50 dicas para você virar um biker expert – Parte 4

31 O freio dianteiro é o mais eficiente deles. O de trás também reduz a velocidade, mas, como o peso do corpo é transferido para a frente, a eficiência dele cai. Se tiver de brecar de sopetão, jogue o peso do corpo para trás, segure o guidão e module os manetes para que as rodas não travem.

Mais 10 dicas para você virar um biker expert

Mais 10 dicas para você virar um biker expert

32 Braços levemente dobrados funcionam como amortecedores contra choques. Se eles chegam ao guidão exageradamente esticados.

33 troque o avanço do guidão por um menor ou incline-se mais para a frente. Você está no meio de uma descida e a corrente sai para o lado do quadro. O que fazer? Não é preciso sair da bike. Usando o manípulo de mudança da frente, pressione-o não até que passe para o segundo prato, mas quase, e pedale suavemente. Em 90% das vezes, a corrente volta a entrar.

34 Procure levar um elo de engate com você (ou preso à bike com uma fita adesiva) para se a corrente quebrar, consiga repará-la rapidamente.

35 Se ela sair para o lado do crank, não pedale, pois poderá parti-la. Isso porque, provavelmente, ela ficará encaixada entre o prato e o crank, sendo necessário ir lá com a mão.

36 Quando for mudar de marcha, alivie a força nos pedais antes e, especialmente, quando estiver pedalando em uma subida.

37  Se acha que o seu capacete está sujo demais, não coloque-o dentro da água para lavá-lo. Você vai estragá-lo. Use um pano úmido.

38 Se caiu e o selim saiu dos rails, não perca tempo tentando colocá-lo de qualquer maneira. Se o caminho para casa é longo, pegue uma câmera e enrole-a entre os rails e a superfície do selim para que fiquem relativamente fixos até que consiga chegar em casa.

39 Aprenda a lubrificar os cabos. Solte o L (o tubo de alumínio que une os freios) do V-Brake dos freios.
Mova o conduíte, deslizando para cima para descobrir o cabo. Ponha algumas gotas de óleo de teflon especial, vendido em lojas especializadas.

40 Uma das piores avarias mecânicas que pode vir a ter é o desviador traseiro ir “desta para melhor” quando estiver no meio do nada, algo como o seu carro ficar apenas com o ponto morto no meio da estrada.

Solução: se tiver um descravador de corrente, retire alguns elos dela para que a corrente fique fixa em uma só marcha (como se você transformasse a sua magrela em uma singlespeed). Ao menos, conseguirá  chegar em casa.

Compartilhe

Comentários

9 Comentários para 50 dicas para você virar um biker expert – Parte 4

  1. Francisco de Assis R. C. de Abreu disse:

    Boa tarde! Tomei conhecimento já no parte 4, tenho apenas as dicas de 31 a 40, por favor, vocês podem me enviar as dicas anteriores? Agradeço antecipadamente. Francisco.

  2. Moro em Tiradentes, MG.
    Pedalo regularmente em caminhos de terra e também pedra, normalmente minhas correntes ficam muito empoeiradas e começam a ressecar. Qual a melhor forma de tratá-la em casa mesmo, qual o óleo adequado para utilizar?
    obrigada,
    Luciana

  3. Heleno disse:

    parou de usar oleo singer, bruno?

  4. César disse:

    Quando a sujeira tá muita, aplico WD com cuidado para não respingar na pintura no quadro, espero alguns minutos e depois retiro o excesso e como aqui onde moro não se encontra desengraxantes específicos para bikes uso detergente de cozinha neutro para finalizar, é um bom desengordurante e de fácil remoção.

    Quanto a óleos, estou testando o MaxLub para seco, até agora muito bom, mas gruda muita sujeira, então devo passar longe da versão para tempo molhado.

  5. mt xc biker disse:

    Cade a ultima parte do artigo ?!?!?!?!?

  6. Roberto Santos disse:

    Cara, muito boa essa série de artigos de vocês introduzindo os iniciantes no mundo biker. Sério, até pra mim, que já tenho um ano de “experiência” ajudou muito.
    Uma dica que eu recebi no começo e acho que serve para todos é para deixar sempre a segurança em primeiro lugar. Só comece a pedalar depois que tiver todos os equipamentos de segurança, senão você vai rodar.
    Eu, por exemplo, demorei três meses para começar a praticar porque ainda estava comprando, pouco a pouco, os acessórios.

    É isso aí, abraço a todos os bikersmaniacos como eu!

Deixe o seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *