas Couto: Le Tour de France #20 Final

  1. Bruno Fernandes disse:

    Acabou. Como eu twittei hoje: Vou sentir-me mais órfão do Tour de France, do que da Copa do Mundo.

  2. Gilmar disse:

    Ufa, que pena que acabou, agora é voltar para a realidade e tentar levar o ciclismo brasileiro a um degrau mais alto, ainda que seja ( não diminuindo o evento ) com iniciativas como a COPA VERA CRUZ. bom retorno Lucas e familia.

  3. marco tulio disse:

    e isso ai lukian.parabens pra vc,poly e henrique.e muito bom a gente realizar nossos sonhos.vou sentir saudades dos depoimentos e das fotos dos ultimos dias.como vc disse na lingua do ciclismo.um abraço pra vcs boa viagem de volta e parabens mais uma vez.desse jeito vai virar reporter heim.que se cuide renata falzoni.

  4. Romes Silva disse:

    Valeu Luquinhas!!!!
    Pena que acabou, já estava acostumado a ler seus relatos todos os dias.
    Como disse o Bruno, já estou sentindo falta do tour.
    Abraços e aproveite bem seus últimos dias de passeio. Dê um abraço na Polly.
    Valeu.

  5. POXA…AGORA QUE JA ESTAVA ME ACOSTUMANDO DE VER DAQUI DE LONDRES UMA VISAO MAIS BRASILEIRA DO CICLISMO INTERNACIONAL……
    VALEU A PENA,EH,EH!……
    E ISSO AI…PARABENS..
    T+

  6. Lucas Couto disse:

    Brunão, “Dilmar”, Pila, L.A. e Neubert, obrigado pelas mensagens. Eram elas que diariamente me impulsionava a correr atrás de uma imagem ou chegar a um lugar bacana, podendo retratar esses momentos no noispedala. Ontem quando cheguei a tempo na Champs, a primeira sensação que tive foi tipo, “ôba, vai rolar mais uma matéria no noispedala”. Um grande abraço e vamos marcar um churrasco para colocarmos a conversa em dia. Neubert, já agende o vôo!

  7. Flavim disse:

    parabens lucas a vc e claro Poly e Henrique, que são os seus companheiros….

  8. Mirian disse:

    É isso ai Lucas!!! Obrigado por dividir esses momentos legais, e fazer com que todos nós viajássemos com você!!! Um grande abraço para você, Poly e Henrique!!!

  9. Lucas Couto disse:

    Flavim, e que companheiros… Abs!
    Mirian, foi muito bacana mesmo. Nunca imaginava estar aqui e muito menos poder dividir essa energia com vcs. Henrique e Poly mandam bjs!

Deixe o seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *